2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 5 de Dezembro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.796

Boulos diz que Sérgio Moro e Deltan Dallagnol são oportunistas que sempre estiveram na política

Guilherme Boulos e Sérgio Moro (Foto: 247 | ABr)

Segundo ele, o Brasil não pode cair mais uma vez no engodo que elegeu Jair Bolsonaro

9 de novembro de 2021

"Sergio Moro e Deltan Dallagnol anunciaram na última semana a entrada na política partidária. A rigor, já estavam nela mesmo de toga e foram peças-chave para decidir a última eleição presidencial. Agora pretendem atuar como candidatos", escreve o psolista Guilherme Boulos, que pretende concorrer ao governo de São Paulo no ano que vem, em sua coluna na Folha de S. Paulo.

"A parceria Moro/Dallagnol foi decisiva para derrubar Dilma, tirar Lula das eleições e, consequentemente, eleger Bolsonaro, de quem Moro tornou-se ministro da Justiça", diz ainda o psolista. "O Brasil precisa tirar lições dessa trama digna de House of Cards. Primeiro, que o combate à corrupção é coisa muito séria para ficar refém de oportunistas com projetos de heroísmo pessoal. Segundo, que não existe saída fora da política, feita nas eleições e nas ruas. A antipolítica não cura os males da democracia, ela os aprofunda. Moro ajudou a eleger Bolsonaro, agora quer sucedê-lo reeditando o mesmo heroísmo farsesco. Francamente, acredito que o país já sofreu o suficiente para repetir a história", finaliza.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor