2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 29 de novembro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.790

TCU abre investigação para apurar denúncias de interferência de Bolsonaro no Enem

(Foto: Divulgação)

Crise no Inep resultou na demissão em massa de 37 servidores, incluindo coordenadores, e em denúncias de censura e assédio contra o presidente do órgão, Danilo Dupas

19 de novembro de 2021

O Tribunal de Contas da União (TCU) instaurou um procedimento para apurar as denúncias feitas sobre a gestão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece nos dias 21 e 28 deste mês.

A crise no Inep chegou ao ápice com o pedido de demissão em massa de 37 servidores, incluindo coordenadores, que denunciaram o presidente do instituto, Danilo Dupas de censura, assédio moral e de não assumir as responsabilidades do cargo. Nesta segunda-feira (15), Jair Bolsonaro afirmou que o Enem começava a ter “a cara do governo”.

Na terça-feira, um grupo de parlamentares entregou uma representação à presidente do TCU, Ana Arraes, pedindo que as denúncias fossem investigadas.  "Abrir o processo ao receber representação de parlamentares é o procedimento normal para o tribunal analisar o que foi solicitado", informou o TCU.

O Globo

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor