2

São Gonçalo do Amarante - CE - sEGUNDA-FEIRA 29 de novembro de 2021 - Ano: XIV - Edição: 4.790

Wagner Moura diz que governo Bolsonaro faz terrorismo e bolsonaristas são covardes

Wagner Moura (Foto: edison vara)

As declarações foram feitas durante entrevista no programa Roda Viva, em que denunciou que o fascismo tentou censurar seu filme sobre Marighella

2 de novembro de 2021

O ator Wagner Moura disse em entrevista ao Roda Viva nesta segunda-feira (1º/11) que seu filme sobre o guerrilheiro comunista Carlos Marighella, assassinado pela ditadura militar em 4 de novembro de 1969, "não é apenas sobre quem resistiu à ditadura militar nas décadas de 1960 e 1970, é sobre os que resistem hoje no Brasil".

Para ele, o filme que será lançado nesta quinta-feira (4) aponta também para toda uma história pregressa do Brasil. "[O filme] homenageia também Canudos, Palmares, a Revolta dos Malês e outras revoltas populares que sempre foram contadas sobre o ponto de vista do dominador."

O ator apontou ameaças feitas à produção do filme e um ataque por homens encapuzados a um campo do MST em Prado, na Bahia, onde o filme deve ser exibido. "Eu não tenho medo dessa gente, são covardes", declarou. "Fazer um filme sobre Marighella no Brasil faz parte de um movimento contra o fascismo do qual me orgulho de participar".

Folha de S. Paulo

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor