2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 17 de Janeiro de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.839

Vaiado Por onde passa, Moro diz que pode andar na rua e que não é da turma da 'rachadinha' e do 'petrolão', esqueceu que é da turma que fraudou a Justiça

(Foto: Divulgação)

Ex-juiz, que tem sido vaiado por onde anda, acusa Jair Bolsonaro, que ajudou a eleger ao prender ilegalmente Lula, de corrupção, e posa ao lado de Deltan Dallagnol, ex-procurador milionáro, e Alvaro Dias, blindado na Lava Jato

10 de dezembro de 2021

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos), condenado pelo Supremo Tribunal Federal por parcialidade contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, usou as redes sociais para comemorar a filiação do ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol ao partido e foi duramente criticado pelos internautas que qualificaram a adesão como “formação de quadrilha”. 

A reação dos internautas foi feita na esteira de uma postagem do ex-juiz afirmando que a “nossa turma é a do Podemos. Não é a do mensalão, não é a turma do petrolão, não é a turma da rachadinha. Aqui não precisamos esconder ninguém, podemos sair às ruas juntos. Essa tem que ser a cara da política do país”.

Além das críticas diretas aos ex-integrantes da Lava Jato, os seguidores também relembraram que o senador Álvaro Dias, um dos líderes do partido, já foi implicado em um caso de corrupção em 2018. Na época, por meio de um e-mail enviado a Odebrecht, o empresário Samir Assad afirmou que o parlamentar pediu R$ 5 milhões para encerrar a CPI do Cachoeira.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor