2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 25 de Junho de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.994

Com explosão de Covid e escassez de testes, Bolsonaro diz que Ômicron “não matou ninguém” e é “bem-vinda” no Brasil

(Foto: REUTERS/Adriano Machado | REUTERS/Amanda Perobelli)

Jair Bolsonaro volta a promover a propagação da Covid-19 e desinforma ao falar sobre o primeiro óbito da ômicron no país

12 de janeiro de 2022

Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (12) que a nova variante Ômicron, da Covid-19, “não tem matado ninguém” e que ela é “bem-vinda” no Brasil, sem citar nenhum estudo.

“A Ômicron não tem matado ninguém. O que morreu aqui em Goiás não foi de Ômicron… Com Ômicron… Na verdade, ele foi com Ômicron, e não de Ômicron. Ele já tinha problemas seríssimos, em especial nos pulmões. E acabou falecendo”, afirmou Bolsonaro em entrevista à Gazeta Brasil.

Segundo a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, o primeiro óbito pela nova variante do coronavírus foi confirmado por meio de sequenciamento genômico.

 “A Ômicron, que já espalhou pelo mundo todo, como as próprias pessoas que entendem de verdade dizem, deve ter uma capacidade de se divulgar, de se difundir muito grande, mas de letalidade muito pequena. Dizem até que seria um vírus vacinal. Deveria até, segundo algumas pessoas estudiosas sérias e não vinculadas a farmacêuticas, né, dizem que a Ômicron é bem-vinda e pode, sim, sinalizar o fim da pandemia”, declarou Bolsonaro.

Declarações de Jair Bolsonaro ocorrem no momento de grande expansão do vírus pelo Brasil, em meio ao apagão de dados no Ministério da Saúde. Além disso, o Brasil está na iminência de faltar testes para detecção da Covid-19, com a sugestão de interrupção de testagem de suspeitos assintomáticos, feita pela associação de laboratórios.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor