2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 17 de Janeiro de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.839

Marcelo Queiroga e Bolsonaro falam para seita de fanáticos, ao boicotar vacinação infantil, diz Miriam Leitão

Marcelo Queiroga e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Os dois sabotaram a vacina e ampliaram o risco de contágios e mortes no Brasil, diz a jornalista

6 de janeiro de 2022

"As crianças brasileiras de 5 a 11 anos poderiam voltar às aulas em fevereiro já vacinadas, com duas doses, mas o governo não quis e continua não querendo vaciná-las. A entrevista de ontem no Ministério da Saúde em que, derrotado, o governo teve que incluir essa faixa etária no Programa Nacional de Imunização, foi um show de hipocrisia e dissimulação. Rendidos, ainda assim os integrantes da cúpula do Ministério, Marcelo Queiroga à frente, continuavam tentando espalhar as mesmas mentiras, incutir o medo, criar exigências descabidas", escreve a jornalista Miriam Leitão, em sua coluna desta quinta-feira.

"De Bolsonaro se espera qualquer perversidade. Marcelo Queiroga é médico, em algum momento da sua vida ele fez o juramento de Hipócrates. Que ganho político Bolsonaro e Queiroga pensam que terão falando para a sua seita de fanáticos? Queiroga disse que a compra da vacina vai depender da adesão dos pais. Ele ainda joga contra a vacinação. O ministro faz isso por sabujice, seus secretários lhe seguiram nos modos. Pelo grau de dissimulação da fala de ontem de Queiroga, ele deve pensar que o país esquecerá o que ele fez neste verão", diz ainda a jornalista.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor