2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 17 de Janeiro de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.839

Polícia e Justiça do Brasil estão entre as mais parciais do mundo, aponta pesquisa

Sergio Moro (Foto: Agencia Senado)

A parcialidade no sistema legal brasileiro foi explicitada pela Lava Jato, capitaneada por Moro e Dallagnol

3 de janeiro de 2022

A justiça criminal e a polícia brasileira estão entre as mais parciais do mundo, aponta o ranking World Justice Project: Rule of Law Index 2021. De acordo com a coluna do jornalista Lauro Jardim, de O Globo, o Brasil ocupa a 138ª posição, dos 139 países analisados, no quesito imparcialidade, perdendo apenas para a Venezuela. Dinamarca, Finlândia e Japão são considerados os países mais imparciais.

A pesquisa “mede se a polícia e os juízes criminais discriminam na prática com base no status socioeconômico, gênero, etnia, religião, nacionalidade, orientação sexual ou gênero.Quando avaliado se profissionais da Polícia e Justiça seriam corruptos, o Brasil fica em 66º lugar”, destaca a reportagem.

Um exemplo da parcialidade no sistema legal brasileiro foi explicitado pela Lava Jato. Ao longo da operação,  foram registradas diversas arbitrariedades cometidas pelos integrantes da força-tarefa e também pelo ex-juiz Sergio Moro contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Recentemente, Moro foi condenado por parcialidade e as penas impostas por ele ao ex-presidente foram anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A evolução patrimonial de Sergio Moro  e do ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol será o tema de um novo documentário do jornalista Joaquim de Carvalho, da TV 247, produzido com o apoio dos leitores e assinantes do Brasil 247.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor