2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quinta-feira 26 de Janeiro de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.849

Sérgio Moro, o ex-juiz parcial que destruiu empregos corrompendo o Judiciário, agora fala em fortalecer instituições

(foto: reprodução))

Cínico, o ex-juiz suspeito ainda colocou Lula ao lado de Bolsonaro ao dizer que ambos são responsáveis pelo "enfraquecimento" das instituições nos últimos anos

7 de janeiro de 2022

O ex-juiz Sergio Moro (Podemos), declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nos processos contra o ex-presidente Lula (PT) na Lava Jato, fez um tuíte cínico na manhã desta sexta-feira (7).

O ex-magistrado, responsável pela destruição de empresas brasileiras e mais de 4 milhões de empregos, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), falou sobre a necessidade de fortalecer instituições.

Com a quadrilha de Lava Jato, Moro foi responsável pela maior corrupção já vista no Judiciário brasileiro. À TV 247, o desembargador Alfredo Attié, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), afirmou que a corrupção no Judiciário é a mais grave de todas. “É preciso que tudo isso que foi feito pelo Moro, pelo Ministério Público e Polícia Federal, nesta grande armação que foi o lavajatismo, mereça investigação por meio de processos administrativos e judiciais", falou.

O ex-juiz ainda colocou Lula ao lado de Jair Bolsonaro (PL) para dizer que ambos enfraqueceram as instituições nos últimos anos, o que nã é verdade, visto que Lula jamais flertou com o autoritarismo e é reconhecidamente um democrata.

Veja o que declarou Moro: "para termos um crescimento econômico sustentável, forte e duradouro, o fortalecimento das instituições é imprescindível. Nem Lula nem Bolsonaro podem abraçar essa causa, já que são responsáveis pelo seu enfraquecimento, nos últimos anos".

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor