2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 22 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.963

Lula coloca Petrobrás no centro da disputa presidencial

(Foto: Ricardo Stuckert | ABr)

Enquanto ex-presidente diz que empresa não pode pagar dividendos em detrimento da sociedade, Bolsonaro, Moro e Doria falam em privatizá-la

4 de fevereiro de 2022

A Petrobrás, maior empresa nacional e motor dos grandes investimentos no País, estará no centro da disputa presidencial de 2022, como foi deixado claro pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista concedida a rádios do Paraná, no dia de ontem. "Nós não vamos manter o preço da gasolina dolarizado. É importante que o acionista receba seus dividendos quando a Petrobrás der lucro, mas eu não posso enriquecer o acionista e empobrecer a dona de casa que vai comprar um quilo de feijão e paga mais caro por causa da gasolina", disse ele. Em contraposição a ele, Jair Bolsonaro, Sergio Moro e João Doria defendem privatizar a companhia, enquanto Ciro Gomes fala em reestatizá-la.

Da Rede Brasil Atual – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (3) que pretende acabar com a atual política de preço dos combustíveis praticada pela Petrobras, vinculados ao mercado externo e ao dólar, caso vença as eleições deste ano. A prática, adotada por Michel Temer após o golpe de 2016, levou ao aumento recorde nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha no governo de Jair Bolsonaro. Apenas em 2021, a gasolina subiu quase 50%.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor