2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 22 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.963

Saída de Faustão frustrou planos de Huck, mostra documentário da Globoplay

 

Faustão e Luciano Huck. Foto: VICTOR POLLAK E JOÃO MIGUEL JÚNIOR/TV GLOBO

O documentário mostra mudança do programa de Faustão para Luciano Huck e as brigas nos bastidores envolvendo isso

4 de março de 2022

Um novo documentário que ficou disponível no Globoplay na quarta (2) mostra que a saída de Fausto Silva, o Faustão, frustrou planos de Luciano Huck na emissora. O site Notícias da TV lembra que, em junho, o apresentador fez uma chamada virtual com sua equipe do Caldeirão para comunicar que, em 9 de janeiro de 2022, eles passariam a fazer o Domingão.

Semanas depois, Fausto saiu de forma precoce da Globo e todo o calendário mudou. O filme “Domingão com Huck: A História da História” se propõe a mostrar os bastidores da sucessão do programa de auditório lançado em 1989. Apesar de evitar citar a saída de Fausto, a produção traz momentos interessantes de bastidores.

A produção não contextualiza, segundo o Notícias da TV, ao espectador sobre os motivos de a estreia de Luciano ter sido antecipada em quatro meses. No encontro com a equipe em junho, Huck falou que ainda não havia assinado sua renovação de contrato com a emissora.

Esse novo acordo, tratado pelo comunicador como o mais importante de sua vida, seria fechado dias depois e com anúncio no programa Conversa com Bial. A entrevista com Pedro Bial foi ao ar em 15 de junho. Até aquele momento, Fausto ficaria no Domingão até dezembro e passaria o bastão para Luciano Huck.

Dois dias depois, a Globo tirou Fausto do ar e colocou Tiago Leifert para terminar a temporada da Super Dança dos Famosos. E o ex-apresentador do Big Brother Brasil não é citado em momento algum do documentário.

Documentário mostra briga envolvendo Huck

A reunião de junho, antes da reviravolta das datas, estava com os ânimos mais calmos. Depois da mudança de datas, porém, o clima mudou. Em tom mais sério, durante encontro em agosto, o apresentador falou com os companheiros de trabalho sobre a estreia antecipada.

“Tudo o que estava acontecendo até aqui é que a gente estrearia em 9 de janeiro, com quadros novos e o que a gente quisesse, mas a gente está botando pressão agora para estrear em setembro”, disse.

Na sequência, foram exibidas cenas do momento mais tenso do documentário: uma discussão de Luciano com Hélio Vargas, diretor artístico do Domingão e que ocupava essa mesma função no Caldeirão. Para Huck, o início do programa em setembro deveria ser tratado como estreia, mesmo com o trabalho feito às pressas. O diretor pensava diferente.

“Eu não quero ir lá tampão. A gente está no meio de uma pandemia…”, falou o apresentador. “Então não é estreia. Esse programa está tapando buraco”, soltou Vargas. “Então não vamos fazer”, rebateu o marido de Angélica.

Documentário ainda mostra tudo o que deu de errado no programa de estreia, mas sem deixar de fazer uma propaganda do Domingão com Huck e do próprio apresentador, com exibições das participações de Luciano Huck no meio político.

DCM

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor