2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 22 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.963

Guilherme Boulos pede cassação de Eduardo Bolsonaro por ataque a Míriam Leitão

(Foto: Editora 247 | Reprodução)

O pré-candidato a deputado afirmou que Bolsonaro "devia ter sido cassado quando exaltou a tortura de Dilma por Ustra" e afirmou que "não podemos repetir a omissão com seu filhote"

5 de abril de 2022

Pré-candidato a deputado federal por São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL) pediu pelo Twitter nesta terça-feira (5) a cassação do deputado federal Eduardo (PL-SP), que nesta semana atacou de maneira vil a jornalista Míriam Leitão.

O parlamentar compartilhou no Twitter uma coluna da jornalista e escreveu “ainda com pena da cobra”, em referência a uma das sessões de tortura sofrida por Míriam Leitão.

Boulos lembrou que houve omissão quando Jair Bolsonaro (PL), enquanto deputado federal, saudou o mais sanguinário torturador da ditadura militar, coronel Carlos Brilhante Ustra, na ocasião da votação do impeachment - injusto - da ex-presidente Dilma Rousseff. O mesmo não pode ocorrer com Eduardo Bolsonaro, argumenta o psolista. "Bolsonaro passou quase 30 anos na Câmara defendendo torturadores. Devia ter sido cassado quando exaltou a tortura de Dilma por Brilhante Ustra. Não podemos repetir a omissão com seu filhote Bananinha".

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor