2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 20 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.961

Lula celebra vitória na ONU: “estou de alma lavada”

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)

O ex-presidente também pediu que a imprensa tradicional "peça desculpas e admita que foi enganada por Moro e Dallagnol"

28 de abril de 2022

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comemorou, nesta quinta-feira (28), suas vitórias na Organização das Nações Unidas (ONU), que reconheceu a parcialidade de Sergio Moro contra o petista e confirmou a outra ilegalidade do ex-juiz sobre a interceptação telefônica de uma conversa entre Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016.

"Hoje eu estou feliz, a decisão do tribunal da ONU lavou a minha alma. E eu só quero que a imprensa, que divulgou tantas mentiras sobre mim, peça desculpas e admita que foi enganada por Moro e Dallagnol", escreveu o ex-presidente no Twitter.

Os advogados Valeska e Cristiano Zanin Martins, responsáveis pela defesa de Lula, afirmaram que as decisões da ONU representaram uma vitória da democracia brasileira.

A ONU também determinou que o governo Jair Bolsonaro divulgue em seus canais as decisões da instituição sobre os processos de Moro contra o ex-presidente.

O Supremo Tribunal Federal já havia declarado Moro parcial, em abril do ano passado.

Em março, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) também decidiu que Deltan Dallagnol deve indenizar o ex-presidente em R$ 75 mil por causa da apresentação do PowerPoint, em 2016, quando o procurador apresentou acusações sem provas contra Lula.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor