2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 20 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.961

Bolsonaro autoriza novo aumento de 9% no diesel e sacrifica ainda mais os caminhoneiros

Jair Bolsonaro (Foto: Reuters)

Novo preço começa a valer nesta terça-feira (10). Jair Bolsonaro, que tem criticado os seguidos aumentos, não mexe na política de preços que beneficia apenas os acionistas

9 de maio de 2022

Jair Bolsonaro, responsável por manter a política de preços da Petrobrás, que dolariza os preços praticados no mercado interno, sacrificou ainda mais os caminhoneiros nesta manhã. A empresa estatal anunciou nesta segunda-feira aumento do preço médio do diesel de 8,87% nas suas refinarias, com o combustível para distribuidoras passando a valer 4,91 reais por litro, a partir de terça-feira, segundo comunicado da empresa.

Em nota, a companhia ressaltou que o reajuste foi feito após 60 dias e que os valores da gasolina e do GLP (gás de cozinha) foram mantidos.

O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e pré-candidato à deputado estadual , Guilherme Boulos (Psol-SP), usou as redes sociais para criticar a alta do diesel anunciada pela estatal. 

"ABSURDO! Petrobras acaba de aumentar o preço do Diesel em 8,87%. Isso depois da gasolina subir pela quarta semana seguida e chegar a R$8,99. Esse era o presidente 'amigo dos caminhoneiros"?', postou Boulos no Twitter. 

A política de preços praticada pela Petrobrás com a anuência de Jair Bolsonaro deverá aumentar significativamente o lucro da estatal no primeiro trimestre deste ano, transferindo mais lucros e dividendos a seus acionistas em detrimento dos consumidores.

Levantamento com base nas projeções de quatro instituições financeiras (Itaú BBA, UBS, Credit Suisse e Goldman Sachs) indica que a companhia deve registrar, no primeiro balanço do ano, receita líquida de R$ 144 bilhões, avanço de 67,2% frente ao primeiro trimestre de 2021.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor