2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 22 de Maio de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.963

Jornalões golpista, O Globo, Folha, Estadão e outros naturalizam e ignoram crime de racismo cometido por Bolsonazi

(Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas)

Jornais não noticiam que Jair Bolsonaro cometeu mais uma vez o crime de racismo, na véspera da Abolição

13 de maio de 2022

Os jornais da imprensa corporativa praticamente ignoraram que Jair Bolsonaro voltou a cometer o crime de racismo, na véspera do 13 de maio, dia que marca a Abolição da escravidão no Brasil, ao dizer que negros são pesados em arrobas – o que os qualifica como animais de tração, e não como indivíduos plenos de direitos.

O racismo, no Brasil, é crime inafiançável e imprescritível, mas é cometido pelo presidente da República, diante do silêncio dos meios de comunicação. Na noite de ontem, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) anunciou representação criminal contra Jair Bolsonaro e a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) afirmou que ele se beneficia da impunidade nos crimes de racismo.

Bolsonazi comete crime de racismo. Racistas riem junto com ele como se isso fosse aceitável. São todos criminosos e devem ser punidos. Contudo, o riso dos carrascos continuará ecoando e, para isso, não há reparação.

Brasil247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor