2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 26 de Junho de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.995

Demitidas, ex-grandes Globais se unem contra a emissora

(Foto: Reprodução)

Ação contra a emissora tramita na justiça

4 de junho de 2022

Dispensadas da Globo em 2016, Carolina Ferraz e Maitê Proença se uniram para desafiar a antiga empregadora na Justiça do Trabalho. Carolina, hoje apresentadora do Domingo Espetacular, da Record, foi testemunha de defesa de Maitê na ação movida contra o conglomerado de mídia após sua saída da empresa. O caso corre desde 2018 e anda a passos lentos no judiciário. A reportagem é do portal Notícias da TV.

O Notícias da TV teve acesso ao depoimento de Carolina. Na ação, protocolada em 2018, Maitê Proença pede indenização de R$ 500 mil em busca de reconhecimento por direitos trabalhistas e do vínculo empregatício, já que seu contrato era por PJ (Pessoa Jurídica) e não pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Maitê convocou Carolina Ferraz, que também processou a emissora e pediu reconhecimento empregatício. Em seu depoimento judicial, a apresentadora da Record comentou que não tinha detalhes da forma de contratação praticada com Maitê Proença, mas que no seu caso foi obrigada pela Globo a assinar contrato fora da carteira de trabalho.

"Foi muito estranho, não tive nenhum aviso. Quando começaram os boatos de que eu já tinha sido dispensada, liguei para a pessoa que tinha me dito que o contrato seria renovado, e ela me falou que, de fato, ia ser descontinuado", declarou Maitê.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor