2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 26 de Junho de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.995

Filhos de Bolsonaro estão em guerra por protagonismo em campanha

Filhos de Bolsonaro estão em guerra. Foto: Reprodução/Twitter

9 de junho de 2022

As coisas não andam nada tranquilas na campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL). Dois dos filhos dele, Carlos (Republicanos) e Flávio (PL) estão em pé de guerra por protagonismo na campanha eleitoral do pai. Eles mal estão se falando e vivem trocando alfinetadas nos bastidores.

Um parlamentar do Centrão e que faz parte de grupos de discussão da Campanha, revelou sob a condição de anonimato que o clima azedou de vez entre Carluxo e Flávio. Cada um quer levar a campanha eleitoral do pai para um caminho diferente e os dois mal estão conversando, além de viverem se alfinetando e mandando indiretas no grupo de WhatsApp.

O DCM conversou com um assessor de outro deputado, também bolsonarista, que confirmou as informações e revelou que o clima é de tensão. “Carlos é muito estourado e todo mundo acha que a qualquer momento ele pode explodir”, revelou o funcionário. Ele explica que isso tudo porque Flávio não tem ouvido nenhuma opinião do irmão sobre a estratégia de campanha.

Bolsonaro nomeou Flávio para ser o responsável geral pela Campanha, mas apoiadores confiram que Carluxo é o chefe do grupo que comanda a rede de fake news. Ainda assim, ele palpita sobre a estratégia de propaganda do pai porque entende que isso ajuda em seu trabalho. Carlos é contra vender um “Bolsonaro paz e amor” porque isso atrapalha os ataques a adversários de forma mais violenta. “Não adianta nada soltar bomba contra inimigos se o meu pai não assinar embaixo”, teria dito o vereador do Rio de Janeiro numa das conversas.

Flavio por outro lado pensa que, oficialmente, Bolsonaro precisa ser mais light e menos incisivo. Ele entende que o STF (Supremo Tribunal Federal) e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) podem cassá-lo se ele for ligado a alguma fake news, por isso não pode confirmar o que sair. Isso tem gerado problema e constante brigas entre eles.

“Carlos não aceita ordens do irmão, que passou a ignorar as sugestões, já que ele não entende qual o rumo decidido para a campanha”, afirmou o assessor.

DCM

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor