2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 26 de Junho de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.995

Flávio Bolsonaro diz que comprou mansão com renda de advocacia sem jamais ter sido advogado

Flávio Bolsonaro | mansão de R$ 6 milhões em Brasília (Foto: Pedro França /Agência Senado | Reprodução)

Resposta foi dada à Justiça em ação que questiona como o senador conseguiu um financiamento de R$ 3,1 milhões no Banco de Brasília para a compra da mansão

1 de junho de 2022

Sem nunca ter atuado como advogado, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) alegou à Justiça ter comprado sua mansão de R$ 6 milhões pagando parte do financiamento com recursos obtidos como profissional do Direito.

Segundo a Folha de S. Paulo, "não há registros de processos nos quais Flávio atue como advogado no Distrito Federal e no Rio, as duas unidades federativas onde o senador tem inscrição válida na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)". Também não existem processos em andamento em que o senador apareça como advogado.

Em 2021, quando comprou o imóvel, Flávio Bolsonaro alegou ter conseguido o dinheiro como por meio de sua atuação como empresário, sem citar quaisquer ganhos como advogado.

A nova justificativa consta na defesa protocolada por ele como resposta a uma ação no TJ-DFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios) movida pela deputada federal Erika Kokay (PT). Ela questiona o fato de o senador ter conseguido, por meio do BRB (Banco de Brasília), um financiamento de R$ 3,1 milhões. O valor foi usado para completar a compra do imóvel, que custa R$ 5,97 milhões. A mansão fica localizada em um bairro nobre de Brasília.

Por meio de nota, o senador afirma que "o processo [no TJDFT] foi movido por uma parlamentar petista, não tem qualquer fundamento e serve apenas como uma tentativa de autopromoção em véspera eleitoral". Além disso, alega, "o banco que concedeu o financiamento [BRB], assim como todas as instituições financeiras no Brasil, segue um rigoroso 'compliance' e está sujeito a regras regulatórias e de fiscalização que impedem qualquer irregularidade".

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor