2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sábado 26 de Junho de 2022 - Ano: XIV - Edição: 4.995

Todos os conselheiros indicados por Bolsonaro votaram por aumento de preços na Petrobrás


Bolsonaro e bomba de gasolina (Foto: Reuters)

Ainda que Bolsonaro tente se eximir da culpa pelos preços dos combustíveis, os fatos se encarregam de mostrar a verdade: é o governo o responsável pelo empobrecimento do povo

17 de junho de 2022

Ainda que Jair Bolsonaro (PL) faça todos os esforços para se desvincular da responsabilidade pelo preço dos combustíveis no Brasil, os fatos se encarregam de esclarecer a verdade.

Segundo Lauro Jardim, do jornal O Globo, todos os seis conselheiros da Petrobrás indicados por Bolsonaro, que formam maioria no colegiado de 11 conselheiros, votaram pelo novo reajuste nos preços.

A informação só reforça a culpa de Bolsonaro diante dos preços exorbitantes dos combustíveis. O chefe do Executivo, que tenta driblar o ônus da carestia, não move uma palha para alterar a política de preços da Petrobrás, que atrela o preço dos combustíveis no Brasil ao dólar e ao mercado internacional. O objetivo é seguir favorecendo os acionistas privados da companhia.

A atual política de preços foi implementada por Pedro Parente ainda no governo golpista de Michel Temer (MDB), como conclusão do golpe que derrubou a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) com o objetivo de transferir a renda dos brasileiros para os acionistas da Petrobrás. Desde então, a fome e a miséria voltaram a assolar o país.

Brasil 247 | O Globo

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor