2

São Gonçalo do Amarante - CE - Domingo 14 de Agosto de 2022 - Ano: XIV - Edição: 5.044

Filho de petista assassinado por terrorista louco diz que bolsonaristas "estão fazendo campanha" com morte

"No fim das contas a gente só quer paz, que esse ódio todo acabe", disse Leonardo Miranda de Arruda

13 de julho de 2022, 18:03

Leonardo Miranda de Arruda, 26, filho de Marcelo Arruda, tesoureiro do PT assassinado por um terrorista bolsonarista em Foz do Iguaçu (PR), criticou nesta quarta-feira, 13, o uso político do crime por Jair Bolsonaro e seu entorno.

Ele falou sobre o telefonema de Jair Bolsonaro à família da vítima, em que o chefe de governo não prestou a devida solidariedade aos enlutados. Bolsonaro convidou dois irmãos para uma coletiva de imprensa em Brasília.

Segundo Leonardo, o entorno do chefe de governo não o convidou para a coletiva. Ele afirmou ainda que a família só quer paz e justiça.

"Não foi feito nenhum contato comigo nem com os demais familiares. Foi feito, sim, um contato com os meus tios, a esposa do meu tio. A princípio era para ser algo mais sigiloso toda essa conversa e ganhou uma proporção muito rápida. [...] Muitas pessoas ligadas ao presidente estão fazendo campanha através disso. Então, no fim das contas a gente só quer paz, que esse ódio todo acabe. A gente só quer justiça pelo meu pai," afirmou o jovem, em entrevista ao Estúdio i, da GloboNews.

Brasil 247

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor