2

São Gonçalo do Amarante - CE - Segunda-feira 15 de Agosto de 2022 - Ano: XIV - Edição: 5.045

Terrorista Bolsonarista que atirou bomba em ato de Lula vira réu e tem a prisão preventiva decretada

Foto: Reprodução

15 de julho de 2022

Nesta sexta-feira (15), a Justiça do Rio de Janeiro recebeu a denúncia do Ministério Público do Estado (MP-RJ) contra André Stefano Dimitriu Alves de Brito, acusado de atirar uma bomba caseira em um ato com a presença do ex-presidente Lula (PT).

Além disso, também foi decretada a prisão preventiva dele. O episódio aconteceu na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, no último dia 7.

De acordo com a decisão, André tem um prazo de 10 dias para responder à acusação. O criminoso deverá informar se tem advogado para fazer sua representação no processo ou se prefere um defensor público.

A quebra do sigilo dos dados do aparelho celular e de chips do réu também foi determinada, e será encaminhada para perícia no Instituto de Criminalística Carlos Éboli.

Segundo relatos de testemunhas, o denunciado acendeu o pavio e arremessou o explosivo no meio do público presente no ato. Pessoas que estavam no local afirmaram que sentiram um forte cheiro de fezes após a explosão. Ninguém ficou ferido.

O MP ainda ressaltou ser “importante que haja uma resposta dura a quaisquer atos que atentem contra a vida e a integridade física dos apoiadores de qualquer um dos possíveis candidatos, com o fim de coibir novos atos desta natureza, bem como o recrudescimento da violência física, à medida que o pleito se aproxima”.

DCM

0 comments:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor