Líderes comunitários de São Gonçalo do Amarante conhecem resultados de ações no território em 2018



Atualmente, a CSP realiza ou apoia diversas iniciativas: Conselho Comunitário do CIPP, Programa de Diálogo Social, Programa Voluntários da Alegria, Programa Território Empreendedor e Programa de Parcerias

11/12/2018
                                                  
Após um ano intenso de trabalhos, reuniões, treinamentos e encontros, cerca de 200 líderes comunitários de São Gonçalo do Amarante e Caucaia conheceram os resultados das ações no território desenvolvidas ou apoiadas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). As ações foram direcionadas a temas escolhidos por líderes comunitários no II Encontro de Lideranças Comunitárias realizado em agosto de 2017, como educação, capacitação, saúde, segurança e emprego.

Para comemorar os resultados, as lideranças participaram do IV Encontro de Lideranças Comunitárias, na última terça-feira (4/12). O objetivo do encontro foi fortalecer o desenvolvimento regional e valorizar as comunidades na região onde a siderúrgica está instalada. O evento ocorreu no auditório do IFCE – Campus avançado do Pecém durante toda a manhã. 

A autônoma e moradora da localidade de Bolso, de São Gonçalo do Amarante, Glauciane Silva, 34 anos, participou do Encontro de Lideranças e acredita que este é um projeto importante para os moradores. “A siderúrgica abriu as portas para nós visitarmos e conhecermos o processo da produção do aço. Acredito que o mais importante é ver que a CSP está preocupada em ouvir nossas demandas e engajar os moradores para terem mais conhecimento”, pontuou Glauciane.

Atualmente, a CSP conta com seis ações pensadas exclusivamente para desenvolver a região e os moradores. São eles o Conselho Comunitário e os programas Diálogo Social; Voluntários da Alegria e Território Empreendedor, além de parcerias com entes públicos e privados, além do Programa Você na CSP. 

O gerente geral de Relações Institucionais e Comunicação, Ricardo Parente, ressaltou que a CSP tem como um de seus pilares estratégicos o desenvolvimento regional. “A siderúrgica quer crescer juntamente com as comunidades, gerando um desenvolvimento sustentável e para todos. Dessa forma, juntos, a gente consegue ir mais longe”.

Diálogo permanente
O comerciante Antônio Quaresma, de 62 anos, morador de Caraúbas, também diz acreditar nas possibilidades de ações que podem ser feitas através do diálogo. “Participo todo mês dos encontros para falar o que nossa comunidade precisa. É um benefício que nós, moradores, ganhamos”, disse.

“Essa interação e diálogo que temos aqui é muito especial. Estou muito feliz em ver que a CSP e as comunidades são parceiras. Para 2019, precisamos estar ainda mais juntos com diálogo, pessoas, programas e desenvolvimento”, destacou a gerente de Relações com Comunidade da CSP, Cristiane Peres

A assistente social Luzinete Brito 57 anos, de Matões, atua como liderança comunitária desde 2006. “Eu via a necessidade de acompanhar crianças e adolescentes e lutar por melhorias para elas. Vejo a CSP, que se importa em dialogar com a comunidade, e sei da importância que isso é. Não é uma empresa que só busca geração de renda para ela. A siderúrgica quer desenvolver a região e se preocupa com os moradores da comunidade”.

Principais resultados de 2018
·        237 pessoas certificadas, em 15 turmas formadas, no Território Empreendedor, programa que incentiva, capacita e forma pessoas para o empreendedorismo na região 
·         9 mil pessoas beneficiadas com obras de infraestrutura social: Praça da Juventude, Praça da Parada e uma creche em Acende Candeias 
·         342 visitas porta a porta do Programa de Diálogo Social
·         749 pessoas conheceram a siderúrgica, em 24 visitas no Você na CSP, programa de visita institucional à empresa
·         506 participantes, em 36 reuniões no Programa Teia Comunitária
·         encontros dos Embaixadores do Diálogo, atualmente com 78 embaixadores. São empregados da CSP que moram nas comunidades e se disponibilizaram para participar do programa
·         ações de voluntariado , com doação de cerca de 7200 itens, entre eles livros, materiais escolares, material de higiene, brinquedos, carinho e abraços. Mais de 2700 pessoas estiveram envolvidas nas ações.

Mariana Pontes


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]