2

São Gonçalo do Amarante - CE - Sexta-feira 04 Dezembro de 2020 - Ano: XIII - Edição: 4.429

CSP conquista recertificação ISO 14001 e atesta a adoção das melhores práticas econômicas e ambientais

São Gonçalo do Amarante, 05 de Novembro de 2020

A siderúrgica cearense também foi aprovada nas auditorias para as certificações IATF e ISO 9001, ampliando a competitividade da usina e os mercados de atuação 

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) conquistou a recertificação ISO 14.001:2015, atestando, mais uma vez, o compromisso da empresa com a proteção ao meio ambiente. A auditoria aconteceu de 26 a 30 de outubro, culminando nesse resultado. A siderúrgica investe continuamente na qualidade do seu Sistema de Gestão Ambiental, implementando as melhores práticas econômicas e ambientais, aprimorando seus sistemas e controles operacionais, promovendo treinamentos de seus empregados e fornecedores e garantindo um rigoroso monitoramento ambiental. 

Essas auditorias são consideradas fundamentais para determinar a conformidade, avaliar a capacidade e eficácia do Sistema de Gestão da CSP, além de identificar as oportunidades e pontos fortes. Elas também são mandatórias para a venda de placas de aço. “Hoje é fundamental você ter licença que certifica o cumprimento dos requisitos legais impostos pela legislação. Porém, essa certificação também comprova que temos gestão, fazemos controles, análises e asseguramos recursos para honrar nosso compromisso com o meio ambiente”, destaca o gerente de Meio Ambiente da CSP, Marcelo Baltazar. 

Série de certificações 

No mês de outubro, a siderúrgica cearense também foi aprovada nas auditorias para as certificações IATF e ISO 9001. Com a IATF, a siderúrgica cearense está apta a fornecer aço para o setor automotivo, atestando uma série de requisitos internos, além de ter um produto premium.  Já a ISO 9001 atesta o sistema de gestão de qualidade da empresa, que estabelece diretrizes para a produção do aço, com o objetivo de tornar a siderúrgica do Pecém uma referência mundial em segurança, qualidade, custo, desenvolvimento tecnológico e sustentável. 

Além destas, a CSP mantém outras dez certificações. Estratégicas para a usina, as certificações ampliam a competitividade da usina e os mercados de atuação. Desde 2016, a CSP já exportou placas de aço para 23 países.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor