2

São Gonçalo do Amarante - CE - Terça-feira 27 de Julho de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.663

EDP é selecionada pela primeira vez para compor Índice Carbono Eficiente da B3

Integrando o Índice de Sustentabilidade Empresarial há 15 anos, companhia vem se destacando na preparação para uma economia de baixo carbono

São Gonçalo do Amarante 11 de janeiro de 2021

A EDP, empresa que atua em toda a cadeia do setor elétrico brasileiro, integrará pela primeira vez o Índice Carbono Eficiente (“ICO2”) da B3. A nova carteira terá vigência de 04/01/2021 a 30/04/2021, sendo revisada a cada quatro meses, seguindo as atualizações do IBrX 100. O índice reúne 62 ações de 58 companhias listadas na B3, que juntas representam R$ 3,3 trilhões em valor de mercado.

O ICO2 foi criado em 2010 com propósito de ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. Até 2019 eram convidadas para participar do processo as companhias integrantes do IBrX 50. A partir de 2020, em um processo de revisão da metodologia, a B3 passou a convidar as companhias do IBrX 100, para composição das carteiras a partir de 2021.

"Estamos muito orgulhosos em fazer parte da carteira do Índice Carbono Eficiente. O ingresso reforça os compromissos assumidos pela EDP para reduzir a emissão de gases do efeito estufa e conter os impactos do aquecimento global. Adotamos uma postura transparente em defesa do desenvolvimento dos negócios respeitando o planeta", afirma Marília Nogueira, diretora executiva da área de Relações com Investidores.

Compromissos ESG

A EDP foi incluída, pela 15ª vez consecutiva, na lista das empresas mais sustentáveis da bolsa de valores brasileira, figurando no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). A Companhia obteve notas acima da média em todas as dimensões do questionário e foi considerada benchmark em cinco das sete dimensões (Geral, Social, Ambiental, Econômica e Natureza do Produto).

O ano de 2020 marcou o melhor resultado histórico da EDP Brasil no índice do Carbon Disclosure Project (CDP) - Clima, com nota A-. Globalmente, o CDP reúne dados de sustentabilidade de 9.600 empresas. O desempenho da EDP na classificação está acima da média mundial do setor, qualificada no nível B, e da média global, em torno de C.

Em junho do último ano, a empresa submeteu à Organização das Nações Unidas (ONU) o compromisso de reduzir suas emissões para garantir que o aquecimento global não exceda 1,5°C, aderindo ao Business Ambition for 1,5ºC – Our Only Future. A Empresa ainda aderiu ao Recover Better, uma iniciativa global que propõe a governos e organizações de todo o mundo alinhar seus esforços de recuperação e ajuda econômica relacionados à crise da Covid-19 com base nos mais recentes estudos climáticos.

Também em 2020, Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil, foi anunciado pela Rede Brasil do Pacto Global, da ONU, como CEO porta-voz do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 (ODS 11) – Cidades e Comunidades Sustentáveis, na iniciativa Liderança com ImPacto.

Ainda no âmbito da Rede Brasil do Pacto Global, a EDP Brasil assumiu a coordenação da Plataforma Ação Pelo Clima, iniciativa que desenvolve atividades e projetos voltados à mitigação do aquecimento global, adaptação e meios de implementação, além de ancorar outras iniciativas temáticas e setoriais relacionadas ao clima, como projetos em energia e florestas. A plataforma é composta por 98 instituições.

Além disso, a Companhia subscreve o Compromisso Empresarial Brasileiro para a Biodiversidade, iniciativa do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) que endossa o comprometimento da EDP com a prevenção, mitigação e compensação de impactos sobre a biodiversidade, além da geração de compartilhamento de informações sobre o tema.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia, e possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 15 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3. No Ceará, a EDP é responsável pela UTE Pecém, em São Gonçalo do Amarante.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor