2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quinta-feira 24 de Junho de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.631

Famílias de São Gonçalo do Amarante são atendidas com cestas básicas, em parceria entre Governo do Estado e UTE Pecém

São Gonçalo do Amarante 2 de Junho de 2021

Usina destina R$ 300 mil ao combate à segunda onda da pandemia no estado. Serão doadas 1.800 cestas básicas e mais equipamentos e cilindros de oxigênio , por meio da Secretaria de Saúde (SESA) e Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) aos municípios de São Gonçalo do Amarante e Paracuru.

Na manhã dessa terça-feira (1/6), 600 famílias em situação de vulnerabilidade social de São Gonçalo do Amarante/CE começaram a ser beneficiadas com cestas básicas, doadas em ação conjunta entre a UTE Pecém (empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico) e as Secretarias de Saúde do Ceará (SESA) e de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) no combate à pandemia da COVID-19.

A entrega foi simbólica, realizada na sede do município, para evitar aglomerações. Serão doadas um total de 1.800 cestas básicas – divididas em três lotes de 600 cestas, a serem distribuídas nos meses de junho, julho e agosto. A doação representa a destinação de R$ 150 mil para compra de alimentos.

A UTE Pecém também doará outros R$ 150 mil à Prefeitura Municipal de Paracuru/CE, que serão destinados a compra de equipamentos (um gerador de energia, ventilador mecânico) e cilindros de oxigênio para o hospital Santa Casa de Paracuru, somando um total de R$ 300 mil em doações de combate à segunda onda da pandemia no estado. A entrega dos equipamentos está prevista para os próximos 60 dias, dependendo da disponibilidade dos fornecedores, na sede do hospital, localizado na Rua José Lopes Meireles, 900. O respirador mecânico já foi entregue no dia 27/5, na presença do secretário de Saúde de Paracuru, Ângelo Luís Leite Nóbrega.

Para a analista de Responsabilidade Social da UTE Pecém, Danielle Viana, a segunda onda da crise do coronavírus se tornou o momento mais desafiador e crítico da pandemia no País. “É nessa hora que a EDP reforça seu compromisso social e se mobiliza no estado para ajudar na preservação de vidas. Sabemos que os equipamentos hospitalares vão ser essenciais no combate ao coronavírus e que as cestas trarão alento a inúmeras famílias sem condições financeiras, visto que a fome também não espera”, avalia.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, além de atuar em Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Em Distribuição, atende cerca de 3,5 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da Celesc, em Santa Catarina. Foi eleita em 2020 a empresa mais inovadora do setor elétrico pelo ranking Valor Inovação, do jornal Valor Econômico, e é referência em Governança e Sustentabilidade, estando há 15 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3. No Ceará, a EDP é responsável pela UTE Pecém, em São Gonçalo do Amarante.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor