São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sábado 21 de abril de 2018 - Ano: X - Edição: 3.473 - Visualizações: 21.650.328 - Postagens: 33.408

Eneva registra lucro líquido de R$ 146 milhões em 2017



17/03/2018

A Eneva encerrou 2017 com lucro líquido ajustado de R$ 146 milhões, revertendo o prejuízo do ano anterior de R$ 149 milhões. Na base trimestral, ocorreram ganhos de R$ 107,5 milhões, frente a prejuízo de R$ 1,4 milhão em igual período de 2016. As informações são do portal Canal Energia.

A companhia passou a ser proprietária da termelétrica Pecém II, localizada em São Gonçalo do Amarante, após comprar 100% das ações detidas pela alemã Uniper Holding GmbH. Antes, a Eneva detinha 50% da usina.

O resultado Ebitda ajustado (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 14% em 2017, para R$ 1,25 bilhão, em decorrência do início da operação comercial de Parnaíba II e da otimização dos custos fixos das usinas. No quarto trimestre, o Ebitda foi de R$ 405,5 milhões, aumento de 10% na comparação com o último trimestre de 2016. A receita líquida operacional da Eneva atingiu R$ 2,72 bilhões no ano passado, aumento de 24%. No trimestre, foram R$ 932,5 milhões, aumento de 40,5% na ante igual período de 2016.

A Eneva teve geração líquida total de 10.028 GWh no ano, volume praticamente igual ao do ano passado, quando ficou em 10.024 GWh . O despacho médio do Complexo Parnaíba foi de 61,5%, com geração líquida de 6.534 GWh. No ano, Itaqui gerou 1.480 GWh, com despacho médio de 55,1%. Em Pecém II o despacho médio ficou em 90,9% e geração líquida de 2.014 GWh, com aumento ante o despacho médio de 64,4% e geração líquida de 1.805 GWh em 2016.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]