São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sábado 18 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.319 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

Lula: MPF invade minha casa mas não investiga a Globo?

Reprodução


18/11/2017 - Em entrevista ao jornalista Fernando Morais, o ex-presidente Lula criticou o Ministério Público Federal por não se manifestar sobre as denúncias de corrupção e pagamento de propina envolvendo a Globo; "Alguém tem que investigar. O que eu acho estranho é que o Ministério Público até agora, o mesmo MP que invadiu o Instituto Lula, que invadiu a minha vida, até agora não falou nem fez nada. Espero que faça para a gente descobrir se é verdade que teve influência de um canal de televisão que deteve o monopólio seja na Copa das Confederações, seja na Copa do Mundo, seja no Sul-Americano, seja na Copa Brasil", disse Lula; o PT protocolou representação criminal pedindo à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que investigue a suposta participação da Globo no esquema de pagamento de R$ 50 milhões em propinas por direitos de transmissão de jogos.

[ Leia completa ]

E se o PINTO virar PATO e resolver falar, o mundo vai tremer


"Até os micos que vivem no Jardim Botânico conhecem as relações 'incestuosas pouco convencionais' entre Marcelo Campos PINTO, o ex-todo-poderoso do futebol da emissora, e a cartolagem nacional e internacional", lembra o colunista do 247 Ricardo Cappelli, sobre o ex-presidente da Globo Esportes denunciado pelo empresário argentino Alejandro Burzaco; "O futebol é um dos poucos mercados globais onde os EUA tem papel secundário. Tentou entrar via Jordânia, apoiando a candidatura do príncipe jordaniano à FIFA, mas foi derrotado. A próxima Copa será na Rússia, uma potência nuclear que vive contrariando interesses estratégicos dos EUA. Que tal explodir isto? Se o PINTO virar PATO e resolver falar, o mundo vai tremer"

RICARDO CAPPELLI

Ricardo Cappelli é secretário da representação do governo do Maranhão em Brasília e foi presidente da União Nacional dos Estudantes
E se Marcelo Campos Pinto decidir contar o que sabe?

17 de Novembro de 2017

1 - Até os micos que vivem no Jardim Botânico, bairro onde está a sede da Globo, conhecem as relações "incestuosas pouco convencionais" entre Marcelo Campos PINTO, o ex-todo-poderoso do futebol da emissora, e a cartolagem nacional e internacional. A Globo vive do tripé criado por Boni até hoje: jornalismo, novela e.....futebol. Pinto, Ricardo Teixeira, Del Nero(atual presidente da CBF) e J. Hawilla, o dono da agência de marketing-lavanderia que num acordo de delação premiada devolveu a bagatela de 500 milhões de dólares, sempre foram irmãos siameses. Num dado momento da guerra por audiência a Record chegou a oferecer quase o dobro aos cartolas pelo Brasileirão. Por que recusaram? Os siameses sempre tiveram todos "no bolso". A família Marinho, "claro", nunca soube de nada.

2 - O ARQUEIRO ("enquanto houver bambu lá vai flecha!") Rodrigo Janot teve a seu dispor todas estas informações. Escolheu não investigar. Simulacro de enxadrista político travestido de procurador, o amigo de bar da JBS sabia que sua conspiração dependia do apoio midiatico da Globo. Até as capivaras do zoológico de Brasília sabem de onde saíam as "informações exclusivas" que fizeram de Bonner o popstar do jornalismo espetáculo.

3 - O AÇOUGUEIRO Joesley Batista, segundo maior anunciante da Globo, teve sua imunidade total assinada em tempo recorde pelo ARQUEIRO. "Você me protege e aos meus que e eu te ajudo". Um acordo de reciprocidade básico.

4 - Com o cerco se fechando, começa a bater desespero na CARTOLAGEM. Marin, ex-presidente da CBF em prisão domiciliar nos EUA, afirma que Del Nero era o chefe da máfia. Nos bastidores, a troca de ameaças veladas entre o PINTO e a GLOBO está a mil. Assim que estourou o escândalo o PINTO foi tirado de cena, recebendo uma bolada milionária da Família para sumir e ficar calado. Se a emissora agora jogá-lo ao mar, ele abre a boca. Se o PINTO falar teremos um grande escândalo internacional e o cataclisma do futebol brasileiro. Os Marinho ficarão numa defensiva inimaginável.

5 - Quem conhece Wall Street e afirma que o FBI se move pelo combate à corrupção é cínico, ou está ganhando muito dinheiro por lá. Só neófitos ou traidores conscientes não compreendem que as instituições, em qualquer país do mundo, agem em estreita sintonia com os interesses nacionais estratégicos. O futebol é um dos poucos mercados globais onde os EUA tem papel secundário. Tentou entrar via Jordânia, apoiando a candidatura do príncipe jordaniano à FIFA, mas foi derrotado. A próxima Copa será na Rússia, uma potência nuclear que vive contrariando interesses estratégicos dos EUA. Que tal explodir isto?

Se o PINTO virar PATO e resolver falar, o mundo vai tremer. Como diz Celso Amorim, "quem quiser, que acredite em coincidências. Eu só acredito em teoria da conspiração."


[ Leia completa ]

TEREZA CRUVINEL | O suspeito silêncio do MPF no caso Globo

"Até agora, o Ministério Público Federal fez silêncio absoluto sobre as revelações do empresário argentino Alejandro Burzaco a uma corte de Justiça de Nova York, apontando a TV Globo como um dos veículos que teriam pago propina para garantir exclusividade na compra de direitos de transmissão dos jogos da Copa Libertadores da América e da Copa Sulamericana de Futebol. Passado o feriado desta quarta-feira, a persistência do silêncio do Ministério Público sobre o assunto será suspeita, fortalecendo a percepção de que sua vigilância também é seletiva", comenta a colunista Tereza Cruvinel; ela destaca que, "se o MP resolver demonstrar seu interesse pelo assunto, pode começar pedindo a cooperação da Justiça americana neste caso"; "O que os silencia é o desconforto de ter que investigar um parceiro nacional tão estratégico, observando o devido processo legal, embora não o tenham feito em relação a muitos investigados da Lava Jato", analisa


Colunista do 247, Tereza Cruvinel é uma das mais respeitadas jornalistas políticas do País
15 de Novembro de 2017

Ao longo da Operação Lava Jato, tornou-se evidente a existência de uma aliança entre o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a mídia, que fez a sua parte com uma cobertura espetaculosa, desprezando a presunção da inocência dos investigados e executando a divulgação seletiva das delações premiadas vazadas por procuradores ou delegados federais. Os veículos do grupo Globo foram parceiros especiais desta aliança, comparecendo com suas equipes na hora exata para documentar prisões e conduções coercitivas. Até agora, o Ministério Público Federal fez silêncio absoluto sobre as revelações do empresário argentino Alejandro Burzaco a uma corte de Justiça de Nova York, apontando a TV Globo como um dos veículos que teriam pago propina para garantir exclusividade na compra de direitos de transmissão dos jogos da Copa Libertadores da América e da Copa Sulamericana de Futebol. Passado o feriado desta quarta-feira, a persistência do silêncio do Ministério Público sobre o assunto será suspeita, fortalecendo a percepção de que sua vigilância também é seletiva.

A TV Globo – que recentemente reestruturou toda a área de esportes, entregando seu comando a Roberto Marinho Neto, filho de José Roberto Marinho, negou as acusações, alegou a realização de sindicância interna que não encontrou irregularidades e colocou-se à disposição da justiça americana. Como todas as pessoas físicas e jurídicas, faz jus à presunção da inocência mas, agora, a situação exige que o assunto seja examinado também pelas autoridades nacionais. A situação complicou-se nesta quarta-feira com novo depoimento de Buzarco afirmando que a Globo participou de um esquema de propinas da ordem de US$ 15 milhões, o equivalente a R$ 50 milhões, para garantir a exclusividade nas transmissões das Copas de 2026 e 2030. Forneceu detalhes sobre a operação, que teria envolvido depósitos numa conta na Suíça em favor de um ex-dirigente da Fifa, Julio Grondona, já falecido. A empresa de Buzarco teria sido intermediária do pagamento, segundo informação do site Buzzfeed, que tem feito a cobertura mais aguerrida do escândalo no futebol global, investigado pela justiça americana. Delatores mentem ou podem mentir, em busca de proteção judicial, não podendo suas delações ser tomadas como base para condenação. Mas aqui no Brasil, especialmente em relação a alvos do PT, a mídia em bloco, Globo incluída, sempre tomou as delações como base para condenações midiáticas antes do proferimento de sentença.

Outro elemento fundamental para o êxito da Lava Jato foi a cooperação internacional com autoridades judiciárias estrangeiras de combate à corrupção. Tanto o juiz Sergio Moro como o ex-procurador-geral Rodrigo Janot estabeleceram uma sólida aliança com juízes e procuradores dos Estados Unidos. Se o Ministério Público resolver demonstrar seu interesse pelo assunto, pode começar pedindo a cooperação da Justiça americana neste caso. No tribunal do Brooklyn, em Nova York, terá seguimento nos próximos dias o julgamento da acusação de procuradores americanos, que acusam dirigentes mundiais de futebol de terem recebido R$ 500 milhões em propinas nas últimas décadas. Os procuradores brasileiros certamente vêm acompanhando o assunto. O que os silencia é o desconforto de ter que investigar um parceiro nacional tão estratégico, observando o devido processo legal, embora não o tenham feito em relação a muitos investigados da Lava Jato.


[ Leia completa ]

Estudante é baleada em frente à Escola Waldemar de Alcântara em São Gonçalo do Amarante

16/11/2017 - Uma tentativa de homicídio foi registrada no início da tarde desta quinta-feira, 16, em frente à Escola Waldemar de Alcântara, no bairro Arapixi, em São Gonçalo do Amarante. A vítima, Tamires Lopes do Nascimento de 16 anos, foi atingida no pescoço de raspão e levada a um hospital.

A Polícia Civil da cidade informou que o crime foi registrado por volta das 12 horas, quando o criminoso chegou ao local de moto e chamou a jovem para conversar. Ele efetuou dois disparos contra a adolescente, que saiu correndo, conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Em nota, a SSPDS respondeu que a Polícia está analisando imagens de câmeras de segurança para ajudar na identificação e captura do suspeito.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA ESCOLA WALDEMAR DE ALCÂNTARA

Nessa tarde de quinta-feira (16/11), a EEM Waldemar Alcântara teve que parar as atividades por conta do ocorrido com a jovem (Tamires Lopes do Nascimento) estudante do 1º Ano D. A mesma foi atingida por tiros ao descer do transporte escolar.

A EEM Waldemar Alcântara tomou as providências cabíveis que foi prestar os primeiros socorros, ligar para o hospital solicitando ambulância, bem como, para a polícia. A jovem Tamires foi encaminhada ao hospital municipal de São Gonçalo.

Nosso sentimento, não diferente de toda sociedade é de que precisamos de mais amor, respeito e paz. Estamos solidários a Tamires e sua família.


Em respeito aos nossos alunos e ao compromisso com a educação dos mesmos, amanhã retornaremos as nossas atividades.
[ Leia completa ]

Cláudio Pinho assina ordem de serviço da construção da estrada Cágado a Salgado dos Moreiras


16/11/2017 - O Governo de São Gonçalo do Amarante realiza assinatura da ordem de serviço da construção da tão sonhada estrada que liga o distrito do Cágado a localidade de Salgado dos Moreiras, na região do sertão, o evento acontecerá nesta sexta-feira, (17) as 16h no distrito de Cágado. O início das obras é um marco histórico para a população da região tendo em vista que a pavimentação asfáltica trará inúmeros benefícios para a população local, desde melhoria na qualidade de vida, quanto uma maior flexibilidade dos setores econômicos da Região.


A ação faz parte das atividades dos 149 anos do município de São Gonçalo do Amarante.
[ Leia completa ]

Série B: Disputa pelo acesso tem Ceará quase lá e clássico paranaense


Além do Vozão, Paraná, Londrina e Oeste seguem sonhando com a Série A

16/11/2017 - Com América Mineiro e Internacional garantidos na elite do futebol brasileiro, a disputa pelas últimas duas vagas no G4 da Série B ficou apenas entre três clubes. O Ceará está com um pé no Brasileirão 2018, mas Paraná, Londrina e Oeste ainda sonham.

O Ceará tem 63 pontos, contra 60 do Paraná e 58 de Londrina e Oeste. Diferença que praticamente assegura o Vozão na elite, já que os dois próximos jogos são contra Criciúma, sem pretensões na reta final, e o já rebaixado ABC. Segundo os matemáticos, a equipe cearense soma 98,8% de chances de subir.

Quarto colocado, o Paraná tem 69,3% de probabilidade de subir. O Tricolor pega o CRB em Maceió e fecha diante do Boa Esporte em casa. É bem possível que o time de Varginha garanta permanência na divisão já na próxima rodada.

BRIGA BOA!

Os dois outros na briga são: Londrina e Oeste. O Tubarão vem de quatro triunfos consecutivos, mas tem a sequência mais complicada entre seus rivais - América-MG, no Estádio do Café e Vila Nova, no Serra Dourada. As chances giram em torno de 16,4%.

O Oeste visita o ABC e fecha na Arena Barueri diante do Goiás. O clube paulista apesar de empatar seus últimos três jogos ainda acredita, baseado nos 15,3% de conquistar o acesso. O Vila Nova, com 55 pontos, tem apenas 0,27% de ficar no G4, o que lhe deixa precisando de um milagre para carimbar sua vaga. Os números são do Departamento de Matemática da UFMG.


[ Leia completa ]

Tacla Duran diz que vai desmascarar com documentos indústria de delações de Sérgio Moro e da Lava Jato


Paulo Pimenta: <p>tacla duran</p>



16/11/2017 - Advogado Rodrigo Tacla Durán prometeu que "no dia 30 vou poder esclarecer ao Brasil o que já esclareci para diversos países. Vou continuar colaborando de forma plena e eficaz"; ele prestará depoimento no dia 30 deste mês à CPI da JBS; Durán vem denunciando irregularidades e fraudes nos acordos de delação premiada e a tentativa de um advogado amigo do juiz Sergio Moro de lhe vender facilidades para se tornar colaborador; "Nenhum crime é perfeito. Vocês vão ver dia 30", ressalta.

[ Leia completa ]

PT faz representação criminal contra a Globo


16 de novembro de 2017


O PT decidiu nesta quinta (16) fazer representação criminal contra a Globo junto a PGR. “É inexplicável para o Brasil que o escândalo da FIFA seja investigado judicialmente nos Estados Unidos, na Suíça, na França e em outros países, há três anos, e tudo o que temos aqui seja uma suposta ‘investigação interna’ em que a Globo tenha apurado em silêncio e absolvido a si mesma”, critica o partido


PT faz representação criminal contra a Globo no caso FIFA

Abaixo, a informação publicada no site oficial do PT:

Temos certeza de que a abertura dessa necessária investigação terá efeito pedagógico para a Rede Globo e a mídia que a segue

O Partido dos Trabalhadores decidiu apresentar à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, Representação Criminal para que seja apurada oficialmente a notícia de que a Rede Globo praticou crimes em série, valendo-se de empresas e bancos em paraísos fiscais, para obter vantagens ilícitas na compra de direitos de transmissão de torneios internacionais de futebol.

A representação tem base nos depoimentos do empresário argentino Alejandro Burzaco à corte de Nova Iorque. O delator coloca a Rede Globo no centro do escândalo da FIFA mencionando pagamento de propinas de US$ 15 milhões a dirigentes da Confederação Brasileira de Futebol, da Conmebol e da Fifa.

O delator citou nomes, valores, locais de encontro, contratos, configurando sem dúvida os chamados “indícios robustos” de prática criminosa, expressão que os comentaristas da Globo gostam de utilizar, de forma leviana, para se referir às acusações por delações contra o PT e contra Lula.

É inexplicável para o Brasil que o escândalo da FIFA seja investigado judicialmente nos Estados Unidos, na Suíça, na França e em outros países, há três anos, e tudo o que temos aqui seja uma suposta “investigação interna” em que a Globo tenha apurado em silêncio e absolvido a si mesma.

O monopólio da Globo na transmissão de torneios nacionais e internacionais, supostamente obtido por meios ilícitos, faz um tremendo mal ao futebol brasileiro, uma paixão nacional que mobiliza milhões de torcedores e impulsiona grandes negócios, especialmente nos setores de publicidade e comunicações.

Atuando como dona da bola, a Globo impõe seus interesses comerciais, estipulando datas e horários de jogos, prejudiciais aos atletas, aos clubes e ao público; determinando quais partidas e de quais clubes serão transmitidas e quais serão ignoradas; interferindo diretamente nas decisões das federações estaduais e da Confederação Brasileira de Futebol.

O Ministério Público, que apresentou seis denúncias contra Lula com base exclusivamente em notícias de jornal jamais confirmadas ou provadas, que se mobiliza para investigar a morte do cachorro da ex-presidenta Dilma, não pode ficar inerte diante de fatos que realmente escandalizam a sociedade.

Temos certeza de que a abertura dessa necessária investigação terá efeito pedagógico para a Rede Globo e a mídia que a segue. Em primeiro lugar, porque será respeitado o princípio da presunção da inocência, que a Globo sistematicamente atropela ao acusar, julgar e condenar Lula e o PT.

Também será adotado certamente o equilíbrio editorial. Os argumentos da defesa e as eventuais provas de inocência da Globo não serão censurados no “Jornal Nacional”, diferentemente do que ocorre em relação ao PT, Lula e Dilma, que tiveram até a prisão pedida em editoriais e artigos de sua rede.

A Globo aprenderá também que, no devido processo legal, quem acusa tem de provar e ninguém pode ser condenado com base apenas em delações premiadas.

E talvez aprenda, finalmente, que deve prestar contas de seus negócios à Justiça e de suas decisões editoriais ao público, pois, mesmo sendo uma empresa privada, opera, comercializa e lucra muito por meio de uma concessão que pertence ao país e não à família Marinho.

O PT considera que a investigação oficial do escândalo FIFA no Brasil é essencial para combater o crime e a impunidade, além de ser um gesto fundamental para devolver o futebol ao povo brasileiro.

Brasília, 16 de novembro de 2017

Comissão Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores




[ Leia completa ]

A nova música de fim de ano da Globo. Hoje a cela é sua, hoje a cela é nossa, é de quem quiser...


Do amigo navegante Gustavo Conde:

Hoje a cela é sua
Hoje é só propina
E a audiência já despencou
Crimes de lavagem, misoginia
Muito racismo, é só querer
Todos os nossos golpes serão mostrados
Acabou a concessão
Hoje a cela é sua
Hoje a cela é nossa
É de quem quiser
Quem vier
A cela é sua
Hoje a cela é nossa
É de quem quiser
Quem vier...

[ Leia completa ]

Enquanto a Globo continua sem ser incomodada, o MPF continua perseguindo Lula




16/11/2017 - O advogado Cristiano Zanin Martin disse que "não tem base jurídica e materialidade" o pedido de bloqueio de bens no valor de R$ 24 milhões, feito pelo Ministério Público Federal contra Lula e seu filho caçula, Luís Cláudio, em ação penal relacionada à Operação Zelotes; "Não há no pedido apresentado pelo MPF indicação de provas a respeito das afirmações ali contidas, que partem de certezas delirantes sobre a 'influência' de Lula na compra de caças pelo País e na ausência de veto em relação a um dos artigos de uma medida provisória (MP 627/2013)", diz Zanin; segundo ele, esta ação penal integra o rol de ações propostas contra Lula e seus familiares com o objetivo de "perseguição política".

[ Leia completa ]

Brasileirão 2017 - Série A - Classificação 35ª Rodada

[ Leia completa ]

Em novo depoimento, delator cita propinas pagas pela Globo para adquirir direitos nas Copas de 2026 e 2030


Reuters / Mauricio Lima


15/11/2017 - O empresário Alejandro Burzaco, que ontem delatou propinas supostamente pagas pela Globo para adquirir direitos de transmissão da Libertadores e da Sulamericana, prestou novo depoimento nesta quarta-feira 15; de novo, mais artilharia contra a emissora da família Marinho; ele afirma que a Globo participou de uma esquema de US$ 15 milhões em propinas – o equivalente a R$ 50 milhões – para assegurar direitos de exclusividade nas Copas de 2026 e 2030; ele também citou uma complexa engenharia financeira, que fez com que o dinheiro fosse pago por meio de subsidiárias na Holanda, país que funciona como paraíso fiscal para multinacionais; depois, a propina foi transferida ao banco suíço Julius Baer, o que indica que ela poderá ser rastreada pela Justiça americana e pela brasileira – neste caso, claro, se houver interesse.

[ Leia completa ]

Vaga de Costureira em São Gonçalo do Amarante - CE





Disponível apenas para cadastradas

Requisitos:

  • ·       Disponibilidade para trabalhar em São Gonçalo do Amarante, experiência e habilidade em máquinas de costura.
Ou
  • ·       Para quem trabalhou na antiga fábrica da Wal-Clube em São Gonçalo do Amarante.

Cadastre seu currículo pelo e-mail: vagascostureirassga@gmail.com
[ Leia completa ]

ESMAEL MORAIS | Globo pega na propina

Jornalista e blogueiro paranaense, Esmael Morais é responsável pelo Blog do Esmael, um dos sites políticos mais acessados do seu estado

15 de Novembro de 2017


A Globo pagou propina para adquirir direitos de transmissão de campeonatos de futebol, segundo a delação do empresário argentino Alejandro Burzaco afirmou, durante depoimento em Nova York nesta terça (14). Se empregarmos a mesma "convicção" que a emissora empresta às delações da lava jato no Brasil, presume-se, também, que as delações ocorridas hoje em Nova York igualmente o sejam. Ou seja, não há presunção de inocência para a Vênus Platinada.

Os repórteres Ken Bensinger e Alexandre Aragão, do portal de notícias BuzzFeed News, lembram que é a primeira vez que a maior empresa de mídia brasileira é citada no caso da Fifa. A emissora nega, por meio de nota, envolvimento no pagamento de propina por direitos de transmissão.



As investigações estão a cargo da Justiça norte-americana, por meio da juíza Pamela K. Chen.

Como foi dito aqui antes, esses dias não têm sido nada fáceis para a Globo. Primeiro, o racismo de Willian Waack, depois a ofensa aos poloneses. Agora o propinoduto dos Marinho para fazer a bola rolar e encher os cofres com anunciantes. Resta sabermos “quanto” e “por onde” foram pagos os valores.

Abaixo, leia a íntegra da reportagem do BuzzFeed:

Globo pagou propina por direitos da Libertadores e da Sulamericana, diz delator do caso Fifa

É a primeira vez que a maior empresa de mídia brasileira é citada no caso. A emissora nega.

por Ken Bensinger, BuzzFeed News Reporter

Alexandre Aragão, Repórter do BuzzFeed News, Brasil

Delator no caso de corrupção da Fifa, o empresário argentino Alejandro Burzaco afirmou, durante depoimento em Nova York nesta terça (14), que a Globo pagou propina para adquirir direitos de transmissão de campeonatos de futebol.

O delator disse que, em junho de 2012, participou de um jantar no restaurante Tomo Uno, em Buenos Aires, com a presença do então presidente da CBF, José Maria Marin; do atual ocupante do cargo, Marco Polo Del Nero; e do então diretor de Esportes da Globo, Marcelo Campos.

Na ocasião, segundo Burzaco, o grupo acertou que os pagamentos de propina feitos em decorrência dos direitos de transmissão das copas Libertadores e Sulamericana — que antes eram destinados a Ricardo Teixeira — seriam divididos, dali em diante, entre Marin e Del Nero.

É a primeira vez que o maior conglomerado de mídia do Brasil é envolvido diretamente no escândalo, que se desenrola desde 2015. Burzaco ainda não detalhou as acusações — o depoimento ainda está acontecendo. A emissora nega as acusações e diz que “não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina” (leia a íntegra ao final do post).

O ex-executivo da Globo Marcelo Campos e o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira tinham uma relação próxima. Eles eram, inclusive, vizinhos em um sítio na cidade de Barra do Piraí, no interior fluminense.

Ex-presidente da produtora Torneos, também conhecida como TyC, Burzaco negociava com os canais de televisão os direitos de transmissão, tanto na Argentina como em outros países da América Latina.

O empresário está colaborando com a investigação, que é liderada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e pagou US$ 112 milhões de multa. Ele afirmou em seu depoimento à juíza Pamela K. Chen que a Torneos, junto com emissoras de TV, pagou propinas para assegurar direitos de transmissão.

Além da Globo, o argentino citou a Fox Sports — atual detentora dos direitos de transmissão da Copa Libertadores no Brasil, por exemplo — e a mexicana Televisa dentre as emissoras de televisão que teriam feito parte do esquema.

Segundo Burzaco, a Fox Sports pagou US$ 3,7 milhões pelos direitos de transmissão da Libertadores e da Sulamericana. No Brasil, o canal é dono dos direitos para transmitir a competição, que sublicencia para a Globosat, desde 2012, quando estreou por aqui.

O BuzzFeed News não conseguiu contato com a Fox Sports, mas, em outras ocasiões, a emissora negou irregularidades.

Até agora, a principal empresa brasileira envolvida no escândalo da Fifa era a Traffic, empresa de mídia cujo dono, José Hawilla, também fechou acordo com as autoridades dos Estados Unidos. Ele concordou em pagar US$ 151 milhões a título de indenização.

Em sua delação, Hawilla acusou a cúpula da CBF — incluindo o atual presidente, Marco Polo Del Nero — de receber propina em troca dos direitos de transmissão de campeonatos nacionais. O empresário, que é dono da TV Tem, afiliada da Globo no interior de São Paulo, não citou outras empresas de mídia em sua delação.

Ricardo Teixeira e José Maria Marin

Em seu depoimento, Burzaco disse que o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira recebeu US$ 600 mil por ano, desde 2006, a título de propina dos contratos de transmissão da Copa Libertadores e da Copa Sulamericana, torneios organizados pela Conmebol.

Segundo o empresário, Teixeira recebia os pagamentos em contas no Oriente Médio, na Ásia e em Andorra. Os pagamentos chegaram a ser viabilizados, segundo o argentino, pelo próprio Teixeira. “Nós tinhamos problemas constantes com bancos que não queriam enviar dinheiro a esses destinos exóticos”, disse Burzaco.

O BuzzFeed News não conseguiu contato com a defesa de Teixeira. Em entrevista concedida ao jornal Folha de S.Paulo, em junho, o ex-cartola negou ter recebido dinheiro ilegal.

Outro ex-presidente da CBF, José Maria Marin, também foi acusado pelo argentino de receber propina. Ele está em prisão domiciliar em seu apartamento na Trump Tower, em Nova York, e é réu na mesma ação em que o argentino testemunhou — mas, ao contrário de Burzaco, o brasileiro nega ter recebido dinheiro ilegal.

Leia a íntegra do posicionamento da Globo.


Sobre depoimento ocorrido em Nova York, no julgamento do caso Fifa pela Justiça dos Estados Unidos, o Grupo Globo afirma veementemente que não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina. Esclarece que após mais de dois anos de investigação não é parte nos processos que correm na Justiça americana. Em suas amplas investigações internas, apurou que jamais realizou pagamentos que não os previstos nos contratos. Por outro lado, o Grupo Globo se colocará plenamente à disposição das autoridades americanas para que tudo seja esclarecido. Para a Globo, isso é uma questão de honra. Não seria diferente, mas é fundamental garantir aos leitores, ouvintes e espectadores do Grupo Globo que o noticiário a respeito será divulgado com a transparência que o jornalismo exige.
[ Leia completa ]

Globo não vai ter condução coercitiva juiz Sérgio Moro?


Site Memória Roberto Marinho/Reprodução | ABr


15/11/2017 - O deputado Wadih Damous (PT-RJ) usou de ironia para cobrar investigação das autoridades brasileiras sobre o pagamento de propina, pelo Grupo Globo, por direitos de transmissão de jogos das copas Libertadores da América e Sulamericana; "Algum Marinho vai ter condução coercitiva ou prisão preventiva ou isso só vale pra petista? Pra Globo o que vale é o devido processo legal?", questionou Damous em sua conta no Twitter; o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) cobrou uma Lava Jato para investigar o caso.

[ Leia completa ]

Globo tinha contrato com a Torneos Y Competencias empresa de delator que a acusa de pagar propinas



15/11/2017 - A Globo comprava os direitos de transmissão da Libertadores da empresa Torneos Y Competencias, que era controlada pelo executivo Alejandro Burzaco, que acusou a emissora de pagar propina a cartolas sul-americanos; informação foi divulgada nesta quarta-feira, 15, pelo jornalista Rodrigo Mattos; a Torneos, empresa de Burzaco, era dona de parte da empresa T & T Sports Marketing BV, que adquiriu todos os direitos da Libertadores; documentos obtidos no caso 'Panama Papers' mostram que a Globo e a T & T mantinham relação contratual por 11 anos, de 2005 a 2016 quando foi rompido elo pelo escândalo na Conmebol; em média, a emissora pagou US$ 16 milhões por ano pela Libertadores, preço bem abaixo do padrão do mercado brasileiro pela competição.

[ Leia completa ]

Globo que condena Lula por antecipação está toda envolvida em um escândalo de pagamento de propina para compra de direitos de transmissão de futebol


Acusada por um delator de pagar propinas na compra de direitos de transmissão de jogos de futebol, a Globo soltou nota, nesta tarde, para dizer que está à disposição dos Estados Unidos; é a primeira vez que o maior conglomerado de mídia do Brasil é envolvido diretamente no escândalo, que se desenrola desde 2015; segundo o empresário argentino Alejandro Burzaco, o acerto para o pagamento da propina teria sido feito em junho de 2012, durante um jantar em Buenos Aires, do qual participaram o então presidente da CBF, José Maria Marin; o atual presidente Marco Polo Del Nero e o então diretor de Esportes da Globo, Marcelo Campos; a grande questão é saber se a Globo terá o mesmo tratamento que concede aos alvos que persegue no Brasil, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que a Globo pretende condenar para impedi-lo de disputar as próximas eleições


15 DE NOVEMBRO DE 2017

Acusada pelo delator argentino Alejandro Burzaco de pagar propinas na compra de direitos de transmissão de jogos de futebol, a Globo soltou nota nesta terça-feira, 14, para dizer que está à disposição dos Estados Unidos e que não cometeu crimes de corrupção.

É a primeira vez que o maior conglomerado de mídia do Brasil é envolvido diretamente no escândalo, que se desenrola desde 2015. Segundo o delator, o acerto para o pagamento da propina teria sido feito em junho de 2012, durante um jantar em Buenos Aires, do qual participaram o então presidente da CBF, José Maria Marin; do atual ocupante do cargo, Marco Polo Del Nero; e do então diretor de Esportes da Globo, Marcelo Campos.

A grande questão é saber se a Globo terá o mesmo tratamento que concede aos alvos que persegue no Brasil, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que a Globo pretende condenar para impedi-lo de disputar as próximas eleições.

Leia, abaixo, reportagem do BuzzFeed sobre o assunto:

Globo pagou propina por direitos da Libertadores e da Sulamericana, diz delator do caso Fifa

Por Ken Bensinger e Alexandre Aragão

Delator no caso de corrupção da Fifa, o empresário argentino Alejandro Burzaco afirmou, durante depoimento em Nova York nesta terça (14), que a Globo pagou propina para adquirir direitos de transmissão de campeonatos de futebol.

O delator disse que, em junho de 2012, participou de um jantar no restaurante Tomo Uno, em Buenos Aires, com a presença do então presidente da CBF, José Maria Marin; do atual ocupante do cargo, Marco Polo Del Nero; e do então diretor de Esportes da Globo, Marcelo Campos.

Na ocasião, segundo Burzaco, o grupo acertou que os pagamentos de propina feitos em decorrência dos direitos de transmissão das copas Libertadores e Sulamericana — que antes eram destinados a Ricardo Teixeira — seriam divididos, dali em diante, entre Marin e Del Nero.

É a primeira vez que o maior conglomerado de mídia do Brasil é envolvido diretamente no escândalo, que se desenrola desde 2015. Burzaco ainda não detalhou as acusações — o depoimento ainda está acontecendo. A emissora nega as acusações e diz que "não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina" (leia a íntegra ao final do post).

O ex-executivo da Globo Marcelo Campos e o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira tinham uma relação próxima. Eles eram, inclusive, vizinhos em um sítio na cidade de Barra do Piraí, no interior fluminense.

Ex-presidente da produtora Torneos, também conhecida como TyC, Burzaco negociava com os canais de televisão os direitos de transmissão, tanto na Argentina como em outros países da América Latina.

O empresário está colaborando com a investigação, que é liderada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e pagou US$ 112 milhões de multa. Ele afirmou em seu depoimento à juíza Pamela K. Chen que a Torneos, junto com emissoras de TV, pagou propinas para assegurar direitos de transmissão.

Além da Globo, o argentino citou a Fox Sports — atual detentora dos direitos de transmissão da Copa Libertadores no Brasil, por exemplo — e a mexicana Televisa dentre as emissoras de televisão que teriam feito parte do esquema.

Segundo Burzaco, a Fox Sports pagou US$ 3,7 milhões pelos direitos de transmissão da Libertadores e da Sulamericana. No Brasil, o canal é dono dos direitos para transmitir a competição, que sublicencia para a Globosat, desde 2012, quando estreou por aqui.

O BuzzFeed News não conseguiu contato com a Fox Sports, mas, em outras ocasiões, a emissora negou irregularidades.

Até agora, a principal empresa brasileira envolvida no escândalo da Fifa era a Traffic, empresa de mídia cujo dono, José Hawilla, também fechou acordo com as autoridades dos Estados Unidos. Ele concordou em pagar US$ 151 milhões a título de indenização.

Em sua delação, Hawilla acusou a cúpula da CBF — incluindo o atual presidente, Marco Polo Del Nero — de receber propina em troca dos direitos de transmissão de campeonatos nacionais. O empresário, que é dono da TV Tem, afiliada da Globo no interior de São Paulo, não citou outras empresas de mídia em sua delação.

Ricardo Teixeira e José Maria Marin

Em seu depoimento, Burzaco disse que o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira recebeu US$ 600 mil por ano, desde 2006, a título de propina dos contratos de transmissão da Copa Libertadores e da Copa Sulamericana, torneios organizados pela Conmebol.

Segundo o empresário, Teixeira recebia os pagamentos em contas no Oriente Médio, na Ásia e em Andorra. Os pagamentos chegaram a ser viabilizados, segundo o argentino, pelo próprio Teixeira. "Nós tinhamos problemas constantes com bancos que não queriam enviar dinheiro a esses destinos exóticos", disse Burzaco.

O BuzzFeed News não conseguiu contato com a defesa de Teixeira. Em entrevistaconcedida ao jornal Folha de S.Paulo, em junho, o ex-cartola negou ter recebido dinheiro ilegal.

Outro ex-presidente da CBF, José Maria Marin, também foi acusado pelo argentino de receber propina. Ele está em prisão domiciliar em seu apartamento na Trump Tower, em Nova York, e é réu na mesma ação em que o argentino testemunhou — mas, ao contrário de Burzaco, o brasileiro nega ter recebido dinheiro ilegal.


[ Leia completa ]