São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Sexta-feira 1º de Agosto de 2014 - Ano: VI - Edição: 2.107 - Visitas: 5.490.257 - Postagens: 23.000 - Comentários: 8.695

No caso Cláudio, o piloto mentiu, por Ricardo Amaral


Tucano passou 11 dias mentindo e tenta encerrar caso com desculpa esfarrapada


Ricardo Batista Amaral

02/08/2014 - No artigo que publicou na Folha de S. Paulo, o candidato tucano Aécio Neves procura reduzir o escândalo do aeroporto de Cláudio a um “equívoco”: ter utilizado uma pista de pouso sem saber se ela estava homologada pela ANAC.  Gasta o tempo do leitor tentando explicar a disputa judicial pelo valor da desapropriação das terras do tio, como se isso fosse o mais relevante num caso de patrimonialismo escancarado. De quebra, confessa que, “por escrúpulo”, negou à população da paupérrimaMontezuma o direito a uma estrada asfaltada, mas distraidamente deixou asfaltar uma pista de pouso que serve a ele e ao latifúndio de sua família no município. Écomovente, mas voa longe da verdade.

Levando em conta a entrevista do candidato ao Jornal Nacional, as duas notas de sua assessoria e o artigo na Folha, o foco desse caso continua sendo:  

Levando em conta a entrevista do candidato ao Jornal Nacional, as duas notas de sua assessoria e o artigo na Folha, o foco desse caso continua sendo:  Aécio Mente.

1)
Ele disse que era uma pista de terra que foi reformada. Falso. É só ver o edital para construção econferir a transformação da área pelo Google Earth.Foi feita uma pista novinha, de 14 milhões, sem aproveitar necas da velha.

2)
Ele disse que seu governo fez mais de 30 aeroportos no interior. Falso. Ele fez dois: o da Zona da Mata e o de Cláudio. E 8 reformas, de 14 anunciadas.

3)
Ele disse que Cláudio é um pólo com mais de 300 indústrias, produzindo para exportar. Falso.Claudio tem hoje  63 fundições de ferro e alumínio. É responsável por 0,002% das exportações do país.

4)
Ele disse que a obra foi decidida por critérios técnicos. Quais, numa cidade de 28 mil habitantes, localizada a menos de 70 quilômetros de dois aeroportos regionais?

5)
Ele disse que o aeroporto não beneficia a família. Falso, por óbvio. O que é melhor: ter uma fazenda perto ou distante da rodovia? Perto ou distante de um aeroporto? Com um aeroporto dentro (a cerca só isola o aeroporto da rodovia, não da fazenda), melhor ainda, não é? O valor da desapropriação é troco perto da valorização das terras.

6)
Ele levou onze dias para admitir o que todos desconfiavam: usou, sim, a pista. O nome mais suave para esse comportamento é dissimulação.

Aproveito para comentar uma pergunta que ronda a cabeça de muita gente:
Por que a Folha publicou a matéria do  Aecioporto?

1)
Porque a imprensa brasileira vive sua maior crise de credibilidade desde o êxito da Copa. Atolou-se na pauta da oposição e precisa mostrar alguma independência ao público lesado. O custo-benefício da operação favorece o jornal, que não vai trocar de candidato.

2)
Porque a FSP sempre agiu assim: eventualmente bate em um aliado, mas não abre mão de cobrir o PT deforma sistematicamente crítica. Essa é a diferença de tratamento, disfarçada por matérias pontuais para sustentar suposta “isenção”.

3)
Porque precisa dizer ao seu  candidato (a quem considera o futuro presidente) que a FSP não é oEstado de Minas: “Tu és nosso, mas não somos tua”. É um chega pra lá preventivo em dona  Andréa Neves. Só quem pode mandar na Folha é o Serra, que por sinal também deve ter sido surpreendido, pois a  pauta veio de Minas.

4)
Porque pretendeu fazer uma operação cirúrgica sobre um tema explosivo. Deu manchete no impresso, mas escondeu o caso na home do UOL, que é a verdadeira metralhadora da casa. Manteve o assunto em pauta, mas não foi a Montezuma. O editorial ambivalente de domingo é apenas isso: um editorial ambivalente.

O PT pode esperar por pancadaria brava daqui em diante, mas ficou no direito de reivindicar isonomia: o espaço que a FSP e o Jornal Nacional deram para Aécio Neves se defender é maior do que tudo que já se deu aos petistas acusados de qualquer coisa nos últimos tempos.


[ Leia completa ]

Semace concede Licença de Instalação da Refinaria Premium II


No dia 12 de agosto, a Semace vai se pronunciar sobre a Licença de Instalação (LI) e comentar sobre outros assuntos referentes à instalação da refinaria

01/07/2014 - A Superintendência Estadual do Meio Ambiente(Semace) concedeu, nesta sexta-feira, 1º, a Licença de Instalação (LI) para a implantação da Refinaria Premium II, no Complexo Industrial e Portuário do Pécem (CIPP). Em nota oficial, a Semace informou que agendou uma reunião preliminar com a gerência do projeto para fazer uma entrega simbólica no dia 12 de agosto.

 O Órgão disse ainda que no dia da entrega, a equipe da Superintendência vai se pronunciar sobre outros assuntos referentes à liberação.

 Em janeiro deste ano, a Petrobras já tinha dado entrada junto à Semace da solicitação desta licença. A solicitação foi feita por técnicos da Petrobras do Rio de Janeiro e a gerência local do projeto da Refinariam Premium Ceará II.

 Refinaria Premium Ceará II

 A produção da refinaria deve chegar a 300 mil litros de barris por dia, com investimento de US$ 11 bilhões, de acordo com a Petrobras. Além da geração de cerca de 90 mil empregos diretos e indiretos, a produção de diesel vai atender também a demanda de exportações.

 A LI emitida pela superintendência permitirá a implantação do empreendimento, seguindo o projeto apresentado pela Petrobras. Nessa fase do licenciamento, a empresa poderá construir as instalações da Refinaria e as obras de controle de impactos ambientais, de acordo com a legislação ambiental.


[ Leia completa ]

Pai estupra filha de apenas seis meses em Quixadá

Monstro de Quixdá

Quixadá

01/07/2014 - Um crime de violência sexual registrado na noite desta quinta-feira, 31 de julho, em Quixadá, deixou o clima tenso na Delegacia Regional da Polícia Civil. O ex-presidiário Lúcio Djhoney Estevam de Sousa, 26 anos, é suspeito de ter estuprado sua própria filha, com seis meses de idade. A mãe da criança foi quem fez a denúncia. Ela acusa o ex-companheiro do crime.

Segundo a Polícia uma equipe do Ronda do Quarteirão foi quem atendeu a ocorrência. O bebê havia sido levado pelo pai da casa da avó materna dela ainda na noite desta quinta-feira. Na manhã desta sexta-feira, 1º de agosto, a menina foi entregue, pela avó paterna, toda ensanguentada. A equipe do Ronda de Quixadá prendeu o pai em flagrante. O delegado regional da Polícia Civil, Alexandre Ferraz, encaminhou a vítima para exame no IML de Quixeramobim.

Djhones cumpriu pena na cadeia pública de  Quixadá, por um crime de apropriação indébita, de uma motocicleta. Ele ganhou liberdade condicional em abril passado. Chegou a perambular pela cidade alegando ser morador de rua, mas foi acolhido pela família. Acerco do estupro da própria filha, em princípio ele negou o crime. Disse não recordar o que havia feito com a filha durante a noite. Além da família os policiais ficaram revoltados. “Ele é um monstro dos monólitos” comentou um inspetor, se referido a ao ato brutal e a geografia desta cidade do Sertão Central.


[ Leia completa ]

Namoro de Bruna Marquezine e Neymar chegou ao fim



01/07/2014 - Os boatos sobre a separação de Bruna e Neymar foram confirmados na tarde desta sexta-feira (1º). Segundo amigos do casal, Neymar teria terminado com a atriz ainda durante viagem a Ibiza.

“Ele terminou com ela durante a viagem, por isso ela voltou. Os amigos dele não eram a favor do namoro e ela não se entrosava com eles, ficava sempre na dela. A família dele também já não estava mais a favor do romance dos dois”, disseram em entrevista ao site EGO.

Ainda segundo os amigos do casal, o relacionamento entre os dois sempre foi conturbado. “Ela não se dá bem com nenhum dos amigos dele e ninguém aprovou quando eles voltaram”, revelaram. “Eles até se gostam, mas dessa vez não tem volta”, concluíram.

A relação do casal já vinha preocupando a família de Marquezine, que, segundo o colunista Ricardo Feltrin, pressionava a atriz pelo fim do romance. No entanto, a assessoria da atriz teria desmentido rumores sobre separação.

Os globais começaram a namorar em 2012, mas só assumiram no Carnaval de 2013, quando o jogador foi prestigiar a atriz desfilando pela escola Grande Rio. Em fevereiro deste ano, a assessoria confirmou o término do namoro e só reataram em maio.


[ Leia completa ]

PT PEDE QUE PGR INVESTIGUE AÉCIO POR CRIME DE ATENTADO À SEGURANÇA AÉREA


01/08/2014 - O PT ingressou nesta sexta-feira (1º) com um pedido de investigação na Procuradoria-Geral da República para investigar se o presidenciável do PSDB, senador Aécio Neves (MG), cometeu crime de atentado contra segurança do transporte aéreo ao utilizar o aeroporto de Cláudio, construído numa área desapropriada pelo Estado na terra de seu tio-avô.

Na ação, o PT pede a instauração do inquérito criminal alegando que o crime pode ter ficado caracterizado uma vez que o aeroporto não está em situação regular, não sendo fiscalizado. A pista não é homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil.


[ Leia completa ]

FOLHA COBRA MAIS RESPOSTAS DE AÉCIO SOBRE PISTAS


Jornal de Otavio Frias, que acusou o presidenciável tucano de beneficiar família com aeroporto em Minas Gerais quando era governador, diz que questão não está "mais que esclarecida, como supôs o senador mineiro"; “Com 25 mil habitantes, Cláudio é uma cidade afortunada que viu seu aeródromo ficar pronto em dois anos. Quando lançou o ProAero, em 2003, o governador previa inaugurar 14 aeroportos. Só dois saíram do papel”, questiona a publicação

1 DE AGOSTO DE 2014

Em editorial desta sexta-feira, o jornal “Folha de S. Paulo” cobra mais esclarecimentos do presidenciável tucano Aécio Neves, apesar de recentes declarações sobre a construção e uso do aeroporto em Cláudio, MG. Segundo a publicação, o episódio, de todo modo, mostra como o tucano, hoje candidato, reage a perguntas --ainda que simples e "irrelevantes". Leia:

As pistas de Aécio

Após dez dias evitando uma pergunta simples e que ele mesmo classificou como irrelevante, o senador mineiro Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência, enfim deu sua resposta: sim, usou, "umas poucas vezes", a pista de pouso da cidade de Cláudio (MG).

A admissão veio em conversa com jornalistas na quarta-feira (30) e em artigo publicado ontem nesta Folha, na seção Tendências/Debates: "Todo homem público", escreveu o tucano, "[tem] a obrigação de responder a todo e qualquer questionamento (...) e o direito de se esforçar para que seus esclarecimentos possam ser conhecidos".

Com uma dose descomunal de boa vontade seria possível ver, no prolongado período em que não cumpriu sua "obrigação", um esmero igualmente descomunal no exercício de seu "direito". Para os menos dispostos a tamanha candura, ficam as esquivas e uma outra declaração de Aécio: "Vou responder sempre que achar adequado".

Embora o candidato tenha procurado transformar o tema num pormenor, entende-se por que tentou ocultar a aterrissagem em Cláudio. Será mais difícil negar o óbvio: a pista de pouso, no mínimo, é conveniente para ele e seus parentes.

Como esta Folha revelou, Aécio construiu o aeroporto quando era governador de Minas. O terreno, desapropriado pelo Estado, pertencia a um tio-avô do tucano, e o uso da pista dependia de autorização de seus familiares --característica própria dos aeródromos privados, nos termos do Código Brasileiro de Aeronáutica.

Situado a 6 km da Fazenda da Mata, refúgio preferido do senador, custou, no entanto, R$ 13,9 milhões aos cofres públicos.

Diante disso, Aécio reitera que "a obra foi não apenas legal, mas transparente, ética e extremamente importante para o desenvolvimento do município e da região".

Com 25 mil habitantes, Cláudio é uma cidade afortunada que viu seu aeródromo ficar pronto em dois anos. Quando lançou o ProAero, em 2003, o governador previa inaugurar 14 aeroportos. Só dois saíram do papel. O outro está na Zona da Mata. Destinado a atender os mais de 500 mil moradores de Juiz de Fora, demorou quase dez anos para receber voos regulares.

Ademais, segundo o jornal "O Tempo", de Minas, o ProAero pretendia reformar e ampliar 85 aeroportos, mas apenas 29 foram contemplados em mais de dez anos.
A questão, como se vê, não está "mais que esclarecida", como supôs Aécio. O episódio, de todo modo, mostra como o tucano, hoje candidato, reage a perguntas --ainda que simples e "irrelevantes".



[ Leia completa ]

Jornal Nacional uma aula de péssimo jornalismo para limpar barra de Aécio


Jornalismo de “nota oficial” da Globo tenta limpar a barra de Aécio, cada vez mais Collor


31 de julho de 2014 | Autor: Fernando Brito

A “reportagem” do Jornal Nacional de hoje (ontem) onde Aécio Neves admite o uso do aeroporto de Cláudio deveria ser copiada e distribuída nas escolas de jornalismo.

Porque é uma aula de como não deve (ou deveria) ser o jornalismo.

O texto é uma colagem de notas oficiais e declarações em clima de campanha do candidato tucano.

Não há uma gota sequer de reportagem ou investigação.

Vale o que foi escrito e o que foi dito pelo candidato.

Cláudio, que não chega a 30 mil habitantes, vira “um grande centro industrial”, nas palavras incontestáveis do candidato tucano.

Não há uma indagação sequer sobre o que justifica o asfaltamento de uma pista de aviação em Montezuma, uma vila  que não tem oito mil e nem coisa alguma, exceto a fazenda que a empresa da família Neves tomou ao Estado num usucapião pra lá de estranho.

Mas convenhamos, as faltar a pista  de Montezuma, por R$ 300 mil, foi uma bagatela ões, fora a desapropriação perto dos R$ 14 milhões gastos para asfaltar a pista aberta por vovô Tancredo nas terras do contraparente, irmão de Dona Risoleta.

Ninguém se interessa em perguntar porque uma obra custou 40 vezes mais do que outra, bastante semelhante.

Quem sabe pudessem perguntar ao piloto do “avião da eleição” que o JN põe no ar para mostrar as mazelas do Brasil – que começaram neste governo, é claro – se é normal pousar em aeroportos irregulares.

Ou se ele se comunicava com a “torre” de Cláudio.

- Manda chamar o tio!

- Fala, sô

- Fasta os boi,  que nós tá ino…

- Já mandei tirá, minino.

- Os garoto dos aeromodelo num tão por lá, não?

- Craro qui não, avisei qui quem ia brincá hoje era ocê…

Nenhum repórter foi olhar o processo para saber, afinal, em quanto ficou a bufunfa do tio na desapropriação.

A culpa é da Anac, que não homologou um aeroporto particular que não apresentou os documentos. E outro, o de Montezuma, que nem pediu para ser homologado.

Carece não, é só pro menino usar.

Inútil, porém, a pasteurização jornalistica do assunto.

O povo, que é muito menos bobo do que a Globo pensa, não compra bonde faz tempo.
A expressão de Aecio, olhos esbugalhados, palavras despejadas, trai mais a verdade que a tolice do que é dito.

É o “não me deixem só”.

Não adianta remendo.

Era melhor fazer com o gato, que enterra.


[ Leia completa ]

No passo de Alceu Valença


01/08/2014 - O espaço poético e musical do Nordeste é complexo o suficiente para exigir cicerone. No roteiro de Alceu Valença, em meio às veredas e estradas de difícil acesso, coco, baião, embolada, violas e cantorias, frevo e maracatu misturam-se a guitarras, sintetizadores e pitadas psicodélicas. Com uma forte marca de originalidade, o músico não só percorre, mas recria essa geografia. "Não sou um tradicionalista, mas respeito as tradições. Então canto frevo no carnaval, forró no São João, e nos shows de meio de ano, misturo de tudo um pouco", aponta.

E amanhã é dia de estar nesse entremeio, na mistura valenciana. O pernambucano condensa musicalmente no palco os percursos que trilhou nos mais de 40 anos de carreira, em show no BNB Clube, às 23 horas, acompanhado por Paulo Rafael (guitarra e violão), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo) e Cássio Cunha (bateria).

Sem purismos ou pudores no que diz respeito à suas referências - do rock ao xote - o filho de São Bento do Una, no sertão pernambucano, parte dessa raiz semiárida, rumo aos ritmos litorâneos. Percorre das referências do avô materno, violeiro, de figuras como Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga, atravessadas pelos discos de rock da adolescência, pela psicodelia dos anos 1970, ao frevo e maracatus que o embalam atualmente nas ruas de Recife.

Mais informações:

Show Alceu Valença. Sábado, no BNB Clube de Fortaleza - Sede Aldeota (Avenida Santos Dumont, 3646 - Aldeota). Ingresso: R$ 320 / R$ 280. Contato: (85) 4006.7200

Fábio Marques | Diário doNordeste
[ Leia completa ]

Número recorde: mais de 900 mil empresas criadas só no 1º semestre no Brasil


01/08/204 - Só no primeiro semestre desse ano, 944.678 empresas foram criadas no Brasil, um aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2013. Segundo a Serasa (link is external), esse é o maior número de empresas abertas em seis meses desde o início da série histórica, em 2010. Um recorde!

O setor em que mais surgiram novas empresas é o de serviços. No primeiro semestre, foram 557.741, que equivalem a 59% do total. Em seguida, surgiram 295.482 negócios no comércio (31,3% do total) e foram abertas 79.410 indústrias (8,4%) no semestre.

Tem gente que pinta cenários de terror econômico. Como disse a presidenta, os fatos da realidade são o melhor remédio contra o pessimismo. Isso ficou claro nos Diálogos CNI, em que Aécio Neves e Eduardo Campos não tinham fatos e dados relevantes, enquanto Dilma apresentou muitos números e fatos de seu governo e a gente compartilha com você!

Além dessa boa notícia da criação de empresas, muitos setores cresceram no país: a indústria naval tem se destacado no mercado de trabalho, com salários elevados, bem diferente dos tempos do governo tucano de Fernando Henrique Cardoso. O setor audiovisual também tem se destacado. As empresas aéreas registraram um aumento de quatro vezes no número de passageiros por ano. Fatores como esses levaram o Brasil a ser hoje a sétima economia do mundo.

E com o governo Dilma, a tendência é sempre avançar e tudo isso ainda pode mudar ainda mais.


[ Leia completa ]

Bandidos levam R$ 70 mil de agência do Banco do Brasil de Nova Russas


A ação aconteceu sem que ninguém tenha percebido e só foi descoberta na manhã desta quinta (31) quando o gerente do banco chegava para abrir a agência

   
31/07/2014 - A agência do Banco do Brasil do município de Nova Russas, distante 316 km de Fortaleza, foi furtada durante a madrugada desta quinta-feira (30) por bandidos que a Polícia ainda não conseguiu identificar. Segundo informações da polícia, cerca de R$ 70 mil podem ter sido levados durante a ação. Ninguém foi preso.

De acordo com o delegado João Pereira, titular da Delegacia Regional de Crateús que está a frente das investigações, os suspeitos conseguirem arrombar a porta principal do banco que fica situado na Avenida Antônio Joaquim, no Centro e em seguida, tiveram acesso a sala onde ficava o cofre do banco. Com a ajuda de um maçarico, os bandidos conseguiram abrir o equipamento. A ação aconteceu sem que ninguém tenha percebido e só foi descoberta na manhã desta quinta (31) quando o gerente do banco chegava para abrir a agência.

A Delegacia Regional de Crateús está investigando para saber quem seriam os autores. "Foi tudo feito com muito silêncio. Até agora, ninguém afirma ter ouvido nenhum barulho ou alguma movimentação durante a madrugada", disse João Pereira.

Segundo o delegado, a chegada da Polícia Forense ainda é aguardada no local. O gerente da instituição e outras pessoas devem ser ouvidas ainda nesta quinta (30) e na sexta-feira (1º). Imagens de câmeras de segurança de comércios da cidade e ainda do sistema de monitoramento interno do próprio banco, serão usadas para identificar os autores.

Esta é a 40º ação a banco no Ceará somente este ano. A ultima ação aconteceu na quarta-feira (24) da semana passada, no município de Guaramiranga, distante a 110 km de Fortaleza, em que um caixa eletrônico, foi explodido por assaltantes.

Agência dos Correios é assaltada pela manhã

Dois homens assaltaram a agência dos Correios do município de São Luiz do Curú, distante 79 Km de Fortaleza, na manhã desta quinta-feira (31). 

A ação aconteceu por volta de meio-dia. A dupla chegou ao local em uma moto e foram para a fila onde algumas pessoas aguardavam para fazer o pagamento de contas. No momento em que eram atendidos, os homens anunciaram o assalto.

Segundo informações do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Choque (BPChoque), o funcionário dos Correios informou que os homens estavam armados de revólver. Eles renderam as pessoas que também estavam no local e pediam o dinheiro.

Na fuga, os homens usaram um carro Peugeot vermelho que dava cobertura. Ainda segundo a equipe do Cotar, os suspeitos fugiram rumo ao município de Pentecoste e Umirim.

Os policiais do Cotar realizar diligências mas, até o momento, ninguém foi preso. Na ação, os suspeitos conseguiram levar apenas R$ 300, pois os funcionários haviam levado o malote com o dinheiro arrecadado até o banco.


[ Leia completa ]

RIBAMAR FONSECA | Uma visão vesga

31 DE JULHO DE 2014

Os EUA e seus aliados europeus se revelam muito mais interessados, por questões de política externa, no caso da queda do avião malaio do que na guerra no Oriente Médio
Enquanto Israel bombardeia a Faixa de Gaza e mata idosos, mulheres e crianças inocentes, os Estados Unidos e os países da Europa estão mais preocupados em impor sanções econômicas contra a Rússia, acusando o seu presidente, Vladimir Putin, como responsável pela queda do avião da Malasya Airlines, que matou 298 pessoas. O avião comercial teria sido abatido por um míssil lançado pelos separatistas ucranianos, que o teria confundido com um avião militar, mas Putin foi acusado porque o armamento utilizado é de fabricação russa. Se houvesse efetivamente preocupação em se fazer justiça, olhando o problema por essa ótica, o presidente Barack Obama seria acusado como responsável por todas as mortes causadas por armamentos fabricados nos Estados Unidos, inclusive pelo morticínio de palestinos. A alta comissária para os direitos humanos da ONU, Navy Pillay, aliás, disse nesta quinta-feira que "os Estados Unidos não apenas forneceram armamento pesado para Benjamin Netanyahu como, também, gastaram 1 bilhão de dólares no sistema antimíssil de Israel, proteção que os civis de Gaza não têm".
Não há dúvida de que os responsáveis pela queda do avião malaio e a morte dos seus passageiros devem ser punidos pelo crime cometido, mas antes é preciso identificar efetivamente os autores e as circunstâncias da tragédia, porque até agora as informações não passam de especulações. Somente após a análise das gravações das caixas pretas do avião e a conclusão das investigações é que se poderá saber, realmente, o que aconteceu. Até lá as acusações ao presidente russo e as sanções contra o seu país parecem precipitadas, frutos da guerra fria que sempre marcou as relações entre o Oriente e o Ocidente. E, por outro lado, o foco sobre a queda do avião malaio se mostra muito conveniente para desviar a atenção da guerra entre israelenses e palestinos.
Na verdade, os Estados Unidos e seus aliados europeus se revelam muito mais interessados, por questões de política externa, no caso da queda do avião malaio do que na guerra no Oriente Médio, onde o número de mortos já ultrapassa mil. A tragédia do avião certamente deve merecer a atenção do planeta, tanto quanto o conflito entre israelenses e palestinos, mas esses países fazem vista grossa para o que está acontecendo na Faixa de Gaza, limitando-se alguns deles a meros discursos sem medidas práticas destinadas a por fim ao confronto. Como o dinheiro e a mídia do mundo estão, em grande parte, nas mãos de judeus – como disse recentemente em artigo o teólogo Leonardo Boff – esse grupo de países liderado pelos americanos, além de apoio, trata com exagerada cautela tudo o que envolve Israel, que não dá ouvidos a ninguém, nem mesmo à ONU. E quem não se alinha com eles é considerado antiamericano ou antissemita.
O Brasil, um país de tradição pacifista, foi um dos poucos que condenou a ação militar israelense contra mulheres e crianças inocentes, sendo por isso classificado de "anão político" por um porta-voz do governo de Netanyahu. Em seu número do último final de semana, a revista "Veja", que deu enorme importância à declaração desse porta-voz até então desconhecido, não apenas aprovou o que ele disse como, também, usou a palavra da moda – "apagão" – para definir a iniciativa da diplomacia brasileira. Se o Planalto tivesse apoiado a ofensiva israelense, como os Estados Unidos e seus aliados europeus, o Brasil certamente seria considerado pelo inexpressivo porta-voz e pela revista dos Civita um "gigante diplomático". Ou seja, de acordo com a ótica deles o tamanho da importância da diplomacia é medido pela sua orientação contra ou a favor de alguém, não exatamente pelo seu objetivo pacifista ou pela sua neutralidade.
Dando sequência à sua linha furiosa de oposição ao governo da presidenta Dilma Rousseff, a revista "Veja" atacou o Planalto misturando a queda do avião malaio, a guerra Israel-Hamas e a visita do presidente cubano Raul Castro ao Brasil para definir a diplomacia brasileira como alinhada ideologicamente a Cuba e ao terrorismo. Todo mundo sabe que isso não é verdade. Mundialmente reconhecido como um país pacifista, o Brasil tem se manifestado condenando veementemente todas as ações, em qualquer parte do planeta, que envolvam a morte de inocentes. Aliás, no seu texto confuso, a revista acaba sem querer dando razão à posição do governo brasileiro quando transcreve uma frase do escritor argelino Albert Camus, a propósito de um conflito no seu país-natal, quando disse: "Quaisquer que sejam as origens antigas e profundas da tragédia argelina, um fato permanece: nenhuma causa justifica a morte de inocentes".

A frase se encaixa como uma luva no caso da guerra no Oriente Médio.
[ Leia completa ]

Polícia prende 10 e mata dois após perseguição e troca de tiros em Fortaleza


Polícia Civil tentou evitar que grupo matasse traficante considerado rival. Dois homens foram baleados em troca de tiro com a polícia; um morreu


31/07/2014 - Dez homens foram presos e dois foram mortos durante uma operação da Delegacia de Narcóticos em Fortaleza na madrugada desta quinta-feira (31). A polícia também apreendeu com o grupo quatro armas de fogo, dois coletes à prova de bala e “muitas balas” de cocaína e maconha.

Um dos suspeitos foi morto após troca de tiros com policiais civis no Bairro Bom Jardim, na periferia de Fortaleza, na madrugada de Fortaleza. Segundo o titular da Delegacia de Narcóticos, Pedro Viana, a polícia tentou evitar a ação de 11 homens que iria matar um traficante considerado rival.

Segundo o delegado, quando a polícia iniciou a ação, o grupo havia acabado de matar o rival e tentava fugir. Os policiais perseguiram o grupo e trocaram tiro com o grupo. Dois homens foram baleados, e um deles morreu a caminho do hospital.

Durante a perseguição, o veículo utilizado na fuga foi baleado várias vezes, e o motoristas bateu contra um muro após perder o controle do carro. O grupo é suspeito de tráfico de armas, tráfico de drogas, homicídio, associação criminosa, e tentativa de homicídios.


[ Leia completa ]

LÍDER DO PT VICENTINHO SOBRE AÉCIO: “RECONHECER NÃO BASTA”


Ao 247, deputado federal Vicentinho (PT-SP) comenta a admissão, pelo candidato Aécio Neves (PSDB), de que usou o aeroporto construído em terra de sua família, na cidade de Cláudio (MG); "Eu acho que reconhecer não basta, reconhecer um fato notório que põe em dúvida a postura ética do Aécio não basta", disse; petista lembra que, por isso, apresentou requerimento para que a Anac investigasse o aeródromo; "Isso (o reconhecimento) não o isenta de culpa de nada", acrescentou; sobre a influência do caso nas eleições, opinou: "o povo deve avaliar"; em artigo publicado hoje, tucano disse reconhecer "equívoco"

31 DE JULHO DE 2014

Gisele Federicce, 247 – O líder do PT na Câmara, deputado federal Vicentinho (SP), acredita que "reconhecer não basta" no caso do uso, pelo candidato Aécio Neves (PSDB), do aeroporto construído em terra de sua família na cidade mineira de Cláudio. Ontem, pela primeira vez, o senador tucano admitiu ter usado a pista "várias vezes" e reconheceu a possibilidade de um "equívoco" ao não ter se preocupado em examinar em que estágio estava o processo de homologação da obra.

"Eu acho que reconhecer não basta, reconhecer um fato notório que põe em dúvida a postura ética do Aécio não basta", afirmou Vicentinho, em entrevista ao 247 nesta quinta-feira 31. "Por isso é que eu fiz um requerimento à Anac para que se investigue" o caso, acrescentou o parlamentar, citando, por exemplo, quais aviões e quando foram realizados voos na pista construída no final do mandato de Aécio como governador de Minas.

"Isso (o reconhecimento) não o isenta de culpa de nada. Como alguém que reconhece que matou uma pessoa, tem que pagar pelo crime", defendeu ainda o petista. Questionado sobre como o fato poderia respingar na campanha presidencial do tucano, Vicentinho evitou prever consequências negativas. "O povo deve avaliar né. Nossa preocupação não é fazer um jogo político eleitoreiro, mas ir em busca da verdade", declarou, sobre a presidente Dilma Rousseff.

Na última segunda-feira 28, o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, avaliou o caso como "a ponta do iceberg de Aécio", o que gerou reação indignada dos tucanos. Sobre a declaração, Vicentinho novamente evitou polêmica: "Eu não sei ainda o que tem pela frente, por isso pedimos para apurar". De acordo com denúncia publicada pela Folha de S. Paulo há 11 dias, Aécio construiu o aeroporto em uma propriedade que pertenceu ao seu tio avô usando R$ 14 milhões do governo.


[ Leia completa ]

Uma mulher foi detida em Quixadá quando tentou entrar na cadeia com um celular no intestino grosso

SGA NOTÍCIAS

Uma mulher foi detida por agentes penitenciários da Cadeia Pública de Quixadá quando tentava entrar no presídio com um celular no intestino grosso


Quixadá

31/07/2014 - Uma mulher de 29 anos foi detida por agentes penitenciários da Cadeia Pública de Quixadá quando quis aproveitar o horário de visitas para entregar um telefone celular a um dos detentos. Segundo o diretor da unidade penitenciária, Mário Sérgio da Silva, esse tipo de prática é  comum nas cadeias brasileiras, os visitantes tentarem entregar os aparelhos para os presidiários nos horários de maior movimento. Todavia, essa foi a primeira vez na cadeia pública de Quixadá que um Raio X foi utilizado para localizar objetos nos corpos dos visitantes.

 De acordo com o diretor, a agente penitenciária da Cadeia de Quixadá percebeu um escorrimento na região genital de uma auxiliar doméstica. Ela pretendia visitar o marido. Para evitar algum constrangimento desnecessário, já que ela negava a existência de qualquer objeto introduzido no seu corpo, a alternativa encontrada foi conduzi-la até o Hospital Municipal Eudásio Barroso, onde foi feito o Raio X. Quando a chapa foi revelada a equipe da Cadeia Pública ficou surpresa. Havia um aparelho celular no ânus dela. O objeto mede 5cm de largura por 6,5cm de comprimento. Estava num preservativo.

Ela foi conduzida até a Delegacia Regional da Polícia Civil e lá o telefone celular foi retirado, por ela, no banheiro. Em seguida foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra a doméstica, por crime específico, previsto no Código Penal. Em seguida ela foi liberada, mas se for condenada poderá pegar até um ano de prisão. Ela não explicou à Polícia como introduziu o celular no seu corpo. Disse apenas que havia sido a forma encontrada para levar o aparelho para o seu marido, um presidiário, já que dentro de pacotes de bolachas, de pães de e frutas os agentes estavam encontrando até drogas.

Na ocasião, o diretor da Cadeia de Quixadá ressaltou que a auxiliar doméstica, estava encabeçando uma lista de abaixo-assinado, para exigir da Secretaria de Justiça a sua transferência para outra unidade penitenciária. O interesse dela e de familiares de outros presos está relacionado ao rigor estabelecido após assumir a direção da penitenciária no fim do ano passado. Conforme Mário Sérgio, o rigor nas vistorias ocorre para assegurar a integridade dos mais de 180 presos sob sua custodia e de sua equipe, com o apoio da Polícia Militar. Assim como a droga está sendo apreendida, para evitar violência entre os detentos, os celulares também são usados para planejarem e ordenarem crimes, de dentro das celas, acrescentou.

Na última semana foram apreendidos dezenas de telefones celulares, em várias cadeias da região Centro do Estado.



[ Leia completa ]

Criança atacada no zoo tem braço amputado em Cascavel - PR

SGA NOTÍCIAS

Menino não corre risco de morte. O pai foi encaminhado à delegacia e liberado após depoimento

31/07/2014 - O menino de 11 anos, que foi atacado por um tigre do zoológico de Cascavel na tarde de ontem (30), após colocar o braço para dentro da jaula continua internado no HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná), mas sem risco de morte. A criança teve o braço amputado na altura do ombro logo após que deu entrada na unidade hospitalar.

O garoto teve o braço dilacerado, sendo impossível a reconstituição. A criança não precisou ser encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

O pai do menino foi conduzido à 15ª SDP (Subdivisão Policial) e liberado após prestar depoimento.

O caso chamou a atenção porque diversos visitantes alertaram o pai e também a criança dos riscos de mexer com o animal. A criança estava em uma área não permitida.


[ Leia completa ]

Inflação em queda é pior pesadelo dos tucanos


30 de julho de 2014 | Autor: Fernando Brito

Não é só com o aeroporto que a cúpula da campanha de Aécio Neves está preocupada


A continuidade da tendência de queda dos índices de inflação, apesar do terrorismo diário dos jornais (a capa de O Globo, hoje, é um primor), vai eriçando as penas do tucanato.

A queda anunciada hoje pela Fundação Getúlio Vargas - deflação de 0,61% – é o dobro do que os -0,3% previstos pelo “mercado” no último Boletim Focus, uma publicação do Banco Central que se assemelha à cartinha do Santander.

Mais do que a queda, a terceira seguida – assusta o tucanato que tenha continuado a acontecer – o IGP do 2°  decêndio, fechado 10 dias antes, tinha registrado queda de 0,51% – e, sobretudo, que siga firme a queda no índice de preços ao consumidor, que caiu à metade em relação ao mês passado.

É um “terror”, porque a continuidade é que gera a percepção pública de que a alta dos preços “sossegou”, o que é seu mais importante termômetro de avaliação da economia, num quadro de desemprego baixo como o que temos.

Semana que vem, o IBGE divulga o IPCA, que deve ficar em torno de 0,15% e só não vai praticamente “zerar” por conta do brutal reajuste das tarifas elétricas, “cortesia” da Aneel que acredita na “petição de miséria” alardeada pelas geradoras, que choram  os lucros que previam com estiagem.

Uma delas, a Tratecbel, lucrou “apenas” R$ 73 milhões no segundo trimestre porque “guardou” energia para vender na segunda parte do ano, esperando preços mais altos.  É, como se lembram os mais velhos como eu, aquela história do “boi no pasto”.

Boi elétrico, claro.

A essa hora, no alto comissariado tucano para a economia, todas as esperanças se concentram numa mulher.

E claro que não é a Dilma, mas Janet Yellen, chefona do Federal Reserve americano.

Torcem para ela voltar atrás e retirar de uma vez só os estímulos à liquidez (conhecidos como “quantitative easing”) da política monetária americana e provoquem uma corrida – improvável – dos capitais aplicados aqui.

O FMI, sempre porta-voz dos interesses do capital financeiro, voltou com a lenga-lenga dos “cinco frágeis”.

A reação do governo brasileiro à essa história se explica como um recado na base do “não vem que não tem” para o Fundo.

Até porque, agora, no campo financeiro, a aliança dos Brics engrossou nossa voz.


[ Leia completa ]