Ciro Gomes diz que Brasil é governado por lunáticos



"O governo é formado de lunáticos, gente muito incompetente, muito despreparada. Não há comprometimento nenhum com o interesse do povo, com o interesse nacional. Tudo que se fez até agora revela uma incapacidade profunda de oferecer uma estratégia de desenvolvimento para o país", disse Ciro Gomes à agência Sputinik

18 DE ABRIL DE 2019

Sputnik - Terceiro colocado na eleição presidencial de 2018, Ciro Gomes, do PDT, concedeu uma entrevista exclusiva à Sputnik Brasil na quarta-feira (17) compartilhando um pouco da sua visão sobre o Brasil, sobre o atual governo e sobre sua expectativa para 2022, ano em que pode concorrer pela quarta vez ao cargo mais alto da República.

Visto como uma alternativa à polarização entre petistas e bolsonaristas no pleito do ano passado, o ex-ministro, ex-deputado, ex-governador, ex-prefeito, advogado e professor Ciro obteve pouco menos de 13% dos votos válidos no primeiro turno, durante o qual chegou a afirmar que não participaria mais de uma disputa pelo Palácio do Planalto caso fosse derrotado.

Mas, após a confirmação da vitória de Jair Bolsonaro (PSL), a questão sobre uma possível candidatura nas próximas eleições voltou a ficar em aberto, com o presidente do PDT, Carlos Lupi, chegando a garantir que Ciro será o candidato do partido na próxima eleição para a presidência do Brasil.

Em declarações à Sputnik Brasil, Ciro afirmou que a verdade é que "uma pessoa que já foi candidata três vezes não pode andar dizendo que não gostaria de ser porque isso não respeitaria a percepção que o nosso povo tem". Entretanto, segundo ele, agora, é preciso se dedicar a outra tarefa dada pelo povo, que é a de vigiar o governo, cobrar as promessas, denunciar as contradições e exigir mudanças de rumo nas estratégias erradas. Ainda de acordo com o político, a confusão que está tomando conta da política brasileira atualmente não deve ser vista pela população como um acidente, mas, sim, como resultado de um permanente erro de modelo econômico, com origem no governo da ex-presidenta Dilma Rousseff. Para ele, sua função hoje seria a de ajudar o povo a entender como consertar esse caminho, embora o cenário que se apresenta seja bastante pessimista.

"Não sei nem se vou estar vivo em 2022. E o Brasil de 2022, pode acreditar, com a minha experiência, será um país profundamente diferente desse que nós temos hoje. Infelizmente, eu não estou vendo essa diferença como uma melhoria para a vida do povo. Há uma confusão, como eu já disse, muito grande, o governo é formado de lunáticos, gente muito incompetente, muito despreparada. Não há comprometimento nenhum com o interesse do povo, com o interesse nacional. Tudo que se fez até agora revela uma incapacidade profunda de oferecer uma estratégia de desenvolvimento para o país. De maneira que a gente precisa ajudar o povo a transformar a justa queixa e a revolta que está crescendo no Brasil num projeto de esperança de que a gente possa colocar uma coisa nova no lugar", declarou.

Sobre a afirmação que havia feito em 2018 de que deixaria a política se Bolsonaro vencesse a eleição, Ciro Gomes disse à Sputnik que tal declaração foi feita, na ocasião, em um momento em que estava de "cabeça quente" e que não tem "direito de fugir da luta". Além disso, ele justificou a sua ausência no segundo turno, em um eventual apoio a Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores, dizendo que não queria fazer campanha ao lado de pessoas que ele considera responsáveis por sérios problemas que estão acontecendo no país.

"Essa quadrilha fez muito mal ao Brasil e eu não quero mais andar com eles na política. Não quero dizer o PT, porque o PT tem um lado muito bom, que eu respeito. Mas, hoje, quem manda no PT é o lado bandido. E aí, eu, evidentemente de cabeça quente, porque ver um cara como Bolsonaro ser eleito, francamente, dói muito no coração... Mas eu, imediatamente, vejo que não é culpa do nosso povo, que eu não posso desertar da luta, que a minha vocação sempre foi lutar pelo Brasil. E estou aqui de volta, muito firme, muito esperançoso e, mais do que isso, muito indignado com tudo que está acontecendo. E transformo a minha indignação em trabalho."

Negando as especulações de que poderia ser ministro em uma possível administração de Haddad ou que o mesmo poderia compor um hipotético governo seu — caso um dos dois tivesse sido eleito, Ciro disse ter uma boa impressão do candidato petista nas últimas eleições. No entanto, para ele, o ex-prefeito de São Paulo merece ser criticado tanto por ter participado de uma tentativa de enganar a população de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia disputar a presidência quanto por ter aceitado como coordenador de campanha alguém como José Sérgio Gabrielli, alvo de investigações por irregularidades cometidas na Petrobras durante o período em que presidiu a empresa.

"Acho que ele não é membro desse lado quadrilha do PT e acho que é uma pessoa que tem espírito público e tal", declarou Ciro sobre Haddad. "Mas eu jamais o convidaria para ser ministro do meu governo, muito menos com a antecedência de uma eleição", acrescentou, dizendo não se considerar responsável pela derrota do petista no segundo turno, que ele atribui às decisões erradas tomadas pelo Partido dos Trabalhadores nos últimos anos.

Para 2022, embora ainda não tenha confirmado sua participação na eleição, o candidato pedetista em 2018 concorda que é possível termos um pleito marcado por disputas entre governadores e ex-governadores, dadas as sinalizações feitas até o momento.

"É bem possível, porque no Brasil também se faz isso com nosso povo. Você mal entra num cargo e já está especulando despudoradamente sobre as disputas no futuro. Não sabe se fez bem a coisa, se está governando bem, se revelou condição de combate à corrupção, se revelou prioridade correta às questões da saúde, da segurança... Mas já são candidatos. O exemplo mais prático — e, para mim, absolutamente chocante — é o Doria [governador de São Paulo]. Mas o Witzel lá, agora, no Rio de Janeiro, também é candidato. E nosso povo precisa ver se quer mais do mesmo ou se quer mudar."


[ Leia completa ]

Empregados da CSP são destaque no Desafio Internacional do Aço na Espanha


17/04/2019 - O Ceará é referência mais uma vez no “desafio do aço” mundial e orgulho para todo o Brasil. O analista de suprimentos da CSP, Marcelo Angelotto, conquistou o quarto lugar na maior competição de aço mundial, a Steel Challenge. A 13a edição do desafio foi realizada nesta terça-feira (16/04), em Madri, na Espanha.

“A competição agregou bastante conhecimento na área siderúrgica. Estar na Espanha disputando a final foi um sonho realizado. A experiência de ter participado é maravilhosa. Meu desejo é que outros empregados da CSP possam ter a oportunidade de, assim como eu, disputar e representar o Ceará e a nossa empresa para o mundo”, contou Marcelo.

Ao todo, 1.905 pessoas de todo o mundo participaram do “desafio do aço”. Em dezembro de 2018, ocorreu a etapa regional da competição. Marcelo foi o campeão, ao lado do também analista da CSP Daniel Gouvêia. Dos dez primeiros colocados da categoria Industrial das Américas do Norte e do Sul, além do Marcelo, quatro são analistas e trainees da CSP: Diego Costa, Emmanuel Almeida, Hana Coelho e Renardir Maciel.



O que é o desafio do Aço

No Steel Challenge, os participantes têm até 2h para produzir um aço de acordo com as especificações solicitadas e com o menor custo possível. O desafio deste ano foi ainda mais difícil, quando os participantes realizaram uma simulação de produção de aço em processos integrados no refino primário e secundário.

Mariana Pontes

[ Leia completa ]

Faz ‘arminha’ para comemorar, Bolsonaro trai caminhoneiros e Petrobrás aumenta o diesel entre 4,5% e 5,1%



A Petrobrás anunciou na noite desta quarta-feira (17) um reajuste de R$ 0,10 no litro do diesel; segundo o presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, reajuste varia entre 4,5% e 5,1% no valor do combustível nas bombas, a depender do ponto de venda; medida foi anunciada um dia depois que Jair Bolsonaro foi enquadrado pelo ministro Paulo Guedes por ter suspendido o anúncio anterior de reajuste; os caminhoneiros já avisaram que poderão deflagrar greve nacional e parar o País se o preço do diesel subisse; governo paga para ver

17 DE ABRIL DE 2019 

Infomoney - A Petrobras anunciou na noite desta quarta-feira (17) um reajuste de R$ 0,10 no litro do diesel, o que, segundo o CEO da companhia, Roberto Castello Branco, representa uma alta entre 4,5% e 5,1% no valor do combustível nas bombas, a depender do ponto de venda.

Após anunciar um aumento de 5,7% no preço do diesel na última quinta-feira, a estatal voltou atrás no mesmo dia após o presidente Jair Bolsonaro ligar para o CEO da petrolífera, Roberto Castello Branco, e pedir a suspensão do reajuste. Na sexta, as ações da companhia desabaram 8%, levando a empresa a perder R$ 32,4 bilhões de valor de mercado.

Já na última terça, ocorreu uma reunião entre Bolsonaro, ministros e o presidente da Petrobras. Após o encontro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o presidente pensou na dimensão política do reajuste quando ligou para o chefe da estatal.

Além disso, o ministro afirmou que estão em estudo várias alternativas para dar mais transparência à política de reajuste de combustíveis da Petrobras, entre elas indexar o preço do frete ao valor do diesel.

Ele citou que essa é a política utilizada nos Estados Unidos e disse que foram feitas "interrogações" à Petrobras durante a reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

"Tudo tem que ser estudado para o futuro, o presidente da Petrobras já estava estudando. Esse episódio precipita a aceleração de estudos", ressaltou Guedes. "O próprio presidente da Petrobras está recalculando quais seriam as melhores praticas".

Leia, abaixo, texto sobre possível greve dos caminhoneiros:

Caminhoneiros marcam greve para 21 de maio se diesel subir

Os caminhoneiros estão organizando nova paralisação nacional para 21 de maio, quando se completa um ano da greve que abalou o governo Temer em 2018. O movimento acontecerá se houver qualquer reajuste no óleo diesel e se o piso mínimo do frete continuar a ser desobedecido.

"Se o diesel aumentar um centavo que seja e não houver efetiva fiscalização da aplicação do piso, a gente para no dia 21, quando a greve do ano passado completará um ano", garante o caminhoneiro Wanderlei Alves, o Dedéco, de Curitiba (PR), um dos integrantes da rede de lideranças da categoria, em entrevista à jornalista Leila Souza Lima, do Valor Econômico

Segundo o caminhoneiro, as representações que atuam hoje em Brasília junto ao governo federal não têm controle sobre caminhoneiros de todo o país. "Há de 20 a 30 lideranças espalhadas por todos os Estados se comunicando em articulação. Eles podem dizer com todas as letras que não vamos parar, mas nós vamos se nada for feito", diz Alves.


[ Leia completa ]

Encenação da Paixão de Cristo Itinerante em São Gonçalo do Amarante




17/04/2019

O Governo Municipal por meio da Secretaria de Cultura e Turismo realizará nos dias 17, 18 e 19 de abril a Encenação da Paixão de Cristo Itinerante. 

Confira a programação nos distritos!  

[ Leia completa ]

Oportunidades de empregos em São Gonçalo do Amarante 17/04/2019


OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Açougueiro
01
Atendente do setor de hortifrutigranjeiros
01
Mecânico de manutenção de máquina industrial
01
Motorista de caminhão
01
Operador de empilhadeira
01
Total
05



Os interessados devem procurar a unidade do SINE/IDT

Em São Gonçalo do Amarante
Av. Coronel Neco Martins, 236 - Centro - Fone :(85) 3315.7369

Em Pecém
Rua Francisco Câncio, S/N - Centro - Fone :(85) 3315.1375

As informações sobre as vagas não são dadas por telefone. Todas as informações estão sujeitas à alteração. 


Fonte: SINE/IDT

[ Leia completa ]

Fábrica de bolachas Mabel fecha as portas e 300 trabalhadores são demitidos no MS



Na manhã desta segunda-feira (15), cerca de 300 funcionários foram pegos de surpresa com suas demissões e o anúncio de fechamento da fábrica da Mabel na cidade de Três Lagoas, distante a 338 quilômetros da Capital; indústria é gerida pela Pepsico desde 2011 quando teve suas ações compradas pela empresa; sob o governo Jair Bolsonaro, o desemprego já atinge 13,1 milhões de brasileiros e não há política de geração de postos de trabalho

16 DE ABRIL DE 2019

Na manhã desta segunda-feira (15), cerca de 300 funcionários foram pegos de surpresa com suas demissões e o anúncio de fechamento da fábrica da Mabel na cidade de Três Lagoas, distante a 338 quilômetros da Capital. A indústria é gerida pela Pepsico desde 2011 quando teve suas ações compradas pela empresa.

Em nota entregue para os funcionários, a empresa responsável por gerir a fábrica afirma concentrará sua produção de biscoitos em Sorocaba (SP), Aparecida de Goiânia (GO) e Itaporanga D'ajuda (SE), com isso encerrando as atividades em Três Lagoas.

"Esta decisão tem como base a estratégia da companhia de promover um reequilíbrio estratégico de seus recursos, redirecionando a eficiência em sua cadeia operacional para um melhor aproveitamento da capacidade produtiva das plantas que produzem biscoitos no Brasil", dizia trecho.


[ Leia completa ]

HELENA CHAGAS | Queda do PIB: sem pão, não tem circo



Helena Chagas é jornalista, foi ministra da Secom e integra o Jornalistas pela Democracia

16 de Abril de 2019

Por Helena Chagas, no Divergentes e para o Jornalistas pela Democracia

Vai ficar difícil, para Jair Bolsonaro, mudar sua curva de popularidade decrescente nas pesquisas. A prévia do PIB feita pelo Banco Central, o IBC-Br, mostra um tombo em fevereiro, com queda de 0,73% da atividade econômica em relação a janeiro. Segundo os analistas, o recuo é maior do que se esperava, o pior para um mês desde maio de 2018, que refletiu os efeitos da greve dos caminhoneiros.

Está certo, ninguém faz milagre na economia em dois meses, mas as expectativas têm papel importante no crescimento, e os índices de confiança dos consumidores e das empresas também estão indo ladeira abaixo. O mínimo que se pode dizer é que vai perdendo velocidade um PIB que já crescia a ridículos 1% ao ano.

Juntando-se esse clima – um mix de desânimo dos investidores com a falta de dinheiro no bolso dos trabalhadores e desempregados – ao conjunto da obra do governo, fica claro que vai ser muito difícil convencer os setores que deixaram de considerar Bolsonaro bom ou ótimo a retornar.

Essa possibilidade fica a cada dia menor, sobretudo nas faixas de mais baixa renda, onde foi mais acentuada a queda da popularidade presidencial. O anúncio, hoje, de que Bolsonaro acabou em definitivo com a política de aumento real do salário mínimo na Lei de Diretrizes Orçamentárias que está enviando ao ao Congresso é uma cereja no bolo indigesto do desmantelamento de programas sociais e de distribuição de renda.

O Minha Casa Minha Vida está praticamente paralisado pela falta de pagamento às construtoras, o Mais Médicos foi largamente reduzido depois da expulsão dos cubanos do país, escassearam as bolsas do FIES, acabou o Farmácia Popular, não se tem notícia da construção de uma só nova creche e, no governo, há quem trabalhe para desmontar o SUS e substituí-lo por planos de saúde particulares...

Ao mesmo tempo, a agenda de costumes e a reforma ideológica em curso têm duvidoso efeito na maioria da população. Até porque a liberação do porte armas é rejeitada pela maioria das pessoas, a recriação da história nos livros didáticos não abre vagas nas escolas, a retirada dos pardais das estradas não salva vidas e esbravejar sobre a compra de bananas do Equador não bota banana na mesa das famílias.

A agenda de firulas populistas e ideológicas não enche a barriga de ninguém – o que só emprego e crescimento da economia conseguem. Sem pão, não haverá circo suficiente para Bolsonaro animar a plateia.


[ Leia completa ]

Confira o que abre e o que fecha em Fortaleza durante a Semana Santa DE 2019


Foto: Alex Gomes/O Povo

Sexta-feira Santa terá a maioria dos estabelecimentos fechada durante o feriado. Veja o que funciona e o que não abre em Fortaleza durante o período. Supermercados e postos de gasolina funcionarão normalmente

16/04/2019

Pela tradição católica, as celebrações da Semana Santa iniciam nos três dias que antecedem o domingo de Páscoa, formando o Tríduo Pascal. No entanto, apenas a Sexta-Feira Santa (19/04), data em que é celebrada a paixão e morte de Jesus Cristo, é considerada feriado.

Na última quinta-feira, 11, o governador Camilo Santana (PT) assinou decreto que estabelece ponto facultativo no próximo dia 18 de abril, Quinta-feira Santa. Apesar do ponto facultativo, o decreto estabelece que serão normalmente assegurados fornecimento de água e serviços da Polícia Militar, Polícia Civil, Perícia Forense e Corpo de Bombeiros, assim como atendimento médico-hospitalar e de ambulatórios médicos especializados que atendem pacientes já agendados.

Veja o que funciona e o que não abre em Fortaleza durante a Semana Santa.

Bancos

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as agências bancárias fecham somente no dia 19. Para realizar operações bancárias, a população poderá utilizar os canais alternativos de atendimento como caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes.

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e carnês com vencimento marcado para a data comemorativa poderão ser pagos nos próximos dias úteis, sem incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

Os clientes também podem agendar o pagamento das contas de consumo ou, no caso das que têm código de barras, pagá-las nos próprios caixas automáticos.

Supermercados

Supermercados funcionarão normalmente, segundo a Associação Cearense de Supermercados (Acesu), incluindo os estabelecimentos localizados em shoppings.

Postos de combustível

Não haverá alteração no horário de funcionamento dos postos de combustíveis em Fortaleza.

Metrofor

Na quinta-feira, haverá operação normal nas linhas Sul, Oeste e no VLT Parangaba-Mucuripe. Já na sexta-feira não haverá operação nas linhas do sistema metroviário. No sábado, os trem voltam a circular normalmente.

Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece)

Funcionará em regime de plantão a partir da sexta-feira para garantir o fornecimento de água e a prestação de serviços de coleta de esgoto em Fortaleza e no interior do Estado. Todas as lojas de atendimento da companhia estarão fechadas e retomarão as atividades na segunda-feira, 22, a partir das 8h.

A Cagece orienta aos clientes que necessitarem de atendimento durante o feriado que entrem em contato direto com a companhia pela central telefônica (0800.275.0195), pelo aplicativo Cagece App (disponível para Android e iOS) ou pelo site.

Centro

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Fortaleza (Sindilojas), as lojas têm funcionamento normal na quinta-feira, 18, e no sábado, 20. Na sexta-feira da Paixão o comércio fecha e no domingo da Ressurreição, e também feriado de Tiradentes, o funcionamento é facultativo.

Shoppings

Iguatemi Fortaleza: lojas e quiosques fechados. Praça de alimentação e lazer, Extra e Americanas funcionam normalmente. No sábado e domingo o funcionamento é normal.

RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy: lojas e quiosques fechados. As praças de alimentação, entretenimento e restaurantes funcionam normalmente das 10h às 22h. No fim de semana o funcionamento é normal.

Shopping Aldeota: lojas e quiosques fechados na sexta-feira. Praça de alimentação, supermercado e cinema tem funcionamento normal. No fim de semana o shopping funciona normalmente. Já o posto de atendimento da Etufor fecha na quinta-feira, 18, e volta a funcionar na segunda, 22.

Shopping Benfica: lojas e quiosques fechados somente no dia 19. Praça de alimentação, entretenimento e cinema funcionam das 11h30min às 22h. No fim de semana o funcionamento é normal. No sábado, 20, não haverá missa, que volta no sábado seguinte, 28, às 18 horas, no primeiro piso.

Shopping Del Paseo: lojas e quiosques fecham na sexta-feira. Praça de alimentação funciona das 11h às 22h e cinema abre a partir de 13h. Mercadinho São Luiz e Americanas funcionam em horário normal. No fim de semana o funcionamento é normal: no sábado das 10h às 22h e no domingo das 14h às 20h.

Shopping Parangaba: na sexta-feira, a praça de alimentação e as opções de lazer do funcionarão das 11h às 22h. Já as lojas e quiosques estarão fechados. Durante o fim de semana, o shopping funcionará normalmente das 10h às 22h no sábado e das 13h às 21h no domingo.

Via Sul Shopping: na sexta-feira, lojas não funcionam e praça de alimentação e lazer estarão abertas das 11h às 21h. No sábado, o funcionamento é normal. Já no domingo, lojas têm ponto facultativo e a praça de alimentação e lazer funcionam normalmente.

O POVO Online entrou em contato com os demais shoppings da Capital e não obteve resposta até a publicação desta notícia.

Cinemas

Filmes serão exibidos de acordo com as sessões divulgadas pelas empresas das redes de cinema.

[ Leia completa ]

Chefes de facção criminosa cearense são presos levando vida de luxo em Pernambuco


Material apreendido com suspeitos de chefiar facção(Foto: IGOR CAVALCANTE)

Um dos presos é apontado como participante da Chacina das Cajazeiras

16/04/2019

Dois integrantes de facção criminosa cearense foram presos neste fim de semana no bairro Boa Viagem, em Recife. Francisco de Assis Fernandes da Silva, o Barrinha, e Francisco Tiago Alves do Nascimento, o Tiago Magão, levavam vida de luxo na capital pernambucana. Eles são apontados nos relatórios de inteligência da Polícia Civil cearense como mandantes de ações da facção.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), Barrinha tem passagens na Polícia por sequestro, roubo e homicídio e foi denunciado pelo Ministério Público como um dos participantes da Chacina das Cajazeiras, em 2018. Ele era um dos criminosos mais procurados do Ceará até 2014, com envolvimento em ações contra bancos. "A prova da periculosidade e do grau de organização era a ostentação diuturna de riqueza que eles mantinham. Foram apreendidos relógios de alto valor e grande quantidade de dinheiro", analisou Marcus Rattacaso, delegado geral da Polícia Civil.

As informações foram divulgadas em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 15. A operação foi realizada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e pelo Departamento de Inteligência Policial (DIP). "Esses alvos integravam o conselho final de uma organização aqui no Ceará e estavam exercendo uma vida de luxo. As investigações se iniciaram após a chacina (das Cajazeiras) e a partir de então foi incumbido à Draco e ao DIP neutralizar todas as camadas dessa organização", disse o delegado Harley Filho, titular da Draco.

A operação para capturar a dupla começou na sexta-feira, 12. Barrinha foi preso após cerco policial. Na casa dele, os policiais encontraram R$ 13.803 em espécie, 11 relógios de luxo, dois anéis de ouro, 11 cartões bancários e documentos falsos. No veículo do preso, os policiais encontraram uma pistola calibre 9 milímetros, com dois cartuchos e 33 munições. "Enquanto as lideranças estão usufruindo, seus subordinados estão aqui praticando homicídios e tentando dar lucro ao tráfico de drogas. É interessante trazer esse pensamento para quem esta na ponta, se vale a pena estar no fronte enquanto as chefias estão luxando", apontou Harley Filho.

Já Tiago Magão foi capturado no sábado, 13. Ele soube da prisão de Barrinha e se preparava para fugir da Polícia. No apartamento dele, no mesmo bairro em que morava Barrinha, a Polícia encontrou cartões bancários e documentos com nome falso. A operação da Polícia também teve diligências em Natal onde, em dezembro, a Polícia tinha capturado um comparsa da dupla - Yago Steferson Alves dos Santos, o Yago Gordão. "O recado que passamos é que se continuar cometendo crimes, independente das fronteiras do Ceará, vamos pegar onde estiver", disse Harley Filho.


[ Leia completa ]

Museu de Nova York cancela homenagem a Bolsonaro em suas dependências


Adriano Machado - Reuters

O Museu Americano de História Natural de Nova York anunciou nesta segunda-feira (15) que não sediará o evento da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos que irá homenagear o presidente Jair Bolsonaro; cerimônia estava prevista para ocorrer em um dos salões do museu em 14 de maio; Museu disse que não convidou o presidente e o espaço havia sido reservado pela Câmara de Comércio antes do anúncio de que ele seria agraciado; decisão veio após pressão liderada pelo prefeito de NY, Bill de Blasio, que classificou Bolsonaro como um sujeito "muito perigoso" e que promove o racismo e a homofobia

15 DE ABRIL DE 2019

O Museu Americano de História Natural, em Nova York, nos Estados Unidos, anunciou hoje que não sediará o evento que premiará o presidente Jair Bolsonaro (PSL) como "Pessoa do Ano" pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. A cerimônia estava prevista para ocorrer em um dos salões do museu em 14 de maio.

Pelo Twitter, o museu afirmou que "em respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos das nossas organizações individuais, concordamos em conjunto que o museu não é o melhor local para o jantar de gala da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Esse evento tradicional ocorrerá em outro local na data e hora originais".

A instituição acrescentou que não convidou o presidente e o espaço havia sido reservado pela Câmara de Comércio antes do anúncio de que ele seria agraciado.

Anúncio ocorreu após aumento da pressão sobre o museu, para que não cedesse o seu espaço a uma pessoa que prega o racismo e a homofobia, como destacou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio. Ele disse que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é um ser humano "muito perigoso". "Ele é perigoso não apenas por causa de seu racismo e homofobia evidentes, mas porque ele é, infelizmente, a pessoa com mais condições de impactar sobre a Amazônia", disse o prefeito.


[ Leia completa ]

Bolsonaro acaba com ganho real do Salário Mínimo



O governo de Jair Bolsonaro enviou ao Congresso sua proposta para as diretrizes do Orçamento de 2020 e propõe que o salário mínimo do próximo ano seja de R$ 1.040, com correção apenas pela inflação; medida põe fim à política implementada durante as gestões do PT que estabelecia ganhos reais para os trabalhadores; enquanto reduz o salário pago aos trabalhadores, o governo Bolsonaro ampliou a previsão do rombo fiscal para 2020, dos atuais R$ 110 bilhões para R$ 124,1 bilhões

15 DE ABRIL DE 2019

A proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) encaminhada nesta segunda-feira ao Congresso pelo governo Jair Bolsonaro propõe que o salário mínimo do próximo ano seja corrigido apenas pela inflação, pondo fim a política implementada durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que estabelecia ganhos reais para os trabalhadores e ainda em vigor neste exercício. Enquanto reduz o salário pago aos trabalhadores, o governo Bolsonaro ampliou a previsão do rombo fiscal para 2020, dos atuais R$ 110 bilhões para R$ 124,1 bilhões.

No texto, que ainda depende de aprovação do Congresso, prevê que o novo piso salarial seja de R$ 1.040 a partir de janeiro do próximo ano, uma correção de 4,2% sobre a estimativa de variação da inflação. O salário mínimo atual é de R$ 998. Pela política de valorização real implantada nas gestões do PT, o aumento do salário mínimo era feito com base na inflação acrescida ao PIB dos dois anos anteriores.

O fim do aumento real do valor do salário mínimo está contida no projeto do ministro da Economia, Paulo Guedes, para uma ampla desvinculação do Orçamento da União.


[ Leia completa ]

Bolsonaro concede 'passaporte diplomático' para Edir Macedo e esposa



Dono da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo e a mulher Ester Eunice Rangel Bezerra foram agraciados na última sexta-feira (12) com passaportes diplomáticos concedidos pelo governo brasileiro; concessão do benefício ao bispo, aliado do presidente Jair Bolsonaro, e à esposa se deu "por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior"

15 DE ABRIL DE 2019 

Dono da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus – que atuam na linha de frente na defesa de interesses de Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha – o bispo Edir Macedo e a mulher Ester Eunice Rangel Bezerra foram agraciados na última sexta-feira (12) com passaportes diplomáticos concedidos pelo governo brasileiro.

A portaria, assinada pelo chanceler Ernesto Araújo, consta na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (15). Segundo a publicação, a concessão do benefício ao bispo e à esposa se deu "por entender que, ao portar passaporte diplomático, seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior".


[ Leia completa ]

A vida é feita de escolhas. Nós escolhemos investir no seu sucesso


15/04/2019

Chegamos a São Gonçalo do Amarante-CE com uma inovadora proposta educacional para a região. Tudo está a seu alcance. Cursos e capacitações ministrados pelos melhores professores dos melhores cursos de Fortaleza e região. E o melhor, pertinho de você. Sua formação não pode esperar e você não precisa mais sair do seu município para alcançar bons resultados. Seu tempo é agora e nós estamos trazendo comodidade com a qualidade que você precisa.  Conheça nossa proposta, invista em você. Vem ser logos!

Para maiores informações, mande-nos um direct. No Instagram @vemserlogos

[ Leia completa ]

Workshop de aperfeiçoamento em comunicação pessoal, oral e escrita em São Gonçalo do Amarante



15/04/2019

Você seria reconhecido se não pudesse se comunicar bem?

Isso é uma questão de marca pessoal. E hoje quem não sabe se apresentar, não é lembrado. E isso serve para estudantes, empreendedores, para influencers e profissionais de todas as áreas.

Dia 27/04, na Casa do Empreendedor  você  terá oportunidade de trabalhar sua comunicação pessoal, oral e escrita num workshop com o professor Alexandre Costa, palestrante, personal, profissional em Coach, Consultor Organizacional de Marketing e Recursos Humanos e professor de pós-graduação.

As inscrições já estão rolando na Casa do Empreendedor, mas as vagas são limitadas. Até dia 17/04 você ganha um desconto na inscrição. Corre lá! Chama os amigos e venham participar juntos.

Venha aperfeiçoar sua comunicação pessoal, oral e escrita. Você é um produto, uma boa postura e apresentação podem definir o seu sucesso. Oficina a se realizar no sábado, 27 de abril na Casa do Empreendedor. Inscrições abertas a partir de segunda-feira, 08 de abril. Falar com Tony na Casa do Empreendedor, na Praça da Matriz em São Gonçalo do Amarante – CE

Marta Moraes

[ Leia completa ]

Ciro Gomes diz que elo de Flavio Bolsonaro com milícias "é óbvio" e pede que ele o processe



Ao comentar notícia de que o filho de Bolsonaro vai processar o jornalista por sugerir vínculo entre ele e as milícias, o ex-ministro cearense escreveu: "Então me processa também porque o vínculo é óbvio!"

15/04/2019 - O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) disse que "é óbvio" o vínculo do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) com milícias. Ele disse ainda para o filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) processá-lo.

Ciro fez a declaração no Facebook, ao comentar notícia de que o "zero um", como Flávio é chamado pelo pai, vai processar o jornalista Ancelmo Gois. Em coluna no O Globo, Alcelmo escreveu: "A milícia – que tem apoio em setores políticos, como mostrou o recente rolo do senador Flávio Bolsonaro – constrói prédios como esses que desabaram na Muzema, alguns até de oito andares, sem licença da prefeitura e com a conivência de setores da Justiça".

Flavio respondeu no Twitter: "Em sua coluna de hoje, Ancelmo Gois afirma que eu apoio milícia, cometendo um crime contra mim e atingindo minha honra. Vai ter que provar no Judiciário, pois vou processá-lo cível e criminalmente".


[ Leia completa ]

Record desbanca Globo na distribuição das verbas de publicidade do governo federal, Bolsonaro tinha prometido redução brutal


Alan Santos/PR

Pela primeira vez na história, a Globo foi desbancada pela Record na distribuição das verbas do governo federal; é o resultado do primeiro trimestre de governo Bolsonaro; ao contrário da promessa de campanha, de redução brutal dos gastos com publicidade governamental eles deram um salto de 63% em relação ao primeiro trimestre do ano passado e chegara a R$ 75,5 milhões -o valor não inclui os gastos de ministérios e empresas estatais

15 DE ABRIL DE 2019

Pela primeira vez na história, a Globo foi desbancada pela Record na distribuição das verbas do governo federal. É o resultado do primeiro trimestre de governo Bolsonaro. Ao contrário da promessa de campanha, de redução brutal dos gastos com publicidade governamental eles deram um salto de 63% em relação ao primeiro trimestre do ano passado e chegara a R$ 75,5 milhões -o valor não inclui os gastos de ministérios e empresas estatais.

A notícia vem à luz no mesmo dia (esta segunda, 15) em que o Diário Oficial publicou  portaria, assinada pelo chanceler Ernesto Araújo, concedendo passaporte diplomático a Edir Macedo, o dono da Rede Record, que se tornou uma rede oficiosa do governo Bolsonaro (aqui).

Segundo os dados da Secom (Secretaria Especial de Comunicação da Presidência), os gastos do governo com publicidade institucional saíram de R$ 44,5 milhões no primeiro trimestre de 2018 para R$ 75,5 milhões no mesmo período de 2019, informa o jornalista Leandro Prazeres, no UOL. Na comparação com o mesmo período de 2017, o crescimento é ainda maior. Nos primeiros três meses daquele ano, a Secom gastou R$ 35 milhões. Na comparação entre os gastos em 2017 e 2019, o crescimento é de 101%, já descontada a inflação no período.

A comparação entre 2017 e 2019 mostra que, neste ano houve uma quebra no padrão de distribuição das verbas publicitárias repassadas pela secretaria de comunicação do governo. Os dados mostram que em 2017 e 2018, a Globo encontrava-se isolada na liderança do bolo publicitário, e que Record e SBT se revezavam em segundo lugar. Em 2017, a Globo faturou R$ 6,9 milhões no primeiro trimestre. Em segundo lugar ficou o SBT, com R$ 1,34 milhão. Em terceiro, ficou a Record com R$ 1,21 milhão. Em 2018, o padrão se manteve.

Em 2019, tudo mudou: em primeiro lugar ficou a Record, com R$ 10,3 milhões; em segundo, o SBT, com R$ 7,3 milhões; a Globo despencou para terceiro, com R$ 7,07 milhões.

Para superar a Globo, Record e SBT tiveram crescimentos exponenciais de seus faturamentos publicitários junto à Secom. Em relação a 2018, o crescimento do faturamento publicitário da Record junto à Secom no primeiro trimestre de 2019 foi de 659%, valor já considerando a variação da inflação no período.

O apoio decidido do SBT e especialmente da Record a Bolsonaro dá seus primeiros frutos.



[ Leia completa ]

PIB de Bolsonaro vira pibinho em fevereiro, caiu a 0,73%


REUTERS/Nacho Doce

Com o governo Jair Bolsonaro sem conseguir fazer a economia decolar e com o desemprego alcançando 13,1 milhões de brasileiros, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do PIB, também registrou queda de 0,73% em fevereiro na comparação com o mês anterior, segundo dados do Banco Central

15 DE ABRIL DE 2019

Com o governo Jair Bolsonaro sem conseguir fazer a economia decolar e com o desemprego alcançando 13,1 milhões de brasileiros, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do PIB, também registrou queda de 0,73% em fevereiro na comparação com o mês anterior, segundo dados do Banco Central. As estimativas feitas pelo próprio mercado financeiro apontam para uma tendência de queda na atividade econômica para este exercício.

No início deste mês, com a mediana das estimativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 1,97%, em queda há seis semanas no Focus, alguns especialistas temem que o avanço da economia este ano fique mais próximo de 1% que de 2%, repetindo os fracos desempenhos de 2017 e 2018.

Segundo o BC, ainda em fevereiro, o IBC-Br apresentou alta de 2,49% em comparação com o mesmo mês do ano anterior e no acumulado em 12 meses teve uma alta de 1,21%.


[ Leia completa ]