São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil | Domingo 25 de setembro de 2016 - Ano: VIII | Edição: 2.891 - Visitas: 11.011.311 - Postagens: 29.340 - Comentários: 10.164

Papa excomunga o Ali Kamel da Globo

Papa Francisco: "Jornalismo não pode virar uma arma de destruição”

"Nunca dizer uma coisa que, em consciência, se sabe que não é verdadeira"


25/09/2016

O papa Francisco reuniiu-se com jornalistas e disse como um bom jornalista tem que fazer seu ofício. Com alguns conselhos, o Pontífice quase criou um pequeno documento de ética para a profissão na reunião com o Conselho Italiano da Ordem dos Jornalistas, que aconteceu na sala Clementina com o presidente do órgão, Enzo Iacopino, e com o responsável pela Secretaria Vaticana de Comunicação, o monsenhor Dario Edoardo Viganò.

Entre as recomendações fundamentais de Mario Bergoglio para quem "faz a informação" estão as de "amar a verdade", "viver com profissionalismo", e "respeitar a dignidade humana". Assim, o jornalismo não será transformado em uma "arma de destruição" de pessoas e de povos e "não alimentará o medo em relação aos imigrantes".

Depois que Viganò e Iacopino fizeram suas primeiras considerações, o Papa revelou como os jornalistas, "quando têm profissionalismo", são "uma coluna importante, um elemento fundamental para a vitalidade de uma sociedade livre e plural" e têm uma "grande responsabilidade".

Sobre o fato de que os jornalistas devem "amar a verdade", Francisco explicou que "a questão é ser honesto consigo mesmo e com os outros". "Essa relação é o 'coração' de toda comunicação.

Isso é mais verdadeiro para quem faz da comunicação o seu próprio ofício e nenhuma relação pode se reger e durar no tempo se está apoiada na desonestidade", disse o religioso.

E com o fluxo ininterrupto de fatos 24 horas por dia, "não é sempre fácil chegar na verdade" e que "na vida nem tudo é branco ou preto e por isso no jornalismo é preciso saber discernir os tons de cinza", disse o Pontífice. "Mas esse é o trabalho difícil e necessário de um jornalista: o de chegar o mais perto possível da verdade dos fatos e nunca dizer ou escrever uma coisa que, em consciência, se sabe que não é verdadeira", afirmou Francisco. Já sobre "viver com profissionalismo", o conceito foi ligado por Bergoglio à "necessidade de não se submeter a interesses escusos, seja econômicos ou políticos". "O trabalho do jornalismo, ousarei dizer a sua vocação, é, através da atenção e do carinho pela pesquisa da verdade, fazer crescer a dimensão social do homem, favorecer a construção de uma verdadeira cidadania", explicou o Papa.

Para Francisco, trabalhar com profissionalismo significa "ter no coração um dos pilares da estrutura de uma sociedade democrática. O religioso também lembrou que "no curso da história, as ditaduras, de qualquer orientação política, sempre procuraram não apenas tomar conta dos meios de comunicação, mas também impor novas regras à profissão dos jornalistas".

E sobre "respeitar a dignidade humana", esse conceito é importante porque se trata "da vidas pessoas" e, se uma delas for difamada, ela pode ser "destruída para sempre", disse Bergoglio. "A crítica é legítima, e direi mais, necessária, como uma denúncia ao mal", no entanto, "o jornalismo não pode se transformar em uma arma de destruição de pessoas e até de povos", explicou o argentino.

Para Francisco, o jornalismo também não "deve alimentar o medo diante às mudanças ou aos fenômenos como as migrações forçadas geradas pela guerra ou pela fome". E por fim, o Papa afirmou que a profissão "é um instrumento de construção, um fator de bem comum, um acelerador de processos de reconciliação".


[ Leia completa ]

LAUREZ CERQUEIRA | Chega de rastaqueras e espetáculos

Autor, entre outros trabalhos, de Florestan Fernandes - vida e obra; Florestan Fernandes – um mestre radical; e O Outro Lado do Real
25/09/2016

O juiz Sérgio Moro comportou-se como um bárbaro ao mandar prender no Hospital Albert Einstein, em São Paulo,  o professor Guido Mantega, que acompanhava a mulher, doente de câncer, numa cirurgia.

Dizer que a Polícia Federal não sabia que o ex-ministro estava no hospital acompanhando a mulher é demais para a inteligência brasileira. Toda a imprensa senhorial estava lá de plantão, preparada para o banquete macabro.

Ele mandou soltar horas depois por causa da repercussão negativa, avassaladora, nacional e internacional.

Trabalhei anos da minha vida ajudando no combate à corrupção, em CPIs, no Congresso Nacional, denunciando, escrevi livro sobre a corrupção, mas não posso me conformar com o que meia dúzia de pessoas da Lava Jato está fazendo no Brasil.

Será que, com o arcabouço jurídico e institucional que o país dispõe, não é suficiente para um trabalho digno e justo, precisa reduzir tudo a espetáculo?

Essa gente não me parece preocupada com uma mudança cultural perene da sociedade, de compromisso ético com a República, com com o bem público, com a educação, mas com notoriedade, com câmeras e holofotes, como se estivessem vivendo um delírio narcísico, dentro de um filme enlatado qualquer, da feira deHollyood.

As ações espetaculosas parecem coisas de banditismo judicial. A perseguição política está escancarada, escalando graus de violência em todos os sentidos. A Constituição, as leis, os direitos humanos, o exercício da advocacia não valem mais nada?

Por que, com todas as provas, não prendem Eduardo Cunha, a mulher e a filha? Por que nada acontece com os senadores Aécio Neves, Romero Jucá, Renan Calheiros, com os ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco e tantos outros envolvidos em escândalos? Porque são golpistas?

O que está passando para a sociedade é que instituições de fiscalização e controle e judiciais, salvo raras exceções, estão entregues a gente desprovida de cidadania, de pensamento raso, dominado por índole policialesca, despreparada para o exercício das funções públicas, tão valiosas para a consolidação da democracia, da cidadania, e para a civilização.

O bom aluno na escola, aquele que passa nos primeiros lugares nos concursos públicos nem sempre está preparado para o exercício de certas funções públicas.

Algo precisa ser feito urgentemente para deter os rastaqueras, abusos de prerrogativas e de poder de certos integrantes da Lava Jato.

Esses órgãos não são propriedades privadas a serem usadas para fins políticos. A sociedade precisa defender às instituições da República e preserva-las dos desvirtuamentos.

Erguer o Ministério Público, conferir-lhe poderes, autonomia, imparcialidade e credibilidade, assim como as inovações do judiciário, na Constituição de 1988, custaram muito caro à sociedade brasileira. São conquistas de uma jornada de luta histórica pela democracia.

O Ministério Público e o judiciário não podem ser desmoralizados e maculados por ambições desmedidas, delirantes, de quem quer que seja, e muito menos servir de laboratório para formulações mirabolantes criminalizando pessoas inocentes em nome do combate à corrupção, para satisfazer egos perversos e vaidosos.

Nem todo o judiciário, nem todo o Ministério Público, nem toda a Polícia Federal concorda com o que está sendo feito no Brasil.

Ao invés do combate à corrupção e elevar o Brasil ao nível das nações desenvolvidas, a imagem do país está cada vez pior, tendo em vista as injustiças, o ativismo político no judiciário e a violação do Estado democrático de direito.

Em países de cidadania avançada, Dallangnol e Moro certamente não fariam parte dos quadros de servidores públicos nas funções de procurador e juiz.

Uma nação se constrói com justiça e democracia.


[ Leia completa ]

Corpo de menina desaparecida é achado em poço, em Itaitinga


Rakelly Matias, de oito anos, estava desaparecida há três dias. Uma pessoa foi presa, inicialmente, por ocultação de cadáver

24/09/2016 - O corpo da menina Rakelly Matias Alves, de 8 anos, que estava desaparecida há três dias foi achado um poço, em um terreno vizinho onde a criança morava, no Distrito de Gereraú, em Itaitinga.

Ela tinha sido vista pela última vez na quarta-feira (21), por volta de 12h30, na localidade. As informações são da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social. Conforme uma fonte na Polícia,  um suspeito foi preso por ocultação de cadáver.

O corpo foi encontrado por uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), próximo a casa onde a menina mora.

Conforme a DHPP, uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), foi enviada até o local para realizar a perícia.

Desaparecimento

Segundo a mãe da criança, a garçonete Patrícia Alves Pereira, 26, a última vez em que teve contato com a filha foi na quarta pela manhã, antes de sair para trabalhar. Horas depois, ficou sabendo do sumiço.

"Meu tio contou que pediu para Rakelly ir até uma mercearia comprar cigarros. Ela foi e voltou com vários bombons, depois avisou que iria na casa do vizinho. Quando minha mãe chegou em casa e foi procurá-la, o vizinho informou que ela não havia aparecido por lá. Aí começou nosso desespero", afirma.

Conforme Patrícia, no dia do desaparecimento, Rakelly estava trajando um vestido amarelo e chinelos na cor azul. A Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dececa), na capital, estava acompanhando o caso.


[ Leia completa ]

Reforma do Ensino Médio de Temer é duro golpe contra trabalhadores da Educação, diz Apeoc


24/09/2016

O Sindicato dos Servidores Públicos Lotados nas Secretarias de Educação e de Cultura do Estado do Ceará (Apeoc) encaminhou uma nota ao Congresso Nacional sobre a reforma do Ensino Médio, nesta quinta-feira, 22. Para o Sindicato, a mudança "é duro golpe contra trabalhadores da Educação".

A reforma é a maior mudança que o Ensino Médio recebe em 20 anos. Divulgada pelo Ministério da Educação (MEC), nesta quinta, a mudança provocou dúvidas sobre a obrigatoriedade do ensino de artes, educação física, filosofia e sociologia. A repercussão levou o MEC a admitir que a versão do texto da Medida Provisória (MP) divulgada inicialmente estava equivocada. A pasta garantiu que todas as disciplinas continuam exigidas por lei.

O Apeoc manifesta, em nota, que a medida do governo Temer é um "retrocesso" e que é preciso "rechaçar" a maneira como a proposta foi apresentada. Em outro momento, o texto diz que a qualificação subjetiva, o chamado "notório saber", é pretexto para reduzir "ainda mais a qualidade do ensino e destruir os cursos de licenciatura".

Leia a nota na íntegra:

"Reforma do Ensino Médio é duro golpe contra trabalhadores da Educação

A proposta de reforma do Ensino Médio do governo de Michel Temer significa um retrocesso tanto para a qualidade da formação básica dos jovens quanto para as relações de trabalho dos profissionais da Educação. Primeiro, é preciso rechaçar a maneira como a proposta de reforma foi apresentada. O uso de uma Medida Provisória comprova a postura autoritária de um governo ilegítimo, que não discute com a sociedade e os setores organizados mudanças tão complexas na etapa final da Educação Básica. O diálogo e a construção coletiva são a essência do processo educativo e isto não foi respeitado. Esta reforma é um golpe na Lei de Diretrizes e Bases da Educação e na Constituição de 1988, que garantem a universalização do Ensino Médio. O discurso do governo tenta convencer a opinião pública sobre a falência desse nível de ensino. Diante da crise, a salvação proposta é aumentar a carga horária e, em contrapartida, eliminar disciplinas fundamentais para a formação humana (Artes, Filosofia e Sociologia). A ênfase será a capacitação técnico-profissional para o mercado, desestimulando a continuidade dos estudos no nível superior. A lógica do projeto pedagógico assume a lógica do setor produtivo, ávido por uma massa acrítica de profissionais técnicos que ganharão salários menores. A precarização das relações de trabalho também será uma das consequências do novo regime de ensino. O projeto autoriza a contratação de professores sem concurso público e aplica um duro golpe na carreira do Magistério e outras conquistas históricas da categoria. Além disso, está prevista no texto da Medida Provisória a seleção de docentes sem formação específica para a área de ensino requerida, bastando ter “notório saber”. Quem vai atestar essa qualificação subjetiva? Esse é um subterfúgio para reduzir ainda mais a qualidade do ensino e destruir os cursos de licenciatura. Essa é uma peça do xadrez do desmonte das políticas estruturantes da escola pública, conquistadas com muita luta e negociação nos últimos anos. O projeto do novo governo sinaliza o fim do Plano Nacional de Educação, do Enem, do Fundeb, do Piso Nacional do Magistério, da Carreira, e da destinação dos royalties do pré-sal para a Educação. Estão sendo aniquilados todos os direitos e conquistas da sociedade e dos trabalhadores da Educação a mando dos interesses privatizantes, entreguistas e golpistas.É hora da sociedade civil, dos trabalhadores e de seus sindicatos se unirem numa unidade nacional para impedir esse golpe na Educação e na Democracia".


[ Leia completa ]

Aos idiotas do anticubanismo, China e Japão querem conquistar Cuba antes dos EUA



POR FERNANDO BRITO · 24/09/2016

Os nossos “coxinhas” imbecis – se me perdoam o pleonasmo – que “denunciaram” o governo Lula por ter financiado parte das obras do porto de Mariel, em Cuba, deveriam ler a reportágem da Folha, hoje,  reproduzindo a agência alemã Deutsche Welle:

Chefes de governo chinês e japonês visitam Havana para tratar de economia e comércio. Eles querem conquistar posição na ilha, antes que o bloqueio americano seja suspenso e empresas dos EUA se instalem no mercado cubano. Cuba está em alta. Depois da presença do presidente iraniano, Hassan Rohani, no início desta semana em Havana, será a vez dos primeiros-ministros do Japão e da China visitarem a ilha caribenha —sinal de um interesse crescente das grandes potências asiáticas por Cuba.Nesta quinta-feira (22), Shinzo Abe inicia a primeira visita de um chefe de governo japonês a Cuba, abrindo um novo capítulo nas relações bilaterais, existentes desde 1929. Em maio do ano passado, o ministro do Exterior do Japão, Fumio Kishida, já havia visitado a ilha, pouco depois que EUA e Cuba deram início à política de aproximação.

E não é apenas pelo mercado cubano, é porque Mariel será uma plataforma de montagem e reexportação de produtos para os EUA, distantes apenas 150 km.

O Brasil estava numa posição vantajosíssima para abocanhar estes negócios.

Estava.

Porque acabaram criando um mal-estar estúpido e nem querendo – e Serra não quer – vamos acabar com uma presença ridícula naquele pólo de negócios.


Vamos, literalmente, fazer papel de patos.Quem tem os olhos fechadinhos é a turma da Avenida Paulista.
[ Leia completa ]

Ministro da Indústria visita Complexo Industrial e Portuário do Pecém em São Gonçalo do Amarante


24/09/2016 - Os Secretários de Assuntos Internacionais, Antonio Balhmann e do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará, Nicolle Barbosa, juntamente com o Diretor-Presidente da Ceará Portos, Danilo Serpa, receberam hoje, 23, à tarde, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), o Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira.

O Ministro veio ao Ceará lançar, pela manhã, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) o Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) e o Programa Brasil Mais Produtivo (PBMP). Os programas propõem ações voltadas à melhoria dos processos produtivos das empresas para ampliar a entrada de mercadorias da região no comércio internacional.

Balhmann, Nicolle e Danilo Serpa recepcionaram o ministro na sede do Porto do Pecém, onde realizaram uma explanação sobre o Porto do Pecém e sobre a ZPE Ceará. O Gerente Geral da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), Ricardo Parente, também participou do encontro, quando ressaltou os números da empresa no Ceará e o impacto positivo gerado pela Companhia no PIB do Estado.

Balhmann destacou que após a consolidação do setor siderúrgico na ZPE Ceará, a hora agora é de atrair novos investimentos para a Zona de Livre Comércio do Estado. "Com a aprovação da ampliação da área da ZPE Ceará pelo Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação, o que nos permitiu agregar mais 2 mil hectares à poligonal da ZPE, estamos agora atraindo investimentos de setores como granito, petróleo, calçados e metalmecânico", explica.

Após a visita ao Porto do Pecém, o Ministro Marcos Pereira seguiu para a ZPE Ceará e para a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), onde realizou um tour guiado para conhecer "in loco" o funcionamento, os números e a realidade dos dois equipamentos, que estão gerando emprego, renda e desenvolvimento para o Estado do Ceará.


Portal ZPE Ceará
[ Leia completa ]

STF autoriza abertura de investigação contra Temer e Mensalão de Aécio Neves


Ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, determinou a abertura de uma investigação preliminar sobre a citação a Michel Temer na delação de Sérgio Machado; o ex-presidente da Transpetro diz ter recebido o pedido do então vice-presidente da República de repasse de propina para a campanha de Gabriel Chalita em São Paulo; sobre Aécio Neves, será apurado o recebimento de R$ 1 milhão pelo tucano para financiar deputados que o elegeram presidente da Câmara; o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, é quem deve opinar sobre abertura de inquérito; outros políticos alvos de petição são FHC, Agripino Maia, Henrique Alves e Ideli Salvatti; alguns trechos foram enviados para o juiz Sérgio Moro

23 DE SETEMBRO DE 2016

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou o fatiamento da delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Com isso, alguns nomes sem foro privilegiado serão investigados pelo juiz Sérgio Moro, de Curitiba, e outros ficarão sob a mira do STF.

Na corte suprema, houve fatiamento em quatro petições diferentes. Uma delas trata da citação a Michel Temer, de quem Machado disse ter recebido o pedido de repasse de propina para a campanha de Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo.

Nessa petição, são citados ainda o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senador Romero Jucá (PMDB-RR), e os ex-senadores José Sarney (PMDB-AP) e Delcídio Amaral (PT-MS). O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá avaliar se deve ou não ser aberto inquérito para investigar formalmente o presidente da República.

Em outra petição, será apurado o caso do mensalão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e a vinda de dinheiro do exterior para financiar deputados que elegeram o tucano presidente da Câmara em 2000. Segundo Machado, Aécio recebeu, de forma ilícita, R$ 1 milhão em dinheiro em 1998, de um fundo criado por ele.

Outros nomes citados são os do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dos senadores Agripino Maia (DEM-RN) e Valdir Raupp (PMDB-RR), do ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), da ex-ministra Ideli Salvatti (PT) e do ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-PR).

Leia mais na reportagem da Agência Brasil:

Teori decide fatiar delação de Sérgio Machado na Lava Jato

André Richter – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki decidiu hoje (23) fatiar a delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Com a decisão, caberá ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidir se novas investigações serão abertas em separado, a partir das declarações de Machado. Os termos do acordo foram homologados em junho.

As novas frentes da primeira fase da investigação, se solicitadas por Janot e autorizadas pelo ministro, deverão tratar sobre o suposto "acordão" para barrar as investigações da Lava Jato, uma doação de R$ 40 milhões do Grupo JBS para o PMDB, um suposto repasse ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) de recursos para viabilizar a candidatura dele à presidência da Câmara dos Deputados em 1998 e o suposto pedido do presidente Michel Temer de ajuda de recursos para a campanha do ex-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita.

A partir da decisão de Zavascki, o procurador-geral também deverá avaliar como será apresentada ao Supremo a investigação contra mais 20 políticos citados pelo ex-diretor acusados de receber propina.

Na mesma decisão, o ministro decidiu que somente citados que tem foro privilegiado, como os deputados e senadores, vão responder às acusações na Corte. Os demais serão enviados para julgamento pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba.


[ Leia completa ]

O custo do golpe no Brasil: 1,65 milhão de demitidos


Desde que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado nas eleições presidenciais de 2014, e o ex-deputado Eduardo Cunha se aliaram para sabotar a presidente Dilma Rousseff no Congresso e criar as condições para o impeachment, apostando no "quanto pior, melhor", as empresas brasileiras só demitiram; dados do Caged, divulgados nesta sexta-feira, revelam que já são 17 meses seguidos de demissões, que levaram 1,65 milhão de brasileiros ao desemprego; Michel Temer e Henrique Meirelles, que já estão no poder desde 13 de maio, ou seja, há mais de quatro meses, não foram capazes de resgatar a confiança e já não podem mais falar em "herança maldita"; conta do golpe será paga pelas próximas gerações

23 DE SETEMBRO DE 2016

Nunca é demais recordar: em agosto de 2014, a economia brasileira vivia uma situação de "pleno emprego". A taxa de desemprego, segundo o IBGE, era de apenas 5% – a menor de toda a série histórica com os critérios atuais, iniciada em 2002.

O ministro da Fazenda era Guido Mantega, preso e solto nesta semana, na mais polêmica etapa da Operação Lava Jato. Acusado frequentemente de "quebrar a economia brasileira", Mantega foi o ministro que entregou as maiores taxas de crescimento da história recente do País (no governo Lula) e os menores níveis de desemprego (no governo Dilma).

Poucos meses depois daquele agosto fantástico, logo depois de ser reeleita para o segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff reconheceu que o novo quadro internacional, com a queda das commodities e o esgotamento das medidas de estímulo, exigia um ajuste fiscal. Decidiu trocar Mantega por Joaquim Levy, que planejava colocar em marcha um rápido plano de controle orçamentário, que previa a volta da CPMF e o reequilíbrio das contas públicas.

Tudo parecia certo, mas não havia pintado ainda no horizonte a aliança entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado nas eleições presidenciais de 2014, e o hoje cassado deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Juntos, ambos fizeram com que a agenda do País passasse a ser dominada pelo tema do impeachment, contando com o auxílio luxuoso dos meios de comunicação conservadores. Se isso não bastasse, colocaram em pauta no Congresso as "pautas-bomba", que arrombavam as contas públicas e impediam qualquer iniciativa de ajuste. Era a tática do "quanto pior, melhor", defendida publicamente por alguns tucanos, como Alberto Goldman, como estratégia para se conseguir o impeachment.
O resultado foi a deterioração progressiva da economia brasileira, que criou as condições para o crescimento dos protestos de rua. Além disso, o avanço da Operação Lava Jato prejudicava setores inteiros da economia, como a construção pesada e a indústria naval, aumentando a massa de desempregados.

O resto da história é conhecido. Dilma foi afastada, o PMDB está no poder e o PSDB, que apostou no 'quanto pior, melhor', hoje posa de bom moço, cobrando de Michel Temer cortes de gastos e reformas estruturais na economia. A Petrobras vende ativos a toque de caixa, em processos com pouca transparência, no que vem sendo definido pelos petroleiros como um crime de lesa-pátria.

17 meses de demissões

Quem ganhou com isso? Os brasileiros, certamente, não. Com os dados do Caged divulgados nesta sexta-feira, soube-se que a confiança prometida por Temer e Meirelles não voltou. Ao contrário, as empresas continuam demitindo, ainda que num ritmo menor, e agosto foi o décimo-sétimo mês seguido de demissões. Em um ano, a crise brasileira produziu 1,65 milhão de desempregados a mais.

Em Nova York, Temer e sua equipe tentaram vender otimismo a investidores. Meirelles disse que, a partir de agora, o preço das concessões será dado pelo mercado – como se as concessões do governo Dilma tivessem sido um fracasso. O problema é que a história desmente essa versão. Basta notar as transformações recentes dos aeroportos de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Campinas.

Quem hoje de fora olha para o Brasil enxerga uma economia arruinada, um Poder Judiciário hipertrofiado, empresários amedrontados, e alguns sendo obrigados a depositar fianças bilionárias para, simplesmente, ter o direito de entrar nas próprias empresas. Por mais que se venda "segurança jurídica", os donos do capital não são idiotas.

O resultado final é uma economia em círculo vicioso: menos emprego, menos renda, menos consumo, menos investimento, menos arrecadação e contas públicas – o pretexto para o golpe – ainda mais arrombadas. Não por acaso, a única realização obtida até agora pela equipe econômica foi a ampliação do déficit em mais de R$ 100 bilhões.


Valeu a pena destruir o Brasil para retirar o PT do poder? Os que hoje estão no poder e os que tentam contar uma história oficial a partir dos meios de comunicação associados ao golpe dirão que sim. Mas a conta ficou pesada demais e será paga pelas próximas gerações. Por muitos e muitos anos.

[ Leia completa ]

São Gonçalo do Amarante realiza hoje Dia D da vacinação



Postos de saúde do município estarão realizando vacinação com atendimento odontológico

24/09/2016 - O Dia D da vacinação será realizado no próximo dia 24 de setembro, em todos os postos de saúde de São Gonçalo do Amarante. O município participa de campanha nacional de mobilização para atualização das cadernetas de vacina. Aproveitando a oportunidade da visita ao posto, a Secretaria de Saúde do Município também reforçará o atendimento odontológico de crianças e adolescentes, que farão avaliação da saúde bucal e terão orientações sobre métodos adequados de escovação.

As doses estarão disponíveis nos postos de saúde do município até 30 de setembro. A maior preocupação é com a atualização da vacina contra poliomielite, uma vez que a campanha nacional de imunização contra a doença, geralmente realizada em agosto, pelo Ministério da Saúde, foi adiada para setembro, devido a realização das Olimpíadas no Rio. Devem ser vacinadas crianças entre 6 meses e 5 anos de idade que ainda não tenham completado o esquema de prevenção da doença, que é de três doses da vacina injetável e mais duas doses de reforço em versão oral.

Outro público que também é alvo de mobilização nesta campanha de atualização das cadernetas de vacinação são os adolescentes. Dados do Ministério da Saúde apontam que a cobertura vacinal entre adolescentes no Brasil ainda não é adequada. Isso porque, diferentemente das crianças pequenas que são levadas às unidades de saúde pelas mães, adolescentes e jovens são mais resistente em buscar serviços de saúde.

Esta é a primeira vez que o SUS disponibiliza doses de todas as vacinas. São 14 tipos, que poderão ser encontradas gratuitamente nos postos de saúde do município: Hepatite A, VIP, Meningocócica C,Rotavírus,HPV,Pneumo 10, Febre Amarela, Varicela, Pentavalente, Tetraviral, Dupla Adulto, DTP, Tríplice Viral, VOP (Poliomielite). É importante que a população fique atenta para as mudanças na dosagem de determinadas vacinas, conforme determinações do Ministério da Saúde.

ATUALIZAÇÃO DAS DOSAGENS DE VACINA SEGUNDO DETERMINAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

HPV

Como era: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois.

Como fica: 2 doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 14 anos.

Poliomielite

Como era: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha).

Como fica: muda somente que a 3ª dose passa ser a injetável.

Pneumocócica 10V

Como era: 3 doses  (2, 4 e 6 meses de idade) e reforço entre 12 e 15 meses.

Como fica: 2 doses - aos 2 e 4 meses e um reforço aos 12 meses.

Meningocócica C

Como era: 2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 15 meses.

Como fica:2 doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 12 meses.



Gabriel Comesaña
[ Leia completa ]

Polícia investiga desaparecimento de menina de 8 anos em Itaitinga


Rakelly foi vista pela última vez há 2 dias na rua onde mora. Dececa, em Fortaleza, também está acompanhando o caso


23/09/2016 - A Polícia Civil de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, está investigando o desaparecimento da menina Rakelly Matias Alves, de 8 anos, vista pela última vez na quarta-feira (21), por volta de 12h30, no distrito de Gereraú. A Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dececa), na capital, está acompanhando o caso.

De acordo com o inspetor Roger Vidal, foram realizadas diligências, com apoio do Corpo de Bombeiros, em sítios e terrenos da região, mas até o momento a criança não foi localizada.

Segundo a mãe da criança, a garçonete Patrícia Alves Pereira, 26, a última vez em que teve contato com a filha foi na quarta pela manhã, antes de sair para trabalhar. Horas depois, ficou sabendo do sumiço.

"Meu tio contou que pediu para Rakelly ir até uma mercearia comprar cigarros. Ela foi e voltou com vários bombons, depois avisou que iria na casa do vizinho. Quando minha mãe chegou em casa e foi procurá-la, o vizinho informou que ela não havia aparecido por lá. Aí começou nosso desespero", afirma.

Conforme Patrícia, no dia do desaparecimento, Rakelly estava trajando um vestido amarelo e chinelos na cor azul.

Qualquer informação sobre o paradeiro da criança devem ser comunicadas à Polícia Militar, através do número 190.


[ Leia completa ]

Casamento é cancelado após noiva beijar outro em despedida de solteira


23/09/2016 – De casamento marcado, a mexicana Emma Ayala foi filmada beijando outro homem em sua despedida de solteira, em um resort na Playa del Carmen, no México. Publicado nas redes sociais, o vídeo repercutiu, chegou ao noivo, Pablo Torres Gandara, e a cerimônia foi cancelada.

Segundo informações do Mirror, a mulher comemorava com amigas em uma festa na piscina, quando beijou um rapaz que havia acabado de conhecer.

A gravação teria sido vazada por uma amiga da noiva, que, assim como Emma, foi bastante criticada pela atitude.

A imprensa local afirmou que a decisão de cancelar o casamento partiu da noiva, mas, até o momento, nenhum dos envolvidos se pronunciou sobre o caso.

Nas redes sociais, internautas têm usado a hasgtag #LadyCoralina para comentar o caso e, inclusive, ofender a moça.


[ Leia completa ]

Oportunidades de empregos em São Gonçalo do Amarante 23/09/2016



Os interessados devem procurar a unidade do SINE/IDT

Em São Gonçalo do Amarante
Av. Coronel Neco Martins, 236 - Centro - Fone :(85) 3315.7369

Em Pecém
Rua Rua Francisco Câncio, S/N - Centro - Fone :(85) 3315.1375

As informações sobre as vagas não são dadas por telefone. Todas as informações estão sujeitas à alteração. 

OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Auxiliar de mecânico de autos
01
Chefe de serviço de limpeza
01
Conferente portuário
01
Cozinheiro geral
01
Mecânico
01
Mecânico de auto em geral
01
Mecânico de refrigeração
02
Mecânico eletricista de veículos automotores
01
Motorista carreteiro
06
Motorista de automóveis
04
Operador de empilhadeira
10

PESSOA COM DEFICIÊNCIA
OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Auxiliar administrativo
05



[ Leia completa ]

Oportunidades de empregos em Caucaia 23/09/2016



Os interessados devem procurar a unidade do SINE/IDT de Caucaia

Rua Juaci Sampaio Ponte, 2076
(85) 3101.3378

As informações sobre as vagas não são dadas por telefone. Todas as informações estão sujeitas à alteração. 

OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Agente de microfinanças
01
Auxiliar de corte (preparação da confecção de roupas)
01
Auxiliar de costura
01
Churrasqueiro
01
Confeiteiro
02
Costureira de máquinas industriais
01
Desenhista de páginas da internet (web designer)
01
Inspetor de qualidade
01
Mecânico de manutenção de aparelhos de refrigeração
01
Padeiro
01
Supervisor de costura do vestuário
01
Supervisor de vendas no atacado
01
Vendedor porta a porta
11
Vendedor pracista
01

PESSOA COM DEFICIÊNCIA
OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Auxiliar de linha de produção
05
Estoquista
01
Operador de caixa
01
Repositor - em supermercados
02
Vendedor interno
01


[ Leia completa ]