São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Quinta-feira 24 de Julho de 2014 - Ano: VI - Edição: 2.099 - Visitas: 5.432.246 - Postagens: 23.000 - Comentários: 8.695

“A explicação de Aécio não decola”


24/07/2014 - Desde domingo, quando o repórter Lucas Ferraz contou que a Viúva construiu uma pista de pouso asfaltada no município de Cláudio (MG), a 6 km da fazenda centenária do ramo materno da família de Aécio Neves, o candidato tucano à Presidência da República ofereceu explicações insuficientes para satisfazer a curiosidade de uma pessoa que pretenda votar nele em nome do seu compromisso com a gestão e a transparência. Situações desse tipo afloram em campanhas eleitorais, e a maneira como os candidatos lidam com elas instrui o julgamento que se faz deles.

O campo de aviação de Cláudio fica a 120 km do aeroporto de Confins e a 36 km da pista bem equipada de Divinópolis. Lá estão as terras da família Tolentino, na qual nasceu Risoleta, avó de Aécio e mulher de Tancredo Neves. Ela morreu em 2003, deixando no espólio a fazenda da Mata, recanto onde seu neto às vezes se refugia. A obra custou R$ 13,9 milhões ao governo do Estado e foi concluída em 2010, quando ele o governava. No ano anterior, segundo o IBGE, a receita orçamentária realizada do município foi de R$ 26,3 milhões.

Elio Gaspari


[ Leia completa ]

Eliza Samudio está enterrada perto de aeroporto em MG, diz primo de Bruno

Jorge Rosa Sales
Jorge Rosa Sales

Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno Fernandes, disse que o corpo de Eliza Samudio, foi enterrado nas proximidades do Aeroporto Internacional Tancredo Neves


24/07/2014 - Jorge Rosa Sales, 21, primo do goleiro Bruno Fernandes, que foi condenado a 22 anos de prisão pela morte da sua ex-amante Eliza Samudio, disse que o corpo da mulher foi enterrado nas proximidades do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, situado na cidade de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. O crime ocorreu em 2010 e o corpo da modelo nunca foi localizado.

"Ela foi assassinada e enrolada em um lençol e colocada dentro de um saco plástico preto e enterrada em um buraco bem fundo escavado com trator em uma chácarazinha perto do aeroporto de Belo Horizonte", referindo-se ao aeroporto de Confins.

A declaração foi dada em entrevista veiculada nesta quinta-feira (24) ao programa Haroldo de Andrade, da Rádio Tupi, do Rio de Janeiro.

Sales, que era menor de idade na época do crime, foi condenado e cumpriu medida socioeducativa em Minas Gerais por ter sido considerado culpado no sumiço de Eliza. Ele foi solto em setembro de 2012.

Segundo Sales, o corpo foi levado ao local dentro de uma EcoEsport e ele teria ajudado a jogar terra na cova. "Eu sei chegar ao local. Eu sei ir certo porque observo bastante", disse.

Segundo ele, o local exato onde o corpo está enterrado tem como referência um coqueiro.

"Tem um pé de coqueiro, só tem esse coqueiro lá dentro. É um pé de coqueiro grande. Mesmo se não tiver esse pé, eu sei onde está", afirmou. "Assim que você entra nesse sitiozinho, [a cova] é no meio desse terreno", afirmou.


[ Leia completa ]

Depois do boneco de papelão, do aeroporto particular, Aécio lança o “cercadinho”

 Que o  PSDB  é um partido da elite, todos sabem.Sabemos também que políticos tucanos não se misturam  com o “povão”. Ou vocês,  meus queridos leitores, já viram  algum comício do PSDB?  Uma imagem publicada na imprensa nessa  semana  confirma que os tucanos não gostam de pobre. No  domingo (20), Aécio participou em Juazeiro do Norte de Missa em Ação de Graças aos 80 anos de morte do Padre Cícero Romão Batista. Até ai, não tem novidade nenhuma. De quatro em quatro anos,os tucanos viram religiosos, usam igrejas evangélicas e católicas como palanque eleitoral e abandonam depois que perdem a eleição. 
No entanto, o que chamou atenção na imagem é, um "cercadinho" isolando Aécio Neves  do restante do povo que estavam na missa - Observe a imagem


Separado por um cercadinho, Aécio vê o povão de longe...Aécio lança o "Camarote VIP" na missa

Na convenção realizada para confirmar Aécio Neves  candidato do PSDB à presidência,depois dos discursos, Aécio, Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin  e outros tucanos que estavam  no evento, foram para uma sala mais reservada bater papo, mas antes, espalharam por um salão um "bonecos de papelão"  do Aécio,  para a plateia, maioria  de pobre da periferia de São Paulo  tirar fotos.


Em 2010, quando o  tucano José Serra concorria à presidência com a presidenta Dilma,também  foi foi flagrado no  Paraná, pegando na mão de uma eleitora, mas  beijando a própria mão.


Um ano antes, em 2009, a Revista Piaui, divulgou uma mania de Serra. Ele costuma lavar as mãos com álcool depois de pegar na mão de eleitores (Leia aqui)


 Quanta diferença, hein!

Aécio não se mistura com pobre!...Será esse o motivo de Aécio ter construído seu próprio aeroporto?

Os Amigos do Presidente Lula
[ Leia completa ]

LULA MIRANDA | Candidatura Aécio claudicou: o dia em que o tucano gaguejou no JN

24 DE JULHO DE 2014

Aécio Neves pode estar demonstrando nesse episódio, sejamos honestos, ser um político ainda sem o estofo necessário para disputar uma eleição para a Presidência

A candidatura de Aécio claudicou. Tive essa nítida sensação na noite da última segunda-feira, 21.07, quando vi, na TV, o candidato gaguejar feio no Jornal Nacional no instante em que era indagado, em meio a um evento de campanha, cercado por correligionários, sobre o caso do "aeroporto" construído em terras desapropriadas de um seu tio-avô, no tempo que ainda era governador de Minas.

Foi constrangedor. Embaraçoso. Vergonhoso. Apesar de estar ali cercado por correligionários, alguns destes por sinal velhas raposas da política mineira, Aécio parecia um infante abandonado. O sorriso amarelou, o rosto empalideceu, os gestos eram como os de um afogado. A sombra do seu avô, já falecido, não poderia lhe acolher naquele momento de apuro. FHC também não estava ali, para lhe dizer o que falar ou como proceder – tampouco o “amigo” José Serra.

Repito, para aqueles que ainda não atentaram para a gravidade do episódio: Aécio Neves, candidato à Presidência pelo PSDB, gaguejou, em close up, em rede nacional, no horário nobre da TV, diante de milhões de telespectadores!

E por que teria gaguejado o candidato Aécio? Porque a denúncia era verdadeira e ele se sentiu impactado, embaraçado, quando colocado contra a parede? Ou apenas porque é ainda um candidato “verde”, sem o couro curtido ou o dorso felpudo das velhas raposas? Por que gaguejou Aécio Neves? Engasgado pela culpa?

O fato é que Aécio demonstrou, indubitavelmente, incapacidade de assimilar, impávido, com galhardia, o primeiro golpe que levou – isso, note bem, no primeiro round de uma disputa para a Presidência que anuncia-se longa e renhida.

Sempre achei Aécio um candidato fraco, inepto. E apesar de ser essa apenas uma opinião, pessoal e intransferível, talvez eu já não esteja tão sozinho assim com relação a essa minha primeira avaliação. Muito provavelmente, alguns tucanos já devem estar se questionado a essa altura, em suas reflexões mais íntimas, se escolheram de fato o homem certo para disputar a Presidência da República contra o PT.

A denúncia é grave e pode estar a nos gritar que Aécio, apesar de “verde”, digamos assim, age como se para lá de “maduro” estivesse – “maduro”, no sentido corrompido do termo, ao governar com práticas e modos anacrônicos, dos velhos coronéis. Pois, ao que indica a denúncia, se confirmada/comprovada, Aécio cometeu o velho pecado do patrimonialismo, do clientelismo. O de se utilizar da máquina e dos recursos públicos para fins privados.

O governo de Minas Gerais teria desapropriado parte de uma fazenda pertencente a um parente do então governador para ali fazer um simulacro de aeroporto – está mais para uma pista de pouso – e assim facilitar-lhe a vida e os negócios, seus e de seus parentes.

O candidato pode estar demonstrando nesse episódio, sejamos honestos, ser um político ainda sem o estofo necessário para disputar uma eleição para a Presidência, mas... Foi o escolhido pelo PSDB. E, como diziam os antigos: quem pariu Mateus que o embale.


No que interessa à sociedade, ao espírito republicano e à legalidade dos fatos, a questão será avaliada pelo Ministério Público que deverá investigar e decidir se o Aécio governador, ao desapropriar terras no pequeno município de Cláudio para a construção de um “aeroporto”, estava pensando e agindo de acordo com os interesses de Minas – ou dos seus próprios e da sua família. E, mais ainda, por fim, se os recursos dispendidos pelo Estado foram bem utilizados a serviço da coisa pública.
[ Leia completa ]

Avião com 116 a bordo cai 50 minutos após decolagem, diz oficial argelino


24/07/2014 - Avião McDonnell Douglas MD-83 da companhia aérea Air Algérie semelhante ao visto nesta foto desapareceu entre Burkina Fasso e Argélia com 116 pessoas a bordo
A companhia aérea Air Algérie perdeu contato nesta quinta-feira (24) com um de seus aviões 50 minutos após ele decolar de Uagadugu, capital de Burkina Fasso. O voo AH5017 havia partido em direção a Argel, capital argelina, mas não pousou conforme previsto. Fontes anônimas dos governos argelino e francês afirmaram que o avião caiu no Mali.

"Os serviços de navegação aérea perderam o contato com um avião da Air Algérie que voava nesta quinta-feira de Uagadugu a Argel, 50 minutos após a decolagem", anunciou a companhia aérea, cujas informações foram divulgadas pela APS, agência estatal de notícias da Argélia. A empresa afirmou ainda que ativou seu plano de emergência.

[ Leia completa ]

Charge do Bessinha


[ Leia completa ]

Mano Diógenes é executado por pistoleiros em Russas

Mano Diógenes
Mano Diógenes 

Francisco Diógenes Saldanha Filho, 45, o 'Mano Diógenes' foi executado por pistoleiros em Ruassas


24/07/2014 - Um homem foi morto na madrugada de ontem, por volta das 5h30min da manhã, em Russas (a 160 Km de Fortaleza). Francisco Diógenes Saldanha Filho, 45, o 'Mano Diógenes', que é primo de José Delano Diógenes, conhecido como 'Delaninho', suspeito de executar Idelfonso Maia Cunha, o 'Mainha', trafegava em uma motocicleta nas proximidades da CE-356, próximo ao Sítio Bom Sucesso, quando foi baleado e morto por pistoleiros.

De acordo com informações do titular da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, delegado José Junildson Rodrigues, a vítima iria até uma feira negociar carneiros. Ele estava em uma moto acompanhado de um sobrinho que transitava em outra motocicleta. Ainda na estrada, Diógenes foi abordado por suspeitos que transitavam em uma terceira moto e passaram a efetuar disparos contra a vítima.

O delegado informou que o exame balístico não foi realizado, portanto, não poderia afirmar se os disparos efetuados foram de pistola ou revólver. O sobrinho da vítima foi testemunha do crime.

Os suspeitos ainda perseguiram o parente de 'Mano Diógenes', mas ele conseguiu fugir. Durante depoimento, o rapaz afirmou que as vítimas não utilizavam armas de cano longo e repassou à Polícia Civil que o tio era proprietário de gado e não possuia inimizades. Era um homem reservado e nunca sofreu ameaças de morte. O delegado ressaltou que ainda não é possível revelar detalhes da apuração, mas disse que a Polícia já possui linha de investigação.

Em relação à ligação familiar entre Diógenes Saldanha com o primo José Delano Diógenes, conhecido como 'Delaninho', o delegado disse que não tem informações suficientes que possam revelar se o parentesco seria uma motivação para o crime.

'Mainha'

'Delaninho' foi preso no dia 1º de Junho deste ano em um shopping de Mossoró, no Estado do Rio Grande do Norte. Ele é acusado de ter cometido um homicídio em Russas e seria um dos homens mais procurados no Estado. Segundo fonte do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Civil, José Delano está sendo investigado como suspeito de ser o autor da morte de 'Mainha'.


[ Leia completa ]

Pecém Junino - 25 e 26 de Julho - Confira a programação




[ Leia completa ]

BRASIL REDUZ POBREZA EM 22% E SOBE POSIÇÃO NO IDH


Segundo ranking da ONU, país ocupa 79ª posição entre 187 países com base em renda, educação e saúde; Brasil está na faixa de países de desenvolvimento 'elevado': “O Brasil mostra uma melhora consistente da condição de vida das pessoas nos últimos 30 anos. A nível global foi um dos países que mais melhorou”, elogiou o argentino Jorge Chediek, representante residente do Pnud e coordenador do sistema ONU no Brasil; o índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos

24 DE JULHO DE 2014

Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil - O Brasil subiu no ranking mundial de desenvolvimento humano em 2013. Segundo dados divulgados hoje (24) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país ficou em 79º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no ano passado, uma posição acima da registrada em 2012. Apesar da melhora, o Brasil continua abaixo de outros países latino-americanos como Chile, Argentina, Cuba e Uruguai.

Com IDH 0,744, o país registrou a mesma nota da Geórgia (república da região do Cáucaso) e de Granada (país do Caribe). Pela metodologia das Nações Unidas, o Brasil é considerado um país de alto desenvolvimento humano por ter registrado nota acima de 0,7. O IDH varia de 0 a 1, grau máximo de desenvolvimento. Em 2013, o indicador abrangeu 187 países.

A Noruega foi o país com maior IDH no ano passado, com índice de 0,944, seguida de Austrália (0,933), Suíça (0,917) e Holanda (0,915). Em relação aos países latino-americanos, os mais bem classificados foram Chile (41º lugar, com nota 0,822), Cuba (44º, com nota 0,815) e Argentina (49º, com nota 0,808), considerados com grau muito alto de desenvolvimento humano por terem obtido nota acima de 0,8.

Na América Latina e Caribe, Uruguai (50º no ranking, com nota 0,790), Barbados (59º, nota 0,776), Antígua e Barbuda (61º, nota 0,774), Trinidad e Tobago (64º, nota 0,766), Panamá (65º, nota 0,765), Venezuela (67º, nota 0,764), Costa Rica (68º, nota 0,763), México (71º, nota 0,756) e São Cristóvão e Nevis (73º, nota 0,750) também registraram IDH mais alto que o Brasil.

Entre o Brics, grupo que reúne as cinco principais economias emergentes do mundo, o Brasil registrou o segundo melhor IDH, atrás da Rússia (57º lugar, nota 0,778). Com nota 0,719, a China ficou na 91ª posição. A África do Sul ficou em 118º no ranking (nota 0,658); e a Índia, em 135º (nota 0,586).

Apesar da melhoria de 2012 para 2013, o Brasil acumula queda de quatro posições em relação a 2008, quando estava em 75º na lista geral. De acordo com o Pnud, o IDH brasileiro melhorou em todos esses anos. No entanto, quatro países – Irã, Azerbaijão, Sri Lanka e Turquia – tiveram crescimento maior que o Brasil no período, resultando na perda de posições.

Criado em 1980, o IDH mede o desenvolvimento humano por meio de três componentes: expectativa de vida, educação e renda. Em 2013, o Brasil registrou 73,9 anos de expectativa de vida, 7,2 anos de média de estudo, 15,2 anos de expectativa de estudo para as crianças que atualmente entram na escola e renda nacional bruta per capita de US$ 14.275 ajustada pelo poder de compra.

O IDH do Brasil em 2013 subiu 36,4% em relação a 1980. Naquele ano, a expectativa de vida correspondia a 62,7 anos, a média de estudo era de 2,6 anos, a expectativa de estudo somava 9,9 anos, e a renda per capita totalizava US$ 9.154.

“O Brasil é um dos países que mais evoluíram no desenvolvimento humano nos últimos 30 anos”, disse o representante residente do Pnud no Brasil, Jorge Chediek. Ele destacou que as mudanças são estruturais e têm ocorrido em todos os governos.

Por causa de mudanças na metodologia, a série histórica do IDH foi revista. Pelo critério anterior, o Brasil tinha ficado em 85º em 2012. Com a mudança de cálculo, o país subiu para a 80ª colocação no ano retrasado.

Brasil reduziu em 22% pobreza em seis anos

O índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos, revelou hoje (24) o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Segundo levantamento do órgão, a parcela da população brasileira com privação de bens caiu de 4% para 3,1%, entre 2006 e 2012.

A fatia da população próxima à pobreza multidimensional caiu de 11,2% para 7,4%. A proporção de pessoas em pobreza severa passou de 0,7% para 0,5% na mesma comparação.

Os números constam do Relatório de Desenvolvimento Humano de 2014. Além de publicar oranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 187 países, o documento apresentou o Índice de Pobreza Multidimensional (IPM) para 91 países. Foi divulgada também a comparação do IPM com anos anteriores de 39 deles.

Diferentemente do IDH, que estima o grau de desenvolvimento com base na expectativa de vida, na renda e na educação, o IPM usa critérios mais abrangentes para avaliar o padrão de vida de um país. Esse índice leva em conta indicadores de saúde (nutrição e mortalidade infantil), educação (anos de estudo e taxa de matrícula) e a qualidade do domicílio (gás de cozinha, banheiro, água, eletricidade, piso e bens duráveis).

Outra diferença está no uso de dados nacionais. O IDH é construído com estatísticas do Banco Mundial, da Organização Mundial do Trabalho e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O Índice de Pobreza Multidimensional, no caso do Brasil, baseia-se na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo Andréa Bolzon, coordenadora do Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil, o IPM não permite a comparação entre países por causa da falta de padronização dos dados internacionais. “A melhor maneira de comparar o Brasil é com ele mesmo. Os indicadores mostram que há uma evolução significativa na redução da pobreza multidimensional.”

De acordo com ela, o principal objetivo do IPM é retratar a pobreza não apenas em função da renda. Pelos padrões internacionais, a linha de pobreza está fixada em US$ 1,25 por pessoa por dia. “O Índice Multidimensional de Pobreza procura não captar apenas a renda, mas as condições materiais de sobrevivência.”

Pelo critério tradicional de medição, o índice de pobreza no Brasil é maior que a pobreza multidimensional. De acordo com o Pnud, 6,14% da população brasileira ganhava menos que US$ 1,25 diários em 2012. No México, ocorre o contrário. A pobreza multidimensional atingia 6% da população, enquanto a pobreza com base na renda mínima afetava apenas 0,72% no mesmo ano. “O IPM, na verdade, reflete o modo de vida e a estrutura de cada sociedade”, esclarece a coordenadora.


[ Leia completa ]

FIM DE CRISE PARA DILMA, A BOLA DA VEZ ESTÁ COM AÉCIO NEVES E EDUARDO CAMPOS


No sobe e desce da eleição, presidente sai por cima em caso da compra da refinaria de Pasadena, que consumiu rios de tinta da mídia tradicional; senador tucano é surpreendido por denúncia de aeroporto feito em fazenda de seu tio-avô, em Cláudio, Minas; ex-governador de Pernambuco sofre com investigação da PGR sobre relação entre o PSB e o Pros, sob suspeição de propina; TCU isentou Dilma Rousseff por negócio feito por diretores da Petrobras; Aécio Neves se bate para explicar plenamente decisão tomada como governador de Minas Gerais; Eduardo Campos experimenta revés em seus domínios; mudanças contínuas

24 DE JULHO DE 2014

4 Para o bem ou para o mal, um dia após o outro faz mesmo muita diferença. Especialmente numa disputada eleição presidencial. É o que se vê, nesta quarta-feira 23, entre os três principais candidatos ao Palácio do Planalto.

A presidente Dilma Rousseff, que passou os primeiros quatro meses do ano pressionada pelo caso Pasadena, acaba de ultrapassar essa crise. O senador Aécio Neves, até aqui flanando na ausência de problemas sérios a resolver, encontrou uma para ele administrar no caso do aeroporto instalado na fazenda de seu tio-avô, em Cláudio, quando ele era governador do Estado. No cargo, em Pernambuco, Eduardo Campos determinou desapropriação de terrenos na Zona a Mata, mas se tornou candidato a réu em ação popular impetrada por advogado. Além disso, vai ter de administrar autorização de abertura de investigação regional, determinada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre relacionamento entre o PSB regional e A inversão de papéis se dá num momento em que, com sinais trocados, a candidata a reeleição pelo PT e o postulante pelo PSDB são vistos de maneiras díspares pelos chamados analistas de pesquisas. Enquanto Dilma passaria a enfrentar problemas para vencer em primeiro turno, Aécio seria um duro adversário na segunda volta. Antes das projeções, porém, a situação se inverteu entre eles.

Com uma decisão facilmente compressível, o Tribunal de Contas da União manteve o entendimento de que a compra da refinaria de Pasadena, pela Petrobras, deve continuar sendo investigada por suspeita de ter sido lesiva aos cofres da estatal. Mas esclareceu que a então presidente do Conselho de Administração não teve nada a ver, absolutamente nada, com evetuais maracutaias praticadas entre diretores. Hectolitros de tinta preta foram gastos pela mídia tradicional para atribuir responsabilidade à presidente no caso, mas muito menos devem ser usados para mostrar que, após investigação, ela foi isenta.

Com o senador Aécio Neves está acontecendo diferente. Até aqui, ele não enfrentou nenhum grave problema em seu passado de administrador público. Duas vezes governador de Minas Gerais, ele se surpreendeu, dias atrás, com a denúncia de que teria, no cargo, construído um aeroporto, ou pista de pouso, dentro de uma fazendo de seu tio-avô, com pagamento de R$ 1 milhão pela compra. Com duas opiniões jurídicas de peso a seu favor, dos ex-presidentes do STF Carlos Velloso e Ayres Brito, ainda assim Aécio tem de ser explicar quando gostaria de, apenas, estar atacando.

A troca de posição entre os dois primeiros colocados nas pesquisas tende a continuar, por um ou outro motivo, acontecendo. Afinal, trata-se de uma disputa que os dois lados – com o acréscimo, é claro, do tudo o que pode ser feito pelo presidenciável Eduardo Campos em termos de crescimento – consideram a mais acirrada desde 2002, quando o ex-presidente Lula chegou ao poder. Um tira-teima histórico no qual quem está por cima num dia, pode experimentar o inferno astral no outro.


[ Leia completa ]

Missão da Rússia vem visitar as instalações da fábrica de conservas que está sendo erguida em São Gonçalo do Amarante


24/07/2014 - No Ministério da Pesca e Aquicultura - o empresário Max Mapurunga – é diretor do Sindicato das Indústrias de Frio e Pesca do Ceará - acertou o envio de missão à Rússia, visando abrir o mercado do país de Putin para os pescados cearenses. À ocasião, ficou articulada também a vinda de uma missão da Rússia para conhecer o setor brasileiro e visitar as instalações da primeira fábrica de pescados em conserva do N/NE, que está sendo erguida em São Gonçalo do Amarante (CE). Enfim, o setor de pescado brasileiro se organiza para fazer frente à concorrência internacional, sobretudo asiática, com o CE na condição de protagonista da articulação. No flash, Max Mapurunga (Sindfrios), brigadeiro Átila Maia (MPA) e Ivan Shaytukhov (adido comercial da Embaixada da Rússia).


Sônia Pinheiro | O Povo
[ Leia completa ]

252 navios operaram no Porto do Pecém no primeiro semestre


24/07/2014 - No primeiro semestre deste ano, 252 navios operaram no Porto do Pecém (São Gonçalo do Amarante) e transportaram 4,2 milhão de toneladas. Isso representou um aumento de 89% em relação ao mesmo período de 2013.


Eliomar de Lima | O Povo
[ Leia completa ]

CSP - Denúncias estão em apuração

24/07/2014 - Tanto o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada (Sintepav) quanto a Posco Engenharia estão apurando denúncias de atos de violência. “Tem muita coisa que precisa apurar: agressões dos coreanos aos trabalhadores e o fato deles terem negado as brigas”, diz o presidente do Sintepav, Raimundo Nonato.

Francisco Buonafina, relações institucionais da Posco Engenharia, nega que “tenha havido ou haja” agressões dos coreanos aos empregados e diz que os trabalhadores da CSP que cometeram atos de violência ainda estão sendo levantados. Ele disse que na última greve, os 65 identificados por depredarem a obra já foram demitidos.

Em relação aos atrasos na obra, Buonafina garante que o cronograma está mantido e que, em dezembro de 2015, o auto-forno estará em funcionamento.

A delegacia de São Gonçalo do Amarante foi contatada para dizer se há Boletins de Ocorrência de ambos os lados, mas o sistema do órgão não estava funcionando. (BC).

[ Leia completa ]

Morreu Ariano Suassuna, autor de "O Auto da Compadecida", aos 87 anos

Morreu Ariano Suassuna
Morreu Ariano Suassuna

O escritor Ariano Suassuna, autor de livros como "O Auto da Compadecida" e "O Santo e a Porca", morreu nesta quarta-feira (23), aos 87 anos


23/07/2014 - O escritor Ariano Suassuna, autor de livros como "O Auto da Compadecida" e "O Santo e a Porca", morreu nesta quarta-feira (23), aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda-feira no Real Hospital Português de Recife, após sofrer um AVC hemorrágico.

O estado de saúde de Suassuna, que estava em coma e respirando com ajuda de aparelhos, teve um piora na noite de terça com queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada. Ele deu entrada na instituição às 20h de segunda com sangramento no cérebro e foi atendido também pelo médico da família que o acompanha há anos.

Na manhã de terça, o hospital divulgou boletim médico informando que o escritor foi submetido a uma cirurgia neurológica às pressas. "O quadro clínico é considerado grave, mas estável. Ariano foi submetido, na noite desta última segunda-feira, a um procedimento cirúrgico com colocação de dois drenos para controlar a pressão intracraniana, provocada por um AVC hemorrágico. Não há previsão de alta da UTI", dizia o boletim médico do hospital.

Em agosto do ano passado, Suassuna sofreu um infarto agudo do miocárdio e, semanas depois, foi internado com um quadro de aneurisma cerebral.

Suassuna é o terceiro integrante da Academia Brasileira de Letras a morrer em três semanas. No dia 3 de julho foi Ivan Junqueira e no dia 18, João Ubaldo Ribeiro. Apesar de não integrar o órgão, o escritor Rubem Alves morreu no dia 19.

Histórico

Teatrólogo e romancista, Ariano Vilar Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa, capital da Paraíba, mas mudou-se para Recife em 1942. Formado em direito e em filosofia, publicou sua primeira peça teatral, "Uma Mulher Vestido de Sol", aos 20 anos.

Entre 1952 e 1956, Suassuna dedicou-se à advocacia, sem abandonar a atividade teatral. São desta época "O Castigo da Soberba" (1953), "O Rico Avarento" (1954) e "O Auto da Compadecida" (1955), peça que o projetou em todo o país e que seria considerada, em 1962, por Sábato Magaldi "o texto mais popular do moderno teatro brasileiro".

Membro da ABL (Academia Brasileira de Letras) desde 1989 como sexto ocupante da cadeira nº 32 e doutor honoris causa da Faculdade Federal do Rio Grande do Norte, Ariano é fundador do Teatro Popular do Nordeste e do Movimento de Cultura Popular, além de idealizador do Movimento Armorial. Ele exerceu, entre outros cargos públicos, o de secretário de Cultura de Pernambuco, durante o terceiro governo de Miguel Arraes.


Leia mais no UOL
[ Leia completa ]

Juiz aposentado capota carro e é preso suspeito de matar a mulher


Juiz aposentado de Minas Gerais foi preso na manhã desta quarta-feira em Osório, no litoral do Rio Grande do Sul, por suspeita de matar a mulher


 23/07/2014 - Juiz aposentado de Minas Gerais foi preso na manhã desta quarta-feira em Osório, no litoral do Rio Grande do Sul, por suspeita de matar a mulher na noite anterior em Restinga Seca, no centro do Estado. Francisco Eclache Filho, 65 anos, foi detido após sofrer um acidente na BR-101.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o magistrado capotou o automóvel Uno que conduzia no km 74,6 da rodovia por volta das 7h. "Ele foi atendido no hospital e durante os trâmites a PRF verificou que ele era procurado pela Brigada Militar de Restinga Seca. Depois de ser medicado foi trazido para a delegacia para confirmar a informação", explicou o delegado Gustavo Brentano.

Segundo a polícia, na noite de ontem Eclache atirou e matou a mulher, a servidora pública aposentada Madalena Dotto Nogara, 55 anos, na casa onde moravam em Restinga. Pelo menos três tiros acertaram a vítima. Marcas de outros dois foram encontrados pela perícia na residência.  

Em depoimento, o juiz aposentado contou que os dois haviam se conhecido há cerca de um ano pela internet e moravam juntos há sete meses. "Um pouco em Restinga, um pouco em Minas Gerais", disse Brentano. O delegado contou que o juiz aposentado confessou que matou a mulher. A motivação, no entanto, é investigada pela polícia. "A história está estranha. Ele mesmo disse que não sabe o motivo do crime. (...) Ele falou que estava manuseando a arma e aconteceu o fato", relatou. "Em alguns momentos ele parecia tranquilo, em outros arrependido, sabia que tinha acabado com a vida dele", completou o delegado.

A delegada de Restinga, Elizabete Shimomura, afirmou que possivelmente Eclache estava fugindo para Minas Gerais quando sofreu o acidente. Não havia registros na polícia de violência doméstica entre o casal. A morte de Madalena foi descoberta após o juiz avisar um amigo. "O autor ligou para uma pessoa conhecida e disse que tinha um cadáver na casa e que a esposa estava morta e era para ligar para a Brigada Militar", informou.

Ao chegarem na residência, por volta das 3h30 desta quarta, policiais já encontraram Madalena morta. A delegada disse que na residência mora também a mãe da vítima, uma idosa com problemas físicos e que não percebeu nada porque estaria acamada e dormindo. A polícia solicitou a prisão preventiva do suspeito.


[ Leia completa ]

Datafolha X Ibope: 10 milhões de votos de diferença entre um e outro, dá para acreditar?


O QUE EXPLICA A DIFERENÇA ENTRE IBOPE E DATAFOLHA?

Intenções de voto captadas pelos dois institutos de pesquisa para primeiro turno coincidem; grande diferença está na simulação de segundo turno; enquanto o Datafolha, de Mauro Paulino, aponta empate técnico entre a presidente Dilma Rousseff (PT), com 44%, contra 40% de Aécio Neves, e vitória de apenas sete pontos entre Dilma e Campos, no Ibope, de Carlos Augusto Montenegro, Dilma vence com distância nos dois cenários: 41% contra 33%, contra Aécio, e 41% contra 29%, contra Campos; ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira que, entre um e outro levantamento, "deve dar uma diferença de 10 milhões de votos"; "Tá muito longe", afirmou

23 DE JULHO DE 2014

Nas últimas eleições municipais, o instituto Datafolha cometeu um dos erros mais grosseiros de sua história. Na véspera da eleição, divulgou uma pesquisa com empate triplo em primeiro lugar – José Serra (PSDB) com 28%, Celso Russomano (PRB) com 27% e Fernando Haddad (PT) com 24% -, quando na verdade apenas dois se classificaram, Serra (30,75%) e Haddad (28,98%), e o terceiro, Celso Russomano, mal deu torcida (21,6%). Agora, nesta eleição presidencial, os resultados do Datafolha começam a despertar dúvidas desde cedo.

Na pesquisa divulgada na última quinta-feira 17, o levantamento do Datafolha mostra a presidente Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto, o candidato do PSDB, Aécio Neves, com 20%, e Eduardo Campos (PSB) com 8%. Os números são bastante similares, considerando o empate técnico, com os do Ibope divulgados na noite desta terça-feira 22. Nessa mostra, Dilma tem 38%, Aécio, 22%, e Campos mantém os 8%.

A grande diferença está na simulação de segundo turno. Enquanto o Datafolha registra empate técnico entre Dilma (com 44% das intenções de voto) e Aécio (com 40%), e uma pequena distância entre Dilma (45%) e Campos (38%), o Ibope aponta vitória distante da petista nas duas hipóteses, quando enfrenta o senador tucano (41% contra 33%) e quando disputa com o ex-governador de Pernambuco (41% contra 29%).

O próprio Planalto reagiu com estranheza ao Datafolha da semana passada, conforme noticiou Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania. Segundo ele, a pesquisa foi recebida "com espanto e até com indignação" pela equipe do governo Dilma, que questionou, por exemplo, a lógica de o candidato do PSDB ficar estacionado no primeiro turno e ganhar 20 pontos percentuais em um eventual segundo turno, enquanto a petista só ganharia oito.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta quarta-feira 23 ver uma grande diferença entre os dois levantamentos e ressaltou que "pesquisa eleitoral não conclui nada". "As pesquisas nos deixam um pouco sem ter condição de concluir. Se você olhar o Datafolha e o Ibope deve dar uma diferença de 10 milhões de votos entre um e outro. Tá muito longe. Como não sou pesquisador, eu fico olhando isso. Serve para a gente refletir, mas pesquisa não conclui nada", afirmou.


[ Leia completa ]

Quem vazou a informação do aeroporto do Aécio?


23/07/2014 - Uma pergunta se alastrou pela internet depois que a Folha publicou a informação de que Aécio mandara construir – ou reformar, segundo ele – um aeroporto numa fazenda de um tio. (Ele afirma que a fazenda já não era do tio quando recebeu a obra.)

Quem vazou?

É um caso antigo, de alguns anos. Não é um fato novo, propriamente. Por que isso não apareceu antes?

A informação não foi fruto de um trabalho de investigação jornalística da Folha.

Alguém passou ao jornal a informação. É assim que as coisas funcionam. Ao contrário do que as mentes ingênuas e românticas acreditam, os maiores furos jornalísticos quase não envolvem repórteres, editores, subeditores, fotógrafos e quem mais for.

Tudo se resume na entrega, para o veículo certo, de um dossiê que comprometa alguém.

Carlinhos Cachoeira é um símbolo disso, com os escândalos que forneceu à Veja. Pode-se dizer que nenhum repórter da Veja, nos últimos anos, foi tão produtivo quanto Cachoeira.

Quem viu House of Cards conhece o mecanismo que leva alguns políticos ao topo, e muitos ao abismo.

Na série, furioso por não ter recebido o cargo prometido pelo novo presidente americano, Francis Underwood vai passando informações comprometedoras sobre desafetos até chegar à Casa Branca.

Alguém entregou Aécio, isto é fato.

Mas quem?

Os internautas se agitaram em torno dessa pergunta.

O primeiro suspeito, nas especulações, é o suspeito de sempre: Serra. Em torno de Serra se construiu a lenda – ou a realidade, para muitos – de que ele é um mestre em produzir dossiês antiadversários.

Mas há pontas soltas nesta hipótese.

Se Serra tinha a informação, por que ele não a vazou quando disputava com Aécio a indicação do PSDB para as eleições presidenciais?

Alguns meses atrás, o aeroporto poderia ser fatal para as pretensões de Aécio de ser o candidato.

É de supor que, se Serra soubesse da história, se movimentaria na hora certa. É um homem inteligente.

Ou seria ele tão vingativo que, mesmo tendo acesso tardiamente a um dado letal para seu rival, optaria por vazá-lo mesmo sem outro proveito pessoal que não a desgraça alheia?

Muitos internautas apostam em Serra, com todas as ponderações que tornam seu nome fraco como suspeito.

A fama, a obra de Serra são maiores que a vulnerabilidade da hipótese de que foi ele o responsável pelo vazamento.

Pessoalmente, não acredito que tenha sido ele. A falta de um benefício claro para Serra do vazamento o inviabiliza, em meus esforços dedutivos, como suspeito.

Terá sido alguém do PT?

Não acredito. As relações entre o PT e as grandes empresas de mídia são muito ruins para que alguém do partido confiasse que um jornal como a Folha publicasse a denúncia.

Haveria o temor, imagino, de que a Folha não apenas rejeitasse o dossiê como o usasse contra o autor. E se Folha dissesse numa manchete que o PT tentara incriminar Aécio?

Toda a mídia cairia matando em cima do PT. Logo surgiria a velha pergunta: “Lula sabia?” O Jornal Nacional encontraria motivos para dar o assunto dias, semanas seguidas.

Haveria, em suma, a movimentação em massa que não existiu no caso do aeroporto. A mídia dá – esconde é um verbo melhor — o mínimo necessário para não passar vergonha.

Alguém viu uma matéria decente sobre a fazenda em si, por exemplo? Ou algum perfil sobre o tio de Aécio?

Se foi Serra – repito: acho que não foi – ele deve estar frustrado com a repercussão.

Seja quem for que tenha vazado, ele pôde comprovar uma máxima do jornalismo brasileiro destes tempos: denúncia só é boa quando é contra um petista.

[ Leia completa ]

Homem é preso com bananas de dinamite e submetralhadora


23/07/2014 - Por volta das 11h30 da manhã de hoje (23), no km 302 da BR-116, agentes da Policia Rodoviária Federal de plantão na Unidade Operacional de Jaguaribe abordaram um ônibus da empresa Itapemirim que fazia o itinerário São Paulo x Fortaleza, Ao realizar a verificação das pessoas e bagagens, a equipe encontrou uma bolsa no bagageiro do ônibus contendo uma submetralhadora e dois carregadores sem munição, além de quatro bananas de dinamite. Após averiguação juntos aos passageiros, constatou-se que todo o material encontrado pertencia a um homem de 28 anos. Durante entrevista, ele confessou aos policiais que receberia mil reais para entregar o armamento e os explosivos a uma pessoa na Rodoviária Engenheiro João Tomé, em Fortaleza. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao infrator e ele foi encaminhado à Delegacia Regional de Jaguaribe.

No mesmo veículo, ainda foi encontrada uma caixa de papelão contendo 5 caixas de Iphone 5S contendo aparelho, e outras cinco vazias. Além disso, também foram encontradas 25 caixas, contendo cada uma 30 unidades de óculos, totalizando aproximadamente 750 óculos sem nota fiscal. Toda esta mercadoria estava sem nota fiscal, apenas com documentação indicando remetente de São Paulo e destinatário em Fortaleza. Todo o material encontrado foi encaminhado à Delegacia Regional de Jaguaribe.


[ Leia completa ]

No Ceará é assim, Dilma Rousseff, aparece com 62% das intenções de voto em pesquisa do Ibope


No Ceará, a candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, aparece com 62% das intenções de voto. Aécio Neves (PSDB) é citado por 10% dos eleitores, Eduardo Campos (PSB) está com 6%


23/07/2014 - A primeira pesquisa após as convenções partidárias que definiram, oficialmente, os candidatos da disputa deste ano, aponta o nome do senador Eunício Oliveira (PMDB) como o preferido do eleitorado cearense para ser o futuro governador do Estado. A pesquisa foi contratada ao Ibope pela Televisão Verdes Mares, integrante do Sistema Verdes Mares, para registrar a manifestação do eleitorado sobre os candidatos a governador e senador da República.
Na disputa pela vaga de senador da República, o candidato do PSDB, Tasso Jereissati, se as eleições fossem hoje, teria a maioria absoluta dos votos dos cearenses, seguido do candidato do PROS, Mauro Benevides. A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição teria 62% dos votos, contra 10% do segundo colocado, o candidato tucano Aécio Neves.
A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 20 de julho, ouvindo um total de 1.204 eleitores. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará sob o número CE-00010/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo nº 00233/2014.

Segundo o relatório apresentado pelo Ibope, o candidato Eunício Oliveira (PMDB) apresenta 44% das menções na disputa pelo Governo Estadual. Camilo Santana (PT) aparece em segundo lugar com 14% das citações. Eliane Novais (PSB) e Ailton Lopes (PSOL) completam o quadro com 6% e 3%, respectivamente.

Rejeição

A proporção dos que declaram intenção de votar em branco ou anular o voto é de 16%, enquanto os indecisos chegam a 18% dos eleitores cearenses. A primeira pergunta, apresentou a relação de candidatos. Na pergunta espontânea, ou seja, sem a apresentação do disco com os nomes dos candidatos, Eunício registra 7% das intenções de voto, ao passo que Camilo obtém 4%.

Os demais candidatos são citados por menos de 1% dos eleitores cada. Nesta pergunta, 76% dis eleitores cearenses dizem estar indecisos quanto ao voto para governador, uma proporção comum no início de campanha, diz o relatório da pesquisa, acrescentando que isso ocorre em razão de os eleitores ainda não conhecerem todos os candidatos. Outros 9% dos eleitores declaram a intenção de votar em branco ou anular o voto.

Quando perguntados em quais candidatos não votariam de jeito nenhum, os eleitores citam três candidatos em incidências semelhantes: Camilo Santana tem 24%, Ailton Lopes é citado por 23% e Eliane Novais apresenta 22%. Eunício Oliveira é preterido por 14% dos entrevistados. Declararam que poderiam votar em todos os candidatos 16%, enquanto 31% dizem não saber ou não responderam a pergunta.

Senado e Presidente

Para o cargo de senador, Tasso Jereissati (PSDB) aparece com 58% das intenções de voto. Mauro Filho (PROS) está com 14%, Raquel Dias (PSTU) é citada por 5% e Geovana Cartaxo (PSB) é mencionada por 2%. Entre os entrevistados 11% têm intenção de votar em branco ou anular o voto e 10% estão indecisos, diz o relatório.

No Ceará, a candidata à Presidência da República pelo PT, Dilma Rousseff, aparece com 62% das intenções de voto. Aécio Neves (PSDB) é citado por 10% dos eleitores, Eduardo Campos (PSB) está com 6%, Pastor Everaldo (PSC) tem 4% e Zé Maria (PSTU) apresenta 1º. Também constavam do disco apresentado aos entrevistados os seguintes nomes que não obtiveram menções suficientes para alcançar 1º: Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL), Mauro Iasi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Eduardo Jorge (PV). Brancos e nulos são 7% e indecisos 9%.

Leia mais no Diário doNordeste


[ Leia completa ]

IBOPE: DILMA MANTÉM DIANTEIRA EM 1º E 2º TURNOS





Pesquisa Ibope, divulgada nesta terça (22), apresenta cenário mais favorável à presidente Dilma Rousseff (PT) do que o último Datafolha; na disputa pelo segundo turno, Dilma vence nos dois cenários: ela soma 41% tanto quando enfrenta Aécio (que fica com 33%) quanto quando o adversário é Campos (que soma 29%); no entanto, avaliação do governo segue em baixa: apenas 31% avaliam como ótimo e bom; sobre a forma da presidente Dilma governar, aprovação é de 44%; confira todos os dados
23 DE JULHO DE 2014

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (22) pelo Jornal Nacional, da TV Globo, mostrou que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, tem 38% dos votos. Em segundo lugar aparece o candidato do PSDB a presidente do país, senador Aécio Neves, com 22% das intenções de votos. O ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, candidato a Presidência pelo PSB, aparece com 8% dos votos. O Pastor Everaldo tem 3%.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em junho, Dilma aparecia com 39%, Aécio com 21% e Campos com 10%. O candidato do PSC, Pastor Everaldo, alcançou 3% das intenções de voto, mesmo percentual do levantamento anterior.

Confira abaixo os números do Ibope, segundo a pesquisa estimulada, em que os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor (os candidatos que aparecem com 0% são os que tiveram menos de 1% das menções cada um):

- Dilma Rousseff (PT): 38%
- Aécio Neves (PSDB): 22%
- Eduardo Campos (PSB): 8%
- Pastor Everaldo (PSC): 3%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Zé Maria (PSTU): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
- Branco/nulo: 16%
- Não sabe/não respondeu: 9%

O Ibope fez a pesquisa entre as últimas sexta (18) e segunda (21). O instituto ouviu 2.002 eleitores em 143 municípios. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00235/2014.

Pesquisa espontânea

Na parte da pesquisa em que os entrevistadores do Ibope simplesmente perguntaram ao eleitor em quem votará (sem apresentar a ele a relação dos candidatos), 26% mencionaram Dilma. Veja abaixo:

- Dilma Rousseff: 26%
- Aécio Neves: 12%
- Eduardo Campos: 4%
- Outros: 2%
- Brancos/nulos: 17%
- Não sabe/não respondeu: 39%

Segundo turno

O Ibope fez simulações de segundo turno entre Dilma e Aécio e entre Dilma e Campos. Os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff: 41%
- Aécio Neves: 33%
- Branco/nulo: 18%
- Não sabe/não respondeu: 8%
- Dilma Rousseff: 41%
- Eduardo Campos: 29%
- Branco/nulo: 20%
- Não sabe/não respondeu: 10%

Rejeição

A pesquisa aferiu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum. Dilma tem a maior rejeição e Eduardo Jorge, a menor:

- Dilma Rousseff: 36%
- Aécio Neves: 16%
- Pastor Everaldo: 11%
- Zé Maria: 9%
- Eduardo Campos: 8%
- Eymael: 8%
- Levy Fidelix: 8%
- Luciana Genro: 6%
- Mauro Iasi: 6%
- Rui Costa Pimenta: 6%
- Eduardo Jorge: 5%
- Poderia votar em todos: 13%
- Não sabe/não respondeu: 17%

Expectativa de vitória

De acordo com o Ibope, 54% dos entrevistados (independentemente da intenção de voto) acham que o futuro presidente da República será Dilma Rousseff; 16% opinaram que será Aécio Neves; 5% acreditam que será Eduardo Campos.

Desejo de mudança

Aumentou do desejo de mudança do eleitorado em relação à pesquisa anterior. No levantamento anterior, de maio, 65% diziam que gostariam de mudar tudo ou quase tudo no governo. Agora, os mudancistas são 70%. Eles se dividem em dois grupos: 29% gostariam que o próximo presidente mudasse totalmente o governo do País (eram 30% em maio), e outros 41% querem que o próximo governante mantenha alguns programas mas mude muita coisa – ante 35% na pesquisa anterior.

Segundo 18% dos eleitores, o próximo presidente deveria fazer poucas mudanças e manter muitas coisas – ante 21%. Para 10%, a próxima gestão deveria dar total continuidade ao atual governo. Os que queriam total continuidade eram 9% em maio.

Situação econômica

A maior parte dos eleitores classifica a atual situação econômica do Brasil como regular. É a opinião de 48%, segundo o Ibope. Partes equivalentes avaliam que a economia está boa ou ótima (24%), ou julgam que, ao contrário, a situação econômica está ruim ou péssima (25%).

O Ibope também perguntou aos eleitores sobre suas expectativas para a economia do País em 2015. A maior parte (41%) acredita que a situação estará no próximo ano igual a como está hoje. Outros 34% acreditam que estará melhor, e 18%, que ficará pior do que em 2014.

Avaliação do governo Dilma:

Bom/Ótimo - 31%

Regular - 36%

Ruim/Péssimo - 33%

Forma de governar de Dilma

Aprovam - 44%

Desaprovam - 50%

A sondagem foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".


[ Leia completa ]