São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 18 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.221 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Líderes do Centrão ameaçam largar Temer se tucanos mantiverem ministérios

Foto: Marcos Corrêa/PR

18/08/2017 - A propaganda televisiva do PSDB não desagradou apenas aos tucanos; a critica ao “presidencialismo de cooptação” ampliou a pressão do centrão para que o Planalto expurgue os tucanos; líderes do centrão dizem que Temer está refém de um partido que tem quatro ministros e, ainda assim, vai à TV jogar pedra no governo; o fecho do discurso é o aviso de que, sem resposta à altura, Temer deve rezar para não ser alvo de nova denúncia.

[ Leia completa ]

Propaganda do PSDB exibida na televisão e no rádio na noite de ontem acabou de implodir o já dividido tucanato


A propaganda do PSDB exibida na televisão e no rádio na noite de ontem acabou de implodir o já dividido tucanato; a reiterada repetição da frase "o PSDB errou" e as críticas ao governo e ao modelo presidencialista não foram bem aceitas por vários segmentos do partido; ministros e deputados tucanos fizeram uma série de críticas ao presidente interino da sigla, Tasso Jereissati (PSDB-CE), o responsável pela peça; há forte pressão para exigir sua deposição do posto; alguns deputados do PSDB contrários ao teor do programa comentaram que estão dispostos a interpelar Tasso na Justiça devido ao conteúdo do programa; o chanceler Aloysio Nunes disse que o programa é uma “crítica vulgar” e que deve ter levado o PT às gargalhadas; ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), afirmou, em nota, que a publicidade é injusta com a “história do partido”, que teria optado por um caminho de “recuperação do país”


18 DE AGOSTO DE 2017

A "autocrítica" do PSDB veiculada ontem à noite na televisão e no rádio caiu como uma bomba atômica no tucanato.

A propaganda partidária exibida pelo PSDB na noite desta quinta-feira (17) desencadeou nova grave crise dentro da legenda. Ministros e deputados tucanos fizeram uma série de críticas ao presidente interino da sigla, Tasso Jereissati (PSDB-CE), o responsável pela peça. Há forte pressão para exigir sua deposição do posto.

O chanceler Aloysio Nunes disse que o programa é uma “crítica vulgar” e que deve ter levado o PT às gargalhadas. O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), afirmou, em nota, que a publicidade é injusta com a “história do partido”, que teria optado por um caminho de “recuperação do país”. O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) foi além e sustentou que Tasso “não une mais o partido”.

A propaganda tucana critica o que chama de “presidencialismo de cooptação” e exibe imagens de um bonequinho vestido com a faixa presidencial entregando blocos a deputados, representados por figurinhas com cifrões no lugar dos olhos.

As informações são do Painel da Folha de S.Paulo.

Segundo a Coluna do Estadão, um grupo de deputados tucanos afirmou, em um grupo de WhatsApp, que pretende interpelar Tasso Jereissati na Justiça por conta do programa.

Brasil 247
[ Leia completa ]

Desmonte é com Michel Temer: Governador Camilo Santana (PT) do Ceará vai dar salário mínimo para estudantes universitários


Enquanto o governo Temer promove o maior desmonte das universidades já visto na história do país, o governador Camilo Santana, do Ceará, vai no caminho contrário e regulamenta bolsas para estudantes da rede pública que ingressarem no ensino superior


17/08/2019 - O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou na última terça-feira (15) que sancionou uma lei que vai pagar um salário mínimo (R$937) a estudantes da rede pública que ingressarem no ensino superior.

Santana deu a notícia em um bate papo com internautas através de uma transmissão em seu Facebook. De acordo com o governador, para receber o benefício, o estudante deve ter cursado todo o Ensino Médio em escolas públicas, ser membro do programa Bolsa Família e ter conseguido uma média de pelo menos 560 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Esta é uma importante conquista para a educação do nosso estado. Estou muito feliz com este momento. Quero dizer a todos os alunos do Ceará que não desistam do sonho do curso superior”, disse o petista.

A iniciativa vai na contramão das políticas de austeridade do governo Temer que vêm causando, como efeito, um verdadeiro desmonte das universidades no país. Os cortes de verbas do governo do peemedebista vem ameaçando até mesmo o funcionamento da maior parte das universidades brasileiras, a exemplo da UERJ que teve, inclusive, as aulas suspensas. Outras, como a USP, vivenciam constantemente paralisações de professores e funcionários que há anos não têm reajuste salarial.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


[ Leia completa ]

Golpe liderado por Aécio Neves, Eduardo Cunha e Michel Temer destrói 15 anos de superávits fiscais

Beto Barata/PR





17/08/2017 - Toda a economia feita pelo governo brasileiro desde 1999 a 2014, passando pelos governos FHC, Lula e Dilma, foi jogada fora pela conspiração liderada por Aécio Neves, Eduardo Cunha e Michel Temer; confirmada a nova meta fiscal do governo, o Brasil somará deficits que anularão todo o esforço fiscal acumulado desde o início da adoção das metas de superávit primário, em 1999; o resultado será a explosão da dívida interna, que deve ultrapassar 90% do PIB.

[ Leia completa ]

RIBAMAR FONSECA | Para mudar o Brasil é preciso também uma reforma do Judiciário

Jornalista e escritor

16 de Agosto de 2017

"Errar é humano", diz um velho axioma usado para justificar equívocos dos homens, mas existem alguns seres humanos que tem o dever de não errar ou errar menos. São, entre outros, os médicos e juízes, porque da decisão deles depende a vida de muita gente. O médico, se errar no diagnóstico ou numa cirurgia, pode levar o paciente à morte física, enquanto o magistrado pode decretar a morte moral de uma pessoa se expedir uma sentença errada. A diferença entre ambos é que no caso do esculápio o erro é involuntário, fruto às vezes de um problema físico ou falta de treinamento, enquanto no caso do juiz o erro pode ser calculado. E temos assistido nos últimos tempos decisões judiciais que fogem a qualquer tipo de lógica ou bom senso, parecendo contrariar à mais simples ideia de justiça. Na verdade, algumas decisões se mostram destituídas de qualquer fundamento jurídico, sem provas, revelando-se claramente políticas, escandalizando a comunidade jurídica nacional e internacional. E, o que é mais grave, sem o devido reparo pelas instâncias superiores do Judiciário.


Apenas a título de ilustração, relacionou-se alguns casos recentes de decisões estranhas: a Justiça de Minas suspendeu o processo contra os responsáveis pelo maior crime ambiental do país, da Samarco; um juiz do Pará libertou os policiais acusados do massacre de 10 posseiros no interior do Estado; uma desembargadora de Mato Grosso soltou o filho preso por tráfico de drogas; a Justiça paulista liberou o aumento de velocidade nas marginais, onde cresceu o número de acidentes com mortes; e um magistrado de Brasilia cassou a liminar que suspendia o aumento do preço dos combustíveis. As surpreendentes decisões do Judiciário, no entanto, não param por aí. A Procuradoria Geral da República decidiu agora desarquivar uma investigação contra o ex-presidente Lula relacionada ao antigo caso do chamado "mensalão", ao mesmo tempo em que recusou delação da Andrade Gutierrez que acusava o senador Aécio Neves, simplesmente porque não citou o líder petista. Aécio, aliás, que responde a pelo menos nove inquéritos por corrupção, também foi inocentado pela Policia Federal no processo que apura o desvio de recursos de Furnas, apesar das denúncias. E o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, negou ação da defesa de Lula pedindo a suspeição do juiz Sergio Moro, na condução dos processos da Lava-Jato, onde tem se revelado mais acusador do que magistrado.

A Justiça brasileira, na realidade, se desacreditou desde que apoiou, disfarçadamente, o golpe que destituiu a presidenta Dilma Roussef. E continua em queda livre no conceito do povo porque não faz absolutamente nada para mudar a sua imagem deteriorada, sequer faz algo para conter abusos, especialmente do juiz Sergio Moro, que faz o que bem entende sem receber uma advertência. A perseguição movida por ele contra Lula é percebida até da Alemanha, de onde são emitidas manifestações de repúdio ao seu comportamento parcial, mas o Supremo finge que não vê para não ter que puni-lo. Do mesmo modo, também fecha os olhos para não ver os excessos praticados pelo presidente golpista Michel Temer, que comprou votos de deputados à vista de todos. Há tempos que a Constituição vem sendo rasgada, pisoteada e cuspida sob os olhares complacentes da Corte Suprema, mas a sua presidenta, ministra Carmem Lucia, contrariando esse visível comportamento leniente do STF, afirmou num evento promovido pela Rádio Jovem Pan, em São Paulo, que "precisamos dar resposta coerente ao que a sociedade espera do judiciário". Precisamos, quem? Quando?

Periodicamente a presidenta do Supremo sai da sua inércia e do seu mutismo para falar bonito, mas inteiramente fora da realidade, como se ela não fosse a autoridade máxima do Poder Judiciário. Ela disse no mesmo evento que "o Brasil precisa ser mudado para o Brasil que está previsto desde o preâmbulo da Constituição, no qual a solidariedade, a fraternidade e as liberdades sejam devidamente respeitadas, o que não vem acontecendo". Ora, todo mundo sabe que o Brasil precisa ser mudado, mas o que ela já fez até agora para isso? Ela admitiu que a solidariedade, a fraternidade e as liberdades não estão sendo respeitadas, mas por que não faz absolutamente nada para impedir o desrespeito? Ela disse ainda que "quero mudar o Brasil para ele ser o que está na Constituição". Como pensa fazer isso se até hoje não moveu um dedo nesse sentido? Se como presidenta do STF ela se tornou mera espectadora de tudo o que está acontecendo no país, inclusive na órbita do Judiciário, de que modo pretende promover essa mudança? Será que ela já está pensando em assumir a Presidência da República?

Na verdade, para que haja efetivamente mudança não basta a reforma trabalhista, política e da previdência. É preciso, sobretudo, uma reforma do Judiciário, a começar pelo endurecimento das exigências para nomeação de um juiz. Apenas a aprovação em concurso não pode transformar o juiz num semi-deus, com poderes maiores até do que do Presidente da República, que é a autoridade máxima de um país. Hoje um juiz de primeira instância anula até atos do Chefe do Executivo, manda invadir a sede de outro poder (como aconteceu no Senado) e prender deputados e senadores, que foram eleitos pelo povo. Os ministros do Supremo são nomeados pelo Presidente da República, mas depois de empossados passam a ter mais poder do que ele. Um ministro do Supremo anula o ato do Presidente que o nomeou, mas o Presidente não anula o ato de um ministro do Supremo. É preciso, também, acabar com a vitaliciedade dos integrantes dos tribunais superiores. Se os ocupantes dos cargos do Executivo e do Legislativo têm mandato, por que os do Judiciário não podem ter? O Senado, aliás, acaba de aprovar um mandato de dez anos para os ministros dos tribunais superiores. Deveria ser de oito anos, como dos senadores. Essa lei permitirá a renovação da cúpula do Judiciário, como acontece no Executivo e no Legislativo. Nada mais justo.


Brasil 247
[ Leia completa ]

Folha descobriu que São Paulo está abandonada e que a cidade é comandada a distância por um prefake



"Cadê o prefeito?", questiona a Folha de S.Paulo, em ampla reportagem sobre uma metrópole abandonada, cheia de buracos e com semáforos quebrados; a resposta é óbvia: João Doria, do PSDB, que se vende como João Trabalhador, abandonou o cargo e passou 30% de seu tempo viajando, fazendo campanha antecipada para a presidência da República; ontem, ele esteve em Natal (RN), onde foi escrachado, depois de receber uma ovada em Salvador (BA); na cara dura, Doria disse que pode administrar São Paulo à distância; ou seja: a maior cidade do Brasil tem um "prefake", também chamado de ViajanDoria


17 DE AGOSTO DE 2017

A Folha de S.Paulo publica nesta quinta (17) uma longa reportagem sobre o abandono de São Paulo por parte do prefeito, João Doria, que segue viajando pelo Brasil, em dias úteis, cumprindo agenda para se cacifar para tentar se lançar candidato à Presidência em 2018.

PUBLICIDADE

"Desde que assumiu o cargo, há quase oito meses, Doria não conseguiu mudar o cenário geral de semáforos quebrados, praças e parques com falhas de zeladoria e ruas e avenidas esburacadas.

Nesta semana, ele reservou dois dias para agendas em outros Estados, o que ajuda a projetar seu nome no cenário nacional com vistas à eleição do ano que vem.

Doria trava disputa silenciosa com o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), seu padrinho político.

Na segunda, enquanto o tucano visitava Palmas, e nesta quarta-feira (17), quando esteve em Natal (RN), a Folha acompanhou a rotina da capital e ouviu moradores afetados por uma série de problemas. Em linhas gerais, ao serem informados sobre as viagens do tucano, eles cobraram um Doria prefeito e 'gestor da cidade.'

Pesquisa Datafolha realizada em abril mostrou que a maioria dos moradores (55%) da cidade rejeitava a possibilidade de o prefeito deixar o cargo no ano que vem para ser candidato a governador ou a presidente.

Por isso, ainda na segunda-feira à noite, diante de cobranças nas redes sociais, ele publicou um vídeo para dar explicações sobre a agenda lotada em Palmas. Ele diz ter viajado a fim de buscar exemplos para São Paulo na área de educação, bancando as viagens do seu próprio bolso.

Na mensagem, ele mostrou seu smartphone e disse ser possível comandar a maior cidade do país a distância."

Para o cientista político Marco Antonio Teixeira, da FGV, a imagem dele pode ser afetada com essas viagens."

As informações são de reportagem de Artur Rodrigues e Giba Bergamin da Folha de S.Paulo.


[ Leia completa ]

Globo que apoiou o golpe, agora aponta o tamanho do rombo de R$ 500 bi

Reprodução/Midia Ninja/Reuters



16/08/2017 - Grupo de mídia comandado por João Roberto Marinho estampa em seu site que o Brasil produzirá um rombo de meio trilhão de reais até 2020, expondo a falência da política econômica de Michel Temer e Henrique Meirelles; em seu primeiro mandato, a presidente legítima Dilma Rousseff fez superávits de R$ 292 bilhões; depois disso, passou a ser sabotada e não conseguiu mais governar; deposta pela acusação de "pedaladas fiscais", Dilma já teria ajustado as contas se não tivesse sido vítima de um golpe incentivado pela Globo, que agora deve desculpas ao País.

[ Leia completa ]

Bar do Zé Martins em São Gonçalo apresenta #GERA-SGA - neste Sábado 19/08/2017

Clique na imagem para ampliar


[ Leia completa ]

Lula dispara e cresce seis pontos percentuais após a condenação injusta de Sérgio Moro


16/08/2017 - Nova pesquisa sobre a sucessão presidencial, feita pelo instituto DataPoder360, revela que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cresceu seis pontos percentuais entre julho, mês em que foi condenado pelo juiz Sergio Moro, e agosto, passando de 26% para 32%; o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) também cresceu, passando de 21% a 25%, e se consolidou na segunda posição, no cenário em que Geraldo Alckmin, com 4%, é o candidato do PSDB; se a alternativa tucana for João Doria, Bolsonaro também passa ao segundo turno, mas com 18%; pesquisa revela o desaparecimento de Marina Silva, que caiu de 12% a 3%.

[ Leia completa ]

Oportunidades de empregos em São Gonçalo do Amarante 16/08/2017



OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Chefe de garagem (transporte rodoviário)
01
Cozinheiro geral
01
Eletrotécnico
01
Estoquista
08
Gerente comercial
01
Instrutor de informática
01
Marinheiro auxiliar de convés (marítimo e aquaviario)
08
Mecânico de veículos
01
Motorista carreteiro
04
Motorista de ônibus urbano
01
Operador de guindaste (fixo)
02
Operador de movimentação e armazenamento de carga
01
Psicólogo do trabalho
01
Recepcionista atendente
01
Supervisor de vendas comercial
08
Técnico de laboratório industrial
01
Técnico instrumentista
01
Vendedor pracista
01

PESSOA COM DEFICIÊNCIA
OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Auxiliar de linha de produção
13

Os interessados devem procurar a unidade do SINE/IDT

Em São Gonçalo do Amarante
Av. Coronel Neco Martins, 236 - Centro - Fone :(85) 3315.7369

Em Pecém
Rua Rua Francisco Câncio, S/N - Centro - Fone :(85) 3315.1375

As informações sobre as vagas não são dadas por telefone. Todas as informações estão sujeitas à alteração. 



Fonte: Sine/IDT
[ Leia completa ]

Oportunidades de empregos em Caucaia 16/08/2017



OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Acabador de mármore e granito
01
Analista químico
01
Arquivista de documentos
02
Barman
01
Churrasqueiro
01
Costureira de máquinas industriais
05
Costureiro, a máquina na confecção em série
01
Cozinheiro geral
01
Eletricista de instalações de veículos automotores
02
Instalador de som
01
Mecânico de máquinas pesadas (manutenção)
01
Motorista de caminhão
01
Operador de caixa
01
Padeiro
01
Porteiro
02
Serigrafista
01
Técnico de enfermagem
01
Vendedor porta a porta
03
Vendedor pracista
07

PESSOA COM DEFICIÊNCIA
OCUPAÇÕES
QTDE.VAGAS
Auxiliar mecânico de refrigeração
01
Operador de vendas (lojas)
02

Os interessados devem procurar a unidade do SINE/IDT

Em São Gonçalo do Amarante
Av. Coronel Neco Martins, 236 - Centro - Fone :(85) 3315.7369

Em Pecém
Rua Rua Francisco Câncio, S/N - Centro - Fone :(85) 3315.1375

As informações sobre as vagas não são dadas por telefone. Todas as informações estão sujeitas à alteração. 



Fonte: Sine/IDT
[ Leia completa ]