2

São Gonçalo do Amarante - CE - Quinta-feira 23 de Setembro de 2021 - Ano: XIII - Edição: 4.721

Coema aprova projeto de complexo fotovoltaico de 182 MW em São Gonçalo do Amarante

10 de maio de 2021

O empreendimento solar Complexo Mundo Novo, localizado dentro do Complexo Industrial Multimodal Portuário da Taíba (CIMPORT), foi aprovado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), em sua 287ª Reunião Ordinária, nesta quinta-feira (06), com transmissão via Youtube da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). Características dos meios físico, biológico e socioeconômico da área e seu entorno, identificação e caracterização dos impactos ambientais e mitigação deles foram alguns dos aspectos apresentados ao colegiado.

O Complexo está projetado para uma potência total de 182 MW. Instalado na Fazenda Mundo Novo, no município de São Gonçalo do Amarante, o empreendimento compreenderá uma área aproximadamente de 393,18 hectares. O complexo se qualifica como um projeto de produção de energia elétrica a partir da irradiação solar, aumentando a disponibilidade de energia elétrica para o país.

De acordo com o projeto, no processo de aproveitamento da energia solar não existem: emissões de poluentes atmosféricos (gases); resíduos sólidos (lixo), emissões de efluentes (águas contaminadas e esgotos) e nem tão pouco há consumo de outros bens naturais, como a água. O único processo existente durante a operação é de transformação da irradiação solar em energia elétrica.

O projeto proposto para produção de energia fotovoltaica se constitui de quatro usinas, sendo uma fotovoltaica de potência individual de 44MW e três fotovoltaica de potência individual de 46MW.

Cada usina é composta pela união de diversos painéis solares, que produzem energia elétrica em corrente contínua e posteriormente segue para os inversores de frequência. Os inversores a transformam em corrente alternada. Com isso, a energia segue para o transformador que eleva a tensão de saída dos inversores, para tensão padrão da rede de energia. Logo, a energia segue para rede de distribuição.

O complexo também propõe a construção de uma linha de transmissão, com aproximadamente 8 quilômetros de distância linear, permitindo a conexão entre o complexo Mundo Novo e a Subestação Pecém.

A apresentação do projeto ao Coema faz parte das etapas do licenciamento ambiental da Semace. Na ocasião, o encontro virtual foi presidido pelo secretário Estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, contado também com a presença do secretário-executivo do Conselho e superintendente da Semace, Carlos Alberto Mendes.

1 comments:

Cardoso Ponte disse...

USINA DE ENERGIA SOLAR DA COEMA, me parece, SUPOSTO plágio de um projeto desta mesma natureza, com os iguais sinais e semelhante configuração, que tramitou em 2019/20, junto a SDE-SGA-CE, de autoria de uma comunidade associativa rural localizada no Distrito de Croatá da qual nunca se efetivou-se por razões até então, alheias e não sabidas. Mas, porém, bem explicitas pelo projeto Coema. Em: 20.05.2021. Sr. Cardoso Ponte.

[ Deixe-nos seu Comentário ]

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor